Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Citroën C4 Picasso. Minivan ou esportivo?

No tempo em que deixávamos a razão de lado ao comprarmos um automóvel, dirigir era prazer puro. Era uma época em que não nos importávamos com engarrafamentos, ar poluído ou as enormes distâncias a serem percorridas.

Poucas coisas divertiam mais o homem que um uma bela estrada e suas curvas convidativas. Hoje vivemos mais apressados, mais preocupados, sem tempo para desfrutarmos daqueles pequenos bons momentos que tanto nos davam prazer.

A realidade da vida nas grandes cidades é essa. Enquanto o fim de semana não chega somos obrigados a encarar o angustiante caos urbano. Entre um compromisso e outro, muitos de nós passamos grande parte do dia dentro de um carro. Debaixo de sol ou chuva, entrando e saindo de vagas apertadas, desviando de ônibus, motos, pedestres, outros carros, o nosso automóvel se torna o limite de nossa individualidade em meio a coletividade do trânsito. É onde podemos ouvir nossa música predileta sem ter de ouvir a do motorista ao lado, onde podemos definir se queremos sentir calor ou frio, onde sentamos e esperamos.

Por mais que queiramos ser como Steve McQueen ou Sebástian Löeb, naqueles instantes tudo o que queremos é chegar rapidamente ao nosso destino. Para enfrentar essa situação, os fabricantes de automóveis investem pesado em tecnologia no intuito de minimizar o sofrimento diário dos que convivem com infindáveis fileiras de automóveis. A última arma da Citroën criada para nos ajudar a sobreviver mais um dia, é o Citroën C4 Picasso.

Pense em espaço. Não, mais espaço.

O lançamento do fabricante francês traz uma série de inovações e gadgets que lhe farão cogitar a possibilidade de passar mais tempo em seu carro. Com 5 lugares, 4,47 metros de comprimento e 2,73 de entre-eixos o C4 Picasso possui dimensões que devem satisfazer até mesmo o mais alto dos espaçosos.

1434 litros de porta-malas cabem pouco mais de 4mil latinhas de cerveja, ou quase 350 caixas!
1434 litros de porta-malas. Mais de 4 mil latinhas de cerveja. Muita coisa.

Como em todas as outras versões da família C4, o Picasso traz itens de série interessantíssimos como o volante com miolo fixo, computador de bordo completo e porta-objetos por todos os lados. O câmbio é automático de quatro velocidades e se você tiver dificuldade para arrancar com o carro em aclives íngrimes, o sistema de auxilio a partida assume controle e lhe libera para se concentrar no trânsito. Falando em câmbio, o do C4 Picasso é sequencial Tiptronic com sistema Porsche.

Com design inovador, a aposta da Citroën também traz lanterna destacável no porta-malas, compartimento refrigerado, perfumador de ambiente, ampla modularidade do habitáculo, mesinhas tipo avião para quem vai atrás. Com tanta sofisticação você poderá até mesmo organizar uma reunião itinerante enquanto se desloca para o trabalho.

Parente novo na família

O Citroën C4 Picasso não é completamente uma minivan como sua irmã Xsara Picasso, nem completamente um monovolume como seu irmão Grand C4 Picasso. Aliando o melhor dos dois mundos, o lançamento da Citröen não é apenas espaçoso, modulável e versátil, é algo diferente, com identidade e tempero próprio.

O porta-malas, por exemplo, ao escamotear os bancos traseiros pode ser expandido de 500 para 1434 Litros! É espaço suficiente para carregar a festa inteira dentro do carro. Além do mais, ali você também encontra uma lanterna e um carrinho que pode ser utilizado para levar as compras do supermercado até em casa.

Um século de inovações e experimentação em competições se revela quando o C4 Picasso foge do engarrafamento e encontra pista livre à frente. O motor de dois litros e 16 válvulas bufa alto quando gira  6000 rpm entregando 143 cavalos!

imageimage
Falamos que ele tem um sistema que refrigera, purifica e perfuma o ambiente automaticamente?

Sobre a potência

O torque é farto desde cedo. Com apenas 4000 rpm o ágil Picasso já têm a sua diposição 20,3 kgmf de torque. Isso significa que o "carro familiar" não somente arranca muito forte, mas também sobe giro rápido e com bastante fôlego. A experiência se torne ainda mais divertida quando utilizamos o câmbio Tiptronic Porsche em modo manual. As trocas de marchas passam a ser sequenciais comandadas por borboletas no volante aumentando ainda mais o seu domínio sobre a usina do francês.

Se você entrar forte em curva beliscando a borboleta de redução de marcha e acelerar forte para tracionar com o motor cheio, não terá de lidar com uma derrapagem descontrolada. O único som que ouvirá serão os 143 búfalos enfurecidos berrando em alta rotação uma vez que o controle de estabilidade (ESP) atuará para colar o C4 no asfalto.

Ao sair da curva cutucando os 6000 rpm e beliscando a borboleta para subir a marcha, o giro ainda cairá dentro da faixa de torque máximo do motor empurrando as suas costas contra o banco. Se a velocidade cresce rápido, também é importante parar com segurança. Além do ABS o Picasso possui sistema repartidor da força de frenagem (REF). A segurança passiva também é importante, e o C4 Picasso conta com 7 Airbags!

De onde venho, essa "minivan" seria facilmente confundida com um verdadeiro puro-sangue francês.


publicado em 09 de Fevereiro de 2009, 17:14
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura