Nosso documentário "O silêncio dos homens" bateu 1 milhão de espectadores! Se torne um membro da Jornada PdH e apoie nossas atividades para chegarmos em cada vez mais pessoas. A cada R$10 de apoio, impactamos 500 pessoas.

Como as coisas funcionam

Você certamente já passou pela situação de precisar saber como alguma coisa funciona sem ter de abrir aquele manual chatão ou, pior ainda, chatão e escrito em húngaro, correto?

Agora, se você tem computador com Internet, pelo menos nos últimos 10 anos, aposto que com a ajuda de um motor de busca vasculhou furiosamente a ampla teia digital (confesso que eu escrevi isso só pra ver como ficava) em busca da instrução perdida, errei?

Pois foi pensando em situações como a sua que, em 1998, o ex-professor da Universidade do Estado da Carolina do Norte, nos EUA, Marshall Brain, criou o site HowStuffWorks, que em bom português significa "como as coisas funcionam".

A coisa começou como um hobby, mas se expandiu tão rapidamente que em menos de um ano já tinha virado um negócio sério e lucrativo. Em 2002, apenas 4 anos depois de ser criado, foi vendido para um grupo investidor em mídias por mais ou menos um milhão de dólares; cinco anos mais tarde seria adquirido pelo grupo Discovery Communications por 250 milhões de dólares. Mixaria.

Tirar fotos é fácil, mas você sabe como um motor desses funciona?

Do funcionamento do motor a explosão ao funcionamento de fantasmas. Da teoria da relatividade a aplicações financeiras. Dividido por tópicos e sub-tópicos é possível encontrar quase todo tipo de informação exposta de forma didática. Se não estiver lá? Cedo ou tarde vai estar; todos os dias são publicados quatro novos artigos. E é claro, você também pode enviar a sua dúvida.

"But, dude, I don't speak english!"

Com isso, preocupar-se não deve, jovem padawan: o site conta com uma versão inteirinha em português hospedada no UOL, com quem tem parceria. É o bom ComoTudoFunciona.

É claro que os artigos oferecem um conhecimento de certo modo superficial, objetivo. É um início. Se for apenas uma curiosidade ou necessidade momentânea, talvez seja suficiente, caso contrário é apenas um primeiro contato, um resumo, e como tal não substitui a pesquisa aprofundada e séria.

E vocês, já usaram? Na medida de suas limitações, foi útil?


publicado em 18 de Outubro de 2010, 16:18
7bad5b31f4d700d0a7b1550a64b104e4?s=130

Danilo Freire

Advogado que não lida bem com prazos. Estudante de Filosofia que tem déficit de atenção. Cadeirante, era ruim em matemática, calculou mal um mergulho e desde então é tetraplégico. No Twitter, responde por @danilotetra.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura