Como fazer um risoto para dois e ficar aquecido nesse frio

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Maio bate à porta. Está esfriando em todo o Brasil. E frio você sabe como é: época perfeita para trazer aquela gata para assistir a um filminho debaixo da coberta. Melhor ainda se você cozinhar. Melhor ainda se você cozinhar algo que caia bem com um vinho. Um belo risoto é perfeito nessas horas, e não é difícil de fazer.

Há quem pense que risoto é apenas arroz comum, empapado, misturado com alguma coisa. Não é. O risoto de verdade é feito com arroz arbóreo, cujo grão é um pouco maior, para absorver bem mais do líquido em que é cozido, e libera mais amido, ficando mais cremoso. Ele é só um pouco mais caro, e não é difícil de encontrar.

A melhor coisa sobre o risoto, para mim, é que ele é uma receita coringa para misturar com quase qualquer coisa que sobre na sua cozinha. O que eu ensino aqui é de alho-poró e brócolis, que eu acho que fica delicioso, mas dá para fazer com camarão, carne, linguiça, bacon, tomate, legumes, e por aí vai.

Prepará-lo é fácil, apesar de um pouco trabalhoso, por isso a dica é chamar uma ajudante e aproveitar o processo para bater aquele papo enquanto vocês esvaziam as taças.

Ingredientes


  • ½ kg de arroz arbóreo. Atenção: não lave o arroz de jeito nenhum.

  • 2 alhos-poró (pode ser substituído por cebola, mas não fica tão legal).

  •  4 ou 5 dentes de alho comum picado.

  •  1 brócolis americano (veja na imagem: é mais ou menos uma peça).

  •  Azeite.

  •  Manteiga (uma colher grande). Se não tiver manteiga, pode ser margarina, embora muita gente deteste.

  •  Queijo parmesão. Nada de usar aqueles de saquinho, tome vergonha e compre um bom, para ralar na hora. (Dica: com um bom parmesão, dá para cortar em quadradinhos para ir comendo de aperitivo junto com o vinho enquanto prepara a receita.)

  •  Pimenta do reino. Nada de usar aquela do potinho vermelho. Moa na hora.

  •  Vinho branco. Você usará uma taça ou copo para a receita, mas recomendo comprar um bom para beber com a dama.

  •  1 caldo de legumes (ou carne, frango etc) dissolvido em 1L de água (mantenha bem quente no fogão).

  •  Cebolinha, salsa ou manjericão para enfeitar.

Equipamento mínimo


  • Concha

  • Espátula ou colher de pau

  • Faca

  • Uma panela ou frigideira funda para fazer o risoto

  • Uma panela menor para ferver a água e fazer o caldo

  • Uma travessa para servir

Mãos à obra

Entre cada etapa vá mexendo com uma espátula ou colher de pau e, se achar necessário, adicione mais azeite.

(As imagens sempre se referem ao passo acima delas.)

1. Jogue um pouco de azeite numa panela ou frigideira funda com o fogo médio.

2. Refogue o alho picado.

3. Jogue o alho-poró e dê uma refogada.

4. Jogue o "recheio" (brócolis, no nosso caso, mas você pode inventar com outra coisa).

Observação: Eu joguei os brócolis crus, picados bem pequenos. No fim do risoto, estarão bem cozidos. Isso vale para camarão, linguiça ou o que você quiser colocar.

5. Jogue o arroz.

6. Refogue bem o arroz. Depois dele pegar um brilho do azeite e ficar selado (para não empapar demais), coloque o vinho. Já me disseram que é para soltar o amido, assim como também já me disseram que é só para dar sabor e aroma. Seja qual for o motivo, o importante é que fica bom.

Quando o vinho secar

1. Coloque uma concha de caldo no arroz.

2. Espere secar e coloque outra concha. Para saber se secou, é só puxar o fundo com uma espátula. Se tiver água borbulhando em vez do creme, espere mais um pouco.

3. Vá provando o arroz. Você precisará de alguma sensibilidade. O arroz arbóreo é mais duro, al dente, mas sem ser “esfarelento” no meio. Essa é a hora que você pode pedir uma pequena ajuda para a moça. Faz parte.

4. Se precisar de mais sal ou pimenta, coloque mesmo. Sem pudor.

5. Quando achar que está bom, desligue o fogo e misture a manteiga (esquerda) e o queijo (direita). Não sou fã de queijo, mas quem gosta pode botar até uns 200, 250g.

6. Sirva numa travessa bacana e enfeite com cebolinha, alho torrado, salsa ou qualquer outra coisa assim.

Agora o romance é com você.

E isso inclui assumir a louça.

Boa sorte!


publicado em 29 de Abril de 2012, 13:12
File

Vítor Barreto

Editor da Lúcida Letra/2AB Editora, mora em Teresópolis, participa d'O Lugar e se interessa por meditação, comunicação não-violenta e como as pessoas podem se ajudar a viver melhor. No instagram: @vitbarreto.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: