A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Como não se perder no novo PdH (e os problemas que estamos resolvendo)

A mudança está sendo turbulenta! Listamos aqui os principais problemas e ajustes já em curso


Oi, pessoal. Sabemos que o PdH está estranho. Estamos escutando e lendo todos vocês. Agradecemos demais os comentários e emails com mil sugestões e críticas.

Desde que publicamos o artigo "Bem-vindos ao novo PapodeHomem!" ao apagar das luzes do ano passado e recebemos a avaliação positiva da maior parte da comunidade... nos deparamos com uma enxurrada de problemas.

É normal que surjam numa mudança tão grande. Em especial quando também se troca a tecnologia (pulamos do Wordpress para Ruby on Rails).

Pra complicar, grande parte deles surgiu logo antes ou durante o recesso (20/12 a 05/01), período no qual nem a empresa desenvolvedora estava disponível para ajudar – afinal, todos merecem seu descanso.

Aproveito então para sermos bastante transparentes sobre o que está acontecendo.

Como não se perder no novo PapodeHomem?

O guia básico está aqui.

Dando um panorama, consolidamos todas as séries, colunas e categorias anteriores em "Coleções", dá uma olhada. Ficou mais simples e visual, acreditamos.

Criamos os "Percursos". Eles são sequências específicas de leitura propostas por nós. A ideia de criarmos percursos surgiu quando notamos que nosso trabalho inteiro estava permeado por essa lógica. Fazemos artigos que sobem nos ombros dos anteriores, cultivamos relações com autores que atravessam anos e respondemos várias perguntas nos comentários recomendando artigos a serem lidos em sequência.

O Percurso nos ajuda a criar uma linguagem em comum e aprofundar conversas. Também é útil quando vocês tiverem vontade de explicar algo a um amigo, sem saber bem qual conteúdo recomendar.

entrou em algum deles pra ver como é?

Vamos criar novos Percursos periodicamente



Agora vamos pra parte ruim, a carne de pescoço, os carrapatos, os bugs sem fim. São muitos, mas todos solucionáveis. Em especial com a ajuda que vocês têm dado para encontrá-los.

O que funcionou diferente no recesso?

  • não disparamos as newsletters semanais, que voltaram ontem
  • soltamos apenas um artigo por dia
  • a seção "Escolha dos editores" se embaralhou e/ou ficou com artigos estagnados por conta de um problema de programação, o que pode ter dado a impressão de que esquecemos de mexer na home – mas não, era apenas um bug e já estamos solucionando ;-)

Quais os principais problemas já encontrados no novo site? 

  • o Fluxo será mensal, e não diário – a experiência de vasculhar pelos artigos dia a dia é lenta e torna custoso algo que deveria ser... bem, err... como um fluxo
  • nosso RSS será disponibilizado novamente sim, para a alegria de todos que nos acompanhavam por email, pelo Feed.ly, Pocket, Flipboard e por aí vai
  • a contabilização de likes, shares e comentários nos artigos está cagada, basicamente mostrando números menores do que a realidade – além disso, às vezes a quantidade de comentários quebra o box, deixando uma aparência estranha
  • o banner de publicidade no meio do texto será melhor identificado e separado do conteúdo
  • vamos inserir o menu de navegação e a barra de compartilhamento na versão mobile do site
  • vamos consertar a página de autores, que hoje mostra todos eles embaralhados e vários ainda sem foto
  •  vamos consertar a página individual de cada autor, para os artigos em destaque não se repetirem (a páginação já está funcionando!)
  • vamos criar uma tela de erro simpática, para avisar quando algo sair fora do esperado (tem acontecido muito, ainda)
  • vamos ajustar o layout para percursos com mais de 8 artigos, como nesse: "Como cultivar melhores conversas na web?"
  • vamos subir em breve uma página com "Nossa história", contando mais da visão por trás do que fazemos e das pessoas envolvidas


Fora isso, há uma série de melhorias estéticas pendentes em vários cantos do site – por ex, estamos revendo a cor dos links e estudando ajustes para a fonte dos textos – e um caminhão de ajustes a serem feitos nos bastidores e no admin. 

E qual será o ritmo das melhorias?

Precisamos ser sinceros. 

Temos poucos recursos, cof cof, grana. Estamos trabalhando em um ritmo possível, contando com os mil braços do Amuri e o talento do desenvolvedor Enzo Zuccolotto, que tem outros afazares além do PdH. Por isso pedimos a paciência de todos. Vamos avançar devagar e sempre, como a mais determinada das tartarugas.

Dá pra ajudarmos mais?

Ô, dá sim. Podem centralizar as reclamações, sugestões e dúvidas nos comentários desse artigo ou, caso acharem melhor, nos enviando um email em conteúdo arroba papodehomem.com.br .

E nada de dedos ao fazer críticas negativas, podem ser sinceros, por favor.

Acima de tudo, pedimos desculpas pelo transtorno, pela demora nas respostas – estamos gastando muito tempo lendo, registrando e processando tudo com a ponta de tecnologias aqui – e agradecemos o apoio.

Esse ano será o ano da comunidade pra nós. Vamos fazer um bocado de coisas pra nos aproximar de vocês, aguardem!

Grande abraço, pessoal.


publicado em 07 de Janeiro de 2015, 18:26
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura