Como se transforma a paternidade no Brasil? Faltam apenas 5 dias para o PAI: Os desafios da paternidade atual.
Compre já o seu ingresso!

Com a chegada dos 30, questionei tudo o que fiz | Caixa-preta #18

Caio Braz é o décimo oitavo entrevistado do Caixa-Preta. Também é consultor de moda, youtuber e apresentador de TV.


É um momento de muitos recomeços. Um novo programa de televisão, novas amizades, tudo novo. É bom, mas é o primeiro ano ainda.

Caio Braz completou trinta anos há pouco. Em fevereiro deste ano, o pernambucano consultor de moda completou mais um ciclo e deu início a outra fase. Se definindo como alguém holístico, ele leva a sério tal mudança.

E é no meio desse turbilhão transitório que surge a conversa que teve conosco, em mais uma entrevista para o Caixa-Preta, nossa série de relatos em vídeo.

O Caio contou um pouco sobre como se sente completando três décadas de vida. Como usou o momento para reavaliar sua trajetória e tomar outros caminhos. Em outros termos, como ele mesmo defini, criar recomeços.

E entre essas reflexões, brota a existência da figura pública. Com milhares de seguidores, um canal movimentado no Youtube e uma demanda constante para se fazer presente, manter sua persona. Com tantos planos, a vida pessoal passa. Em muitos momentos, escapa. Olhar para isso foi mais uma das coisas que ele teve que lidar no último ano.

Acho que uma das perguntas mais importantes que eu já ouvi na minha vida foi de uma terapeuta. Assim, uma terapeuta sádica, ela era venenosa. Chegou e falou pra mim, "você fica assim, vai aqui, vai ali, mas quando você vai viajar pra dentro de você?" e me des-tru-iu!

Caio também fala sobre sua sexualidade. Se abrir num meio em que o preconceito ainda ocorre, de maneira cruel. Sob um véu. E como foi romper com seu receio de se expor para ser, no fim, acolhido.

Chega uma hora que a vida fala pra você: "tome posição! Pare de fingir seu sotaque. Você é pernambucano. Pare de fingir que não é gay, seja gay. Seja tudo que você pode ser. E minha tentativa é essa. 

No fim, levianamente sendo reducionista, o Caio é alguém como qualquer um de nós: uma pessoa por vezes perdidas, descobrindo como agir no mundo. Num aprendizado constante, a cada novo ciclo.

* * *

Para ver e ler mais: 

Lidar com crítica pode virar uma paranoia | PC Siqueira | Caixa-preta #7

Canal do Caio no youtube

As 25 maiores crises do homem (e como superá-las)

Você conhece homens com histórias que poderiam virar relatos do Caixa Preta? Conta pra gente!

Não é de hoje que o PdH quer construir uma relação aberta e de colaboração com a comunidade. Pensando nisso, e buscando aumentar o alcance de relatos, nós queremos sua ajuda nesse projeto. Com certeza você convive com diversos homens que carregam vivências construtivas. Não seria incrível se essas histórias pudessem ser compartilhadas com mais pessoas?

Caso você tenha alguma sugestão para a nossa série do Youtube, deixa nesse formulário. É bem simples.

A casa agradece. 


publicado em 06 de Julho de 2017, 11:29
000b0026

Bruno Pinho

Estagiário do PapodeHomem e estudante de jornalismo.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura