Como fazer um yakisoba de respeito ao estilo japonês

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

A relação entre China e Japão é historicamente conturbada. Os dois territórios são separados por uma faixa relativamente estreita de oceano, o que permitiu que pessoas pudessem transitar pra lá e pra cá (nem sempre amigavelmente), levando consigo caracteres culturais.

A troca de influências inclui arquitetura, sistema de escrita, religião, filosofia, gastronomia.

Para nós, hoje, importa um prato que também está no meio de uma disputa a respeito da sua origem. Há uma versão chinesa e uma japonesa para a Yakisoba, cada uma com suas respectivas qualidades e defeitos.

Aí vai uma receita de Yakisoba ao estilo japonês.

 

Ingredientes

 


  • 1 cenoura;

  • 1 brócolis japonês inteiro;

  • 1 couve-flor pequena;

  • 200g de repolho roxo;

  • Meio pacote de macarrão para yakisoba (250g);

  • 200g de peito de frango;

  • 200g de carne vermelha;

  • 100g de camarão médio;

  • Sal e pimenta-do-reino à gosto;

  • 50g de óleo de gergelim;

  • 200g de molho tonkatsu;

  • 50ml de óleo.

 

Ingredientes para o molho Tonkatsu

 



     
  • 100ml de molho de soja;
  • 100 ml de ketchup;
  • 200ml de molho inglês;
  • 1 pedaço pequeno de gengibre (cerca de 10g);
  • 3 dentes de alho;
  • meio copo de açúcar.

 

Preparando o molho Tonkatsu

molho tonkatsu
 

Fatie o gengibre e o alho em pedaços bem pequenos. Adicione pouco óleo numa panela e refogue.

Depois, adicione o restante dos ingredientes e mexa rapidamente até que todos se dissolvam. Continue mexendo em fogo baixo para não levantar fervura. Quando estiver denso, retire do fogo e reserve.

 

Cortando os vegetais e a carne

Corte a carne em tirinhas finas e tempere a gosto, sem contudo utilizar a quantidade de sal de costume, pois o molho Tonkatsu, que vai ser misturado ao prato, já é salgado por natureza. Reserve.

Depois de lavar bem, corte os vegetais à Juliene. A ideia é deixá-los no mesmo sentido do macarrão. Dessa forma, as tiras devem ficar finas e compridas, pois assim o prato vai ficar bem apresentado e, quem quiser, terá mais facilidade para comer utilizando os famosos hashis.

Se não sabe o que significa corte à Juliene, só dar o play.

Link Youtube

 

A técnica do branqueamento dos vegetais

Sabe aquelas cores vibrantes que os vegetais apresentam nos restaurantes que, por mais que você tente, não consegue deixar igual em casa? Pois bem. O segredo é usar a técnica do branqueamento. Ao contrário do que o nome sugere, esse processo impõe cor mais viva aos vegetais e mantém os nutrientes que normalmente se perderiam no processo de cozimento.

Primeiramente, retire cascas, sementes ou partes machucadas. Em uma panela alta, ponha água limpa para ferver. Enquanto isso, coloque outro tanto de água gelada e adicione cubos de gelo em um refratário ou assadeira e reserve.

 

branqueamento
Ferva os legumes de 2 a 3 minutos

Quando a água da panela estiver borbulhando, mergulhe os legumes e deixe aferventar de 2 a 3 minutos. Com uma escumadeira ou espátula, retire-os da água e imediatamente e os mergulhe no refratário com gelo até resfriarem – isso evita que continuem cozinhando e fiquem moles demais.

Vá repetindo esse processo até branquear toda a quantidade desejada e reserve.

Se for necessário, coloque mais gelo na água para ficar bem gelada.

 

Cozinhando e fritando o macarrão

Adicione bastante água numa panela alta e acresça duas colheres de sopa de óleo e uma pitada de sal.

Quando a água estiver fervendo, coloque o macarrão e deixe cozinhar por apenas quatro minutos. Em seguida, lave o macarrão para que o cozimento seja interrompido e o excesso de amido seja retirado.

Em seguida, coloque três colheres de sopa de óleo numa frigideira (de preferência a do tipo oak) e adicione o macarrão em seguida, mexendo constantemente de forma delicada para não rasgar os fios. Deixe fritar até formar uma crosta crocante no macarrão. Reserve.

 

O preparo da carne

Coloque óleo o suficiente numa frigideira de boca larga para fritar a carne vermelha e o frango. Depois de pronto, adicione o camarão e os legumes e deixe cozinhar por três minutos, sempre mexendo com cuidado.

Em seguida, acrescente o macarrão e continue mexendo.

Por fim, acresça o molho tonkatsu e depois coloque o óleo de gergelim e mexa delicadamente.

Sirva assim que retirar do fogo.

 

Bonito, não?
Bonito, não?

 

Dicas para assegurar a respeitabilidade do Yakisoba

O tempo de preparo deve ser bem rápido, apenas para dar crocância aos ingredientes.

Se desejar um legítimo prato japonês, não utilize azeite, pois ele tem componentes que alteram o gosto do prato.

Evite o uso de macarrão tipo lámen ou talharim. Originalmente, o macarrão para yaksoba deve ser o do tipo sobá.

Acaso você seja vegetariano, adicione outros ingredientes, como cebola, repolho branco e cogumelos para dar uma encorpada ao prato.

Nunca use tomates, pois eles soltam muita água e deixarão o prato caudaloso.

* * *

E aí, prontos para tentar?

Indicação de livros!

Tá afim de aprender cozinhar mais e melhor? O PdH vai indicar três livros bem recomendados para quem quer saber mais de comida.

Os links do livros são de afiliados. Ao comprar na Amazon usando eles, você ajuda a financiar o PdH, sem nenhum custo adicional para você.


publicado em 11 de Outubro de 2013, 11:15
Fa87264253422bd0967423aae1cb781f?s=130

Carolina Dini

Advogada e blogueira com ascendente na cozinha. Reúne os amigos em casa toda semana para fazê-los de cobaia nos experimentos culinários e posta todas as receitas no cebolanamanteiga.com e no Instagram: @carolinandini


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: