Como fazer iogurte infinito cultivando probióticos

E cream cheese também!

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Quando soube que o nosso corpo abriga mais ou menos 40 trilhões de bactérias - número similar ao nosso número de células humanas - comecei a me interessar mais pelo consumo de probióticos. O termo vem do grego pró vida e representa um conjunto de microorganismos vivos que conferem benefícios à saúde do hospedeiro (ou seja, a gente mesmo).

Atualmente tenho em casa culturas de kombucha, jun e kefir - consegui uma amostra delas com amigos e através de um grupo no Facebook que estimula a doação de probióticos. Os membros compartilham informações a respeito de suas culturas, até porque o cultivo não é uma ciência muito exata.

Eu, particularmente, adoro fazer experiências com os meus e gosto de acreditar que eles me trazem todos os benefícios que prometem, apesar das controvérsias. As vantagens dos probióticos são bem parecidas entre si, mas cada um tem a sua particularidade.

O que sinto que me traz mais benefícios é o kefir de leite.

Os benefícios do kefir

O kefir basicamente faz iogurte infinito. Seus grãos se alimentam da lactose (também existe o kefir de água), então o resultado é um iogurte com baixa lactose. Todo dia dou um pouco de leite para os meus grãos e eles me devolvem um iogurte azedinho que uso pra tomar como iogurte mesmo ou para fazer cream cheese. Seus benefícios envolvem regular o trato intestinal, aumentar a imunidade contra infecções, melhorar as taxas de colesterol entre outros – teoricamente seus benefícios pra saúde superam os do iogurte comum.

Vocês podem conferir mais infos sobre o kefir aqui (e também em outros sites, o google está cheio deles).     

Como cultivar

- Primeiro de tudo: arranje uma muda de kefir (o grupo que citei pode ajudar com isso).

- Você vai precisar também de um pote de vidro e de leite integral.

Pegue a porção de kefir, coloque no vidro - que deve estar muito limpo - e adicione leite. A proporção em geral é de 1 colher de sopa de kefir para 2 xícaras de leite.

Cubra o pote com um pedaço de tecido limpo ou papel toalha e arremate com um elástico (a ideia é que fique com cara de pote de geleia da vovó).

Deixe-o descansar em um lugar escuro, como um armário.

Você pode deixá-lo fermentar de 12 a 24h - em geral deixo 24h. Após esse período, coe os grãos. Você perceberá que o leite engrossou e ganhou a textura de iogurte. Esse iogurte deve ser guardado na geladeira e pode ser armazenado em um pote com tampa.

Repita o processo com os grãos que ficaram na peneira ad eternum e voi-là: nunca mais vai faltar iogurte na sua casa!

***

Se alguém no Rio estiver querendo culturas, dá um check no grupo do Facebook ou me manda um alô!


publicado em 21 de Outubro de 2016, 11:00
Carol compacto redondo

Carolina Lacerda

“Linguista de formação, sempre se interessou por moda e sustentabilidade, até que o gosto pelo garimpo ficou mais sério. É sócia de um brechó online, a Arara.”


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: