A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Como Game of Thrones e pornografia podem salvar suas bolas

Juntar sexo e a série de maior procura e comoção para salvar bolas. Essa é uma ideia australiana que pode dar certo

A primeira ideia genial é a de fazer um filme pornô como paródia de Game of Thronesa série mais danadinha dos últimos tempos, sempre associada à mortes e uma putariazinha que — geralmente — não faz mal a ninguém. 

Depois da galhofa, vamos às reais utilidades da vida. Uma parceria entre a australiana The Blue Ball Foundation e a produtora de filmes para adultos Digital Playground deu origem à campanha "Play with yourself", que é um trocadilho de "brinque com você mesmo", ligando a masturbação ao assunto que se queria tratar: a prevenção do câncer de testículos.

Esse é o tipo câncer que encabeça a lista entre homens. 1 a cada 214 australianos desenvolvem a doença e 97% dos casos têm cura se detectado logo cedo. Se 70% dos australianos assistem pornografia online, nada mais interessante que avisá-los por este canal, enquanto eles já estão com a boca na botija, ou melhor, com as mãos onde precisam estar.

No filme Game of Balls, a paródia de Game of Thrones, a atriz Eva Lovia dá o recado no meio da ação. Não abre uma propaganda, não abre um banner maluco. Lá, entre uma foda e outra, ela explica como se fazer o exame das bolas:

O desfecho é simples: façam o exame em vocês mesmos. E assistam Game of Balls (eu ainda não vi, minha mulher viu, minhas filhas viram e dizem que é muito bom). 

Abaixo, um pouco de leitura complementar:

[18+] Câncer de testículo: como e por que fazer auto-exame

"O relato do Leonardo vai na esteira de um outro, bem detalhado, de leitor anônimo, que publicamos no PapodeHomem em 2009, e também complementa o nosso "guia para manutenção da carroceria".

Ao relacionar todos esses conteúdos aqui no QG, fomos lembrados da importância do assunto, e nos ocorreu algo bem simples, mas crucial: não sabíamos como fazer o auto-exame para verificar está tudo OK com as nossas próprias bolas.

Grave."
Conheça as suas

Câncer de testículo: um relato

"A intenção desse texto não é assustar ninguém, mas apenas compartilhar com os leitores PdH a visão de alguém que recentemente venceu uma batalha e se sente na obrigação de informar sobre o problema. Até porque o câncer de testículo é um dos poucos tipos que partem do princípio de cura e não de sobrevida – com uma média de 95% de chances de cura mesmo com metástase instalada.

É deste problema que o ciclista Lance Armstrong e o jogador brasileiro de basquete Nenê, do Denver Nuggets, sofreram. Agora ambos vão muito bem.

Aviso que não sou médico. Todo o conhecimento exposto aqui veio da vivência do problema. Já que não tenho cacife para esclarecer dúvidas científicas, apenas explico o meu ponto de vista e deixo a parte casca grossa com o Dr. Health para que auxilie quem tiver dúvidas nos comentários."
Essa era a parte saudável não afetada pela necrose, antes da cirurgia

Bota a mão nas bolas, amigo. 

Já vai estar com elas pra fora mesmo.


publicado em 27 de Maio de 2015, 00:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura