A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Células-tronco e a nova geração de mortais inconsequentes

Hoje a medicina manja de coisas sensacionais como fazer células-tronco regenerarem tecidos e tratar doenças e problemas sérios antes incuráveis. Mas como essa visão de "Tudo tem cura, tudo tem conserto" afeta no nosso comportamento?

Extrapolando ao máximo, imagine que um dia você acorda e descobre que qualquer parte do seu corpo pode se regenerar magicamente de qualquer dano. Como você conduziria a sua vida?

Link YouTube | Cenas de Heroes, uma série em que a primeira temporada é do caralho e as temporadas seguintes são um lixo.

Em tese, se as células-tronco tem potencial para regenerar qualquer tecido, por que parar de fumar se eu posso regenerar meu pulmão? Por que não usar drogas, beber até cair, se alimentar com qualquer porcaria? Fazer sexo com camisinha? Dirigir que nem um maluco?

Meu objetivo não é criticar a medicina, longe disso, mas procurar entender como o progresso dela afetaria o nosso comportamento de autopreservação. Será que os avanços da medicina podem criar uma geração de inconsequentes com a crença de que são imortais?

Antes de abrir a conversa com você, cito a resposta que o Dr. Health me enviou:

"Sendo uma situação hipotética, vale a reflexão abaixo, apesar do que, no momento, são procedimentos inviáveis. Mesmo que um dia possa se recriar um fígado novo, todo o procedimento para "instalação" do novo órgão incorre em riscos. Sinceramente, eu acho que vale mais a pena cuidar do original. Mas isso sou eu pensando à luz do conhecimento de 2011.
Outro ponto que vale ressaltar é sobre o dirigir que nem um maluco: traumatismos vão continuar matando mesmo que a medicina avance e avance cada vez mais. Um avanço da medicina não conseguirá de forma alguma salvar um cara que teve a cabeça esmagada num acidente de trânsito." –Maurício Garcia (Dr. Health)

publicado em 05 de Março de 2011, 13:34
Fa6216a91d207a00d48a0f1c69f44eb9?s=130

Rodrigo Cambiaghi

é especialista em mídia programática e monetização de sites. Reveza o tempo entre filha, esposa, cão, trabalho, banda, moto, games, horta de casa, cozinha e a louça que não acaba nunca.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura