A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Como crescer como um homem e se vestir bem

O garoto vira homem e fica faltando aquela experiência de como é crescer e se vestir bem.

No Brasil, ainda existe esse pré-conceito de que homem não tem que se importar com moda e aparência. Talvez em grandes capitais isso já esteja mudando bastante, mas eu, que nasci no interior de São Paulo, posso garantir que um homem que demonstre se preocupar bastante com o estilo e o cuidado com a higiene/estética, começa a passar por todo tipo de gracejo.

Me lembro de, quando criança, minha mãe surgia com as roupas que ela achava que eu deveria usar. Foi assim "nasceu" o meu estilo, passando de Fido Dido, Hang Loose, Bad Boy – quem lembra? – até as calças big (quem inventou esse tipo de calça não devia lavá-las), e tênis de academia pra usar com qualquer combinação de vestuário.

[gallery include="60243,60244" columns="2"]

(Não dá pra ser moleque eternamente e nem se transformar, do dia pra noite, num verdadeiro tiozão)

Quando me mudei para São Paulo, criei o meu próprio estilo, mas sempre quando voltava para Bauru, ouvia a mesma piada das pessoas que não me viam há anos: “Você virou gay?”. Na verdade,eu tinha crescido e me tornado um homem que nada se parecia com o moleque que um dia fui.

Nada contra quem tem síndrome de Peter Pan e vai ser um "meninão" para todo o sempre. Só me lembro de um slogan de cigarros que dizia:

Lucky Strike separate the men from the boys, but not from the girls!
Lucky Strike separa homens dos garotos, mas não das garotas!

O mesmo acontece ao se vestir, todos os dias. Mesmo vivendo num país de "meninos", um dia você irá crescer, querendo ou não e, chegando à idade adulta, há duas escolhas: ser um "garotão" ou usar a moda a seu favor. Não digo que você há que sair por aí todo fashionista, mas sim saber usar algumas tendências para se destacar dentre os demais, deixando a "meninice" de lado e encarnando o adulto sem aparecer por aí como o "tiozão" da turma.

Cabelos e Barbas

[gallery include="59996,59997,59998,59999" columns="2"]

Se você ainda tem cabelos, ele é parte integrante que vai definir o seu estilo. Não existe uma modinha que sirva de regra. Seja você mesmo e use do jeito que você gosta de usar. Mas, se puder (visando trabalho, estilo pessoal, etc.), tente sempre ousar, deixando de lado o gel e o cabelo de lado.

Experimente deixar a barba por fazer, é uma ótima opção para dar uma “envelhecida” no estilo e ficar com cara de homem adulto. E o melhor é que segundo um estudo científico, o homem com barba passa mais confiança na hora de fechar negócios ou se pronunciar.

As implicações dessa descoberta, dizem os pesquisadores, podem ir bem além do mercado de publicidade. Eles avaliam que, por exemplo, políticos poderiam se dar bem ao esquecerem do barbeador por uns tempos:  “A presença da barba no rosto de candidatos poderia aumentar seu carismaconfiabilidade e, acima de tudo, sua experiência na percepção dos eleitores, com efeitos positivos nas intenções de voto”.

Só nunca confundam uma barba por fazer com o completo descaso com os seus pelos faciais.

Importante: os pesquisadores analisaram apenas o efeito das barbas curtas e bem aparadas. Não dá pra fazer cosplay de ZZ Top e esperar que as pessoas confiem mais em você.

Blazers e camisas

[gallery include="59892,60006,60007" columns="3"]

Se você gosta ou tem a obrigação de usar todos os dias o look social, o blazer pode facilmente dar aquele ar de tio. Isso sempre vai depender do corte e so ajuste no seu corpo. Usar um blazer "genérico", sem corte e ajustes só vai passar a imagem de uso obrigatório e é justamente isso que envelhece quem usa. Existem modelos de blazers que deixam o look mais despojado, como por exemplo o com cotoveleiras.

Calçados

[gallery include="60010,60011,60012" columns="3"]

O calçado salva ou mata um look. Existem vários modelos de calçados para homens, de tênis à sandália. Pode-se experimentar usar diferentes tipos de calçados como docksider, desert boot, top-sider, oxford, etc. São calçados geralmente feitos com uma proposta mais sóbria, com menos trejeitos e cores de um tênis juvenil, só que possuem todo o estilo para levar o homem crescido para longe do estigma de "tio".

Lembre-se: tênis de corrida foi feito pra correr. Se você não estiver efetivamente correndo, não use-o.

Acessórios

[gallery include="60014,60015,60017,60018,60019" columns="3"]

São os acessórios que ajudam a diferenciar o look de um homem crescido. O relógio, por exemplo, é um acessório indispensável para o homem que quer demonstrar pontualidade e seriedade (portanto, relógios coloridos podem ser uma boa, mas para outros estilos). A bolsa masculina é uma opção para quem carrega muitas coisas (carteira, notebook, caderno, caneta, camisinha, etc.) sem parecer um garotão de mochila. Para os mais ousados, um chapéu, óculos escuros e várias pulseiras também cairão bem. O Johnny Depp aprovaria.

Poucas mudanças e um novo olhar podem muito bem fazer com que você se torne um homem crescido e estiloso, diferentemente do moleque grande e do tiozão. Tá aí uma bela maneira de crescer bem.

Mecenas: Citroën

Esse texto é resultado de um projeto apoiado pela Citroën de troca de conteúdo, você pode conferir os próximos no:

Moda para Homens

Marketing na Cozinha


publicado em 20 de Junho de 2012, 07:00
D97cb4babc6fd676fda3a05b43438528?s=130

Guilherme Cury

Natural de Bauru/SP. Blogueiro, publicitário e músico nas horas vagas. É editor do Moda Para Homens, sócio do Comunicadores.info e publica suas experiências no Ando Experimentando. No twitter, procure por @guicury


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura