Como organizei um TEDx em Fortaleza

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Nota do Editor: O João é um membro da Cabana quase desde sua fundação e nos contou que havia organizado o TEDx Fortaleza. Achamos tão foda que pedimos para ele fazer um relato informal para o PdH. Esta é a história nas palavras dele.

Bom, sei que vocês já conhecem o TED e TEDx, mas não custa nada relembrar.

O TED (Tecnologia, Entretenimento e Design) é uma conferência anual que nasceu em 1984 na Califórnia e tem como mote espalhar boas ideias, ideias essas que contribuam de alguma forma para um mundo melhor, inspirando as pessoas. É um sucesso absoluto, pois o formato das palestras é bem rápido – até 18 minutos – e os palestrantes conseguem falar sobre qualquer assunto para qualquer público nesse curto espaço de tempo.

Como o sucesso do TED é muito grande, muita gente começou a pedir que fizessem um em seu país, cidade etc. Foi aí que o curador do TED, Chris Anderson, decidiu criar os TEDx que são eventos organizados de forma independente, mas que ocorrem sob uma licença fornecida por eles. É uma espécie de franquia – não sei se posso utilizar esse termo, já que eventos TEDx não tem fins lucrativos.

Enfim, quando você consegue uma licença, recebe uma série de regras que deve seguir. Isso porque o interesse é fazer com que a experiência de quem participa de um TEDx seja a mais próxima possível de quem participa de um TED.

O TEDx Fortaleza

Aproximadamente em agosto de 2011 pedi a licença para o pessoal do TED para poder realizar um TEDx aqui em Fortaleza. Preenchi um formulário e após alguns bate-papos, conseguimos a licença. Nessas conversas e formulários você precisa se identificar, falar porque gostaria de realizar um TEDx, qual é sua ideia, como você imagina o evento etc.

Licença conseguida, decidimos montar o time para ajudar na organização. Foi aqui que o bicho começou a pegar, por que apareceu muita gente querendo ajudar, muita gente querendo fazer parte.

Acontece que, como é um evento sem fins lucrativos, algumas pessoas não querem levar a sério. Nesse momento você deve ser bem criterioso para escolher os membros do seu time. No TEDxFortaleza começamos com aproximadamente dezoito colaboradores e terminamos com doze. Para 2013 o time vai ser ainda menor. Só vai ficar quem realmente contribuiu para que o evento fosse o sucesso que foi.

Link Youtube | Alisson Muotri: 14 minutos para descomplicar o que você pensa não entender

Nossa lista de palestrantes: de Maria da Penha ao Seu Vilton

Bom, todo evento TEDx tem um tema. Por exemplo, o TEDxCampos sempre fala algo relacionado a gastronomia, no TEDxFortaleza nós optamos por escolher um tema amplo – TEDxFortaleza: Mentes Compartilhando Ideias – onde pudéssemos reunir palestrantes de áreas de conhecimento diversas como arte e tecnologia, ciência e negócios, para falar sobre suas melhores ideias e experiências, impulsionando conexões e discussões de alcance local, regional e global.

Nós tivemos reuniões todos os sábados, durante aproximadamente 8 meses. Nessas reuniões desenvolvemos um cronograma com as atividades que deveriam ser feitas, planos de ação. Esses encontros foram fundamentais para o sucesso do evento.

Uma das partes mais interessantes do projeto com certeza foi a escolha dos palestrantes. Montamos uma lista com aproximadamente 80 nomes e fomos definindo as prioridades, até chegar nos 14 ideais e, para nossa surpresa, todos aceitaram o nosso convite.

Vale ressaltar que eventos TEDx não pagam cachê para palestrante.

Alex Oliver carrega no curriculum Blizzard, Globo e National Geographic

Além disso, tivemos um parceiro muito importate, a HIP – Apresentações de Alto Impacto, onde sou um dos diretores. Essa parceria foi muito estratégica no processo, porque sentamos com todos os palestrantes, conversamos com todos sobre o que era o TEDx, explicamos o formato, escolhemos junto com eles o tema de suas palestras, desenvolvemos os slides, treinamos, ensaiamos e tudo mais.

Essa aproximação com o palestrante foi algo muito elogiado por eles, que perceberam o quanto a gente queria que eles tivesses uma excelente performance no palco e conseguissem transmitir sua mensagem de uma melhor maneira. E isso realmente fez a diferença. Muitos já me ligaram falando que querem colaborar de alguma maneira com a próxima edição.

Alguns dos palestrantes que mais curti foram:

Maria da Penha: que dispensa comentários, falou sobre sua história de vida e determinação para a criação da lei.

Link Youtube | O Alex Castro teria gostado de estar lá

Alysson Muotri: conseguimos trazer esse neurocientista que mora na Califórnia para falar de estudos sobre autismo e células-tronco. Olha que legal, um assunto aparentemente complexo que foi transmitido de uma maneira muito didática e todos entenderam.

Fernando de Mendonça: Foi um dos fundadores do INPE, trabalhou na NASA, hoje mora em um castelo em São José dos Campos. Falou sobre Fotossíntese Artificial, outro assunto complexo que foi facilmente transmitido.

Alex Oliver: esse cara é um monstro. Faz esculturas que impressionam a todos, já trabalhou na Globo, National Geographic, Blizzard Entertainment e vários outros lugares. Nos contou sua história e inspirou todo mundo.

Weber Girão: biólogo, falou de uma espécie de pássaro muito rara que só existe aqui no Ceará. A vida dele é focada na preservação dessa espécie. É uma história muito bonita.

Link Youtube | Weber Girão: a vida inteira dedicada a uma missão

Jânio Alcântara: essa é outra palestra que eu tenho imenso carinho. Fala sobre olhar para o próximo como um irmão, acabar com o preconceito besta. Ele fala de um caso verdadeiro que aconteceu na vida dele, onde conseguiu se aproximar de um morador de rua. Depois de meses de conversa descobriu o nome da sua mãe, foi atrás e descobriu que esse morador de rua era paulista, estudava engenharia em SP e após um acidente ficou meio doido. Hoje ele vive de forma digna com a família. Muito legal a palestra.

Seu Vilton Alcântara: um senhor muito humilde que não tem os pés, um braço, e no braço que resta, só tem a metade dos dedos. Ele contou que, mesmo com tantas dificuldades, conseguiu montar seu próprio veículo. Acontece que no encerramento do evento, o seu Joaquim Caracas (casas de plástico) se emocionou com a história do seu Vilton e prometeu dar um carro zero para ele, totalmente adaptado. E realmente deu! Menos de 30 dias depois do TEDx, o seu Vilton estava andando de carro zero!

Link Youtube | Seu Vilton inspirando a todos com seu exemplo

E não foi só isso, tivemos vários outros caras muito bons! Você pode ver todos os vídeos disponíveis na nossa playlist no canal do TEDx no Youtube.

Como dá pra observar, são palestrantes de áreas muito diversas. No mesmo palco que subiu Maria da Penha, figura mundialmente reconhecida, Fausto Nilo, arquiteto e compositor muito reconhecido, subiu o Seu Vilton.

Essa diferença de conteúdo e de pessoas foi o que encantou todo mundo.

A seleção dos participantes

Também tivemos de fazer um processo de seleção dos participantes. Uma das regras que tivemos com a conquista de licença foi realizar um evento para no máximo 100 convidados.

Tivemos um número bem maior de inscritos, mais de mil. O interessado entrava em nosso site e preenchia um formulário. Nosso método de seleção foi escolher pessoas que também tinham grandes ideias, além de pessoas que poderiam de alguma forma, disseminar as ideias que foram ali apresentadas, assim a gente conseguiria inspirar mais pessoas ainda.

Os 100 sortudos que viram o TEDxFortaleza

O dia após o TEDxFortaleza

Uma dificuldade que tivemos foi a captação de recursos para poder viabilizar o evento. Muitas empresas falam se preocupar com a sociedade. Na prática, a coisa foi bem complicada, mas no final conseguimos ótimos parceiros e tudo aconteceu da melhor forma.

Quanto ao dia do evento, só tivemos feedback positivos.

O pós-evento foi extraordinário, muita gente postando em blogs, compartilhando fotos. Muita gente me ligou parabenizando, falando que nunca tinham ido para um evento tão inspirador e que as pessoas saem diferentes de um dia como aquele, entre outras coisas.

É emocionante e impossível segurar as lágrimas. Participar de um TEDx é uma experiência fantástica. Imagina você estar em um local onde todos tem alguma história bacana para contar, um espaço lotado de pessoas inspiradoras.

E, mais emocionante do que participar de um TEDx é realizar um. Foi justamente isso que me fez pedir a renovação da licença.

Em 2013 teremos um novo TEDxFortaleza e tenho certeza que vamos inspirar muita gente.

Quer colocar isso em prática?

Para quem está cansado de apenas ler, entender e compartilhar sabedorias que não sabemos como praticar, criamos o lugar: um espaço online para pessoas dispostas a fazer o trabalho (diário, paciente e às vezes sujo) da transformação.

veja como entrar e participar →


publicado em 14 de Novembro de 2012, 08:09
Ac8b28d68a377bee222abca7e0345b2e?s=130

João Victor Paiva

João Victor Paiva é Host do TEDxFortaleza. Tem duas grandes paixões: o mundo corporativo, onde possui expertise em Marketing & Estratégia e o voluntariado, onde está profundamente empenhado em desenvolver pessoas. Um cara que faz por onde ser digno de receber o presente da vida e que hoje realiza seus sonhos tendo a certeza de que os dias não estão passando inutilmente. Pode ser encontrado no Facebook e no Twitter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: