Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Chef é especialista em pratos com maconha

Em São Francisco, num peculiar restaurante chamado Cannabis Cathering, o chef americano Frederick Nesbitt III serve uma especialidade curiosa: pratos com maconha.

A ideia de cozinhar com marijuana veio da notícia de que a mãe de um amigo, diabética, foi diagnosticada com câncer. Por ter que ficar longe do açúcar e não poder comer vários de seus pratos favoritos, Nesbitt resolveu inovar e fez batatas assadas com a planta. Depois disso, resolveu adaptar algumas receitas em seu próprio restaurante.

"Eu estou apenas alimentando as pessoas, esse ingrediente é apenas um dentro do trabalho que faço."

Hoje o restaurante serve alguns pratos com a "ganja", dentre eles: salada, sopa de lagosta, filé ao molho de whiskey com maconha ou haxixe e ainda uma fonte de chocolate belga. Nesbitt diz que cada refeição tem o equivalente a 3 ou 4 cookies de maconha. Ele diz que pode alterar a receita de acordo com o cliente.

Será que eles avisam que a salsinha é só de enfeite?

Um detalhe importante: os pratos são servidos apenas a clientes que possuem uma licença médica para consumo de maconha. Sem isso, a operação de Nesbitt seria totalmente ilegal. Em novembro está agendado um plebiscito em que a população vai votar para legalizar ou não o porte e uso da planta na California. Até lá, pra quem quiser experimentar boa cozinha e a planta, sem precisar de licença, indico o Supper Club de Amsterdã, já famoso por esse tipo de culinária.

Fonte: Cakehead loves evil e FastCompany.


publicado em 21 de Setembro de 2010, 16:44
91fbfbc90492fb923241c8ba72ec2b3b?s=130

Gus Fune

Hacker de viagens, se tem wi-fi pode ter certeza que ele ainda chega lá se já não foi. Trabalha de qualquer canto cuidando da Epic Awesome e fazendo suas próprias regras.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura