Como usar a viagem no tempo para aumentar a felicidade

Quando você quiser ficar feliz, é só viajar no tempo. É simples assim.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Vi esse texto publicado no site Barking Up The Wrong Tree. É de autoria de Eric Barker, que já escreveu na Times e na Business Insider.

Ele usa algumas descobertas científicas para tentar agrupar informações úteis que podem aumentar as chances das pessoas melhorarem suas vidas e serem um pouco mais felizes.

Aqui traduzimos esse texto, que tem alguns bons pitacos sobre nossa percepção de tempo e como podemos usar isso a nosso favor.

Como usar a viagem no tempo para aumentar a felicidade, por Eric Barker

Sei o que está pensando: o autor é louco.

Não, não sou louco. E você não precisa de uma máquina do tempo. Você só vai usar sua imaginação.

A ciência revela que se trata de uma ótima forma de aumentar a felicidade prontamente. É possível aplicá-la em qualquer lugar e não custa nada.

A ciência mostra que a felicidade é só uma questão de onde se coloca a atenção. E mudar o foco da atenção para o passado, para o futuro ou mesmo para o presente – qualquer um dos focos – pode aumentar a felicidade.

Ainda parece bobo? Leia mais um pouco. O fato é que também viajamos no tempo de forma infeliz muito frequentemente.

Quando ficamos tomados por arrependimento, estamos voltando o foco da atenção para elementos negativos do passado. Quando nos preocupamos, estamos apenas pensando em um futuro desagradável. Porém, também é possível usar a viagem mental no tempo para melhorar a vida.

Aqui apresento três formas de viajar, o porquê delas funcionarem, e dicas rápidas para usá-las – e elas trarão um sorriso a seu rosto.

1) Viajando no tempo para o futuro!

É simples como a antecipação. Lembra quando você era criança, de sua expectativa pelos presentes de natal? Ou mesmo adulto, nunca fantasiou com aquelas férias logo à frente?

Bem, a ciência diz que deliberadamente usar a antecipação é uma forma muito ponderosa para obter felicidade.

Como funciona?

Aqui está porque você absolutamente precisa incorporar mais antecipação em sua vida:

Estudos mostram que a antecipação pode na verdade ser mais bem aproveitada do que até mesmo efetivamente obter o que se está antecipando.

Via Os mitos da felicidade: o que deveria trazer felicidade, mas não traz, e o que não deveria causar felicidade, mas causa:

Por exemplo, um mês antes de embarcar numa viagem de doze dias por várias cidades europeias, turistas relatam esperar aproveitar sua viagem significativamente mais do que de fato aproveitam durante os doze dias. Resultados idênticos foram encontrados quando estudantes foram questionados sobre suas expectativas três dias antes do feriado de Ação de Graças, e quando estadunidenses do meio-oeste foram questionados três semanas antes de uma viagem de bicicleta pela Califórnia. De fato pesquisadores que estudaram mil turistas holandeses concluíram que a de longe a maior parte da felicidade extraída das férias vem do período de antecipação…

É por isso que bilhetes de loteria vendem tanto: você nunca vai ganhar o dinheiro, mas a chance de sonhar e antecipar o ganho causa enorme quantidade de alegria.

Porém, não o estou encorajando a comprar bilhetes de loteria.

O que fazer:

Simplesmente planeje fazer algo divertido com um amigo.

O especialista em felicidade de Harvard Shawn Achor diz que o mero fato de você ligar, mandar e-mail ou enviar uma mensagem de texto para um amigo e marcar um evento no calendário é mais poderoso do que se pensa.

Via A vantagem da felicidade:

Um estudo mostrou que pessoas que acabaram de assistir seu filme favorito tem seu nível de endorfinas aumentado em até 27%. Muitas vezes, a melhor parte de uma atividade é antecipação. Se você não consegue separar um tempo para tirar férias agora mesmo, ou mesmo para passar uma noite com os amigos, marque algo no calendário – nem que seja para daqui um mês, ou até um ano, mais tarde. Então tudo que você precisa para ganhar uma felicidadezinha extra é lembrar a data marcada.

Quer ganhar mais 130,000 dólares por ano? Esse é o equivalente financeiro da felicidade extra que você obtém passando mais tempo com as pessoas próximas.

Cerca de 70% de sua felicidade vem dos relacionamentos.

Via Os 100 secredos simples das pessoas felizes:

Contrário à crença de que a felicidade é difícil de explicar, ou que depende de grande riqueza, pesquisadores identificaram os fatores principais para uma vida feliz. Os componentes primários são o número de amigos, a proximidade dos amigos, a proximidade com a família, e os relacionamentos com colegas de trabalho e vizinhos. Essas características juntas explicam cerca de 70% da felicidade pessoal. – Murray e Peacock, 1996

(Para mais formas de melhorar sua vida mandando cinco e-mails simples, clique aqui.)

Certo, então você já sabe um jeito fácil de fazer uma viagem para um futuro feliz. Agora vamos seguir o exemplo de Marty McFly e visitar o passado…

2) Viagem no tempo para o passado!

Nostalgia. As pessoas olham para fotos de tempos felizes por uma boa razão. Talvez também seja o caso de você fazer isso.

O que a ciência diz é que não fazemos isso o bastante, e deliberadamente.

Como funciona?

Os estudos mostram que separar um tempo para ser nostálgico aumenta o sentido da vida e elimina a solidão.

A pesquisadora de felicidade Sonya Lyubomirsky diz que reviver o passado acaba com o estresse.

Via Como ser feliz: um novo enfoque para conseguir a vida que você quer:

…aqueles proficientes em lembrar o passado – que lembram tempos felizes, reacendendo a alegria das memórias felizes – são mais capazes de evitar o estresse.

O que fazer:

Mantenha uma foto de tempos ou pessoas felizes que você ama em sua carteira. Olhe para a foto quando você precisar engatilhar bons sentimentos. Quer levar a coisa toda a outro nível?

Conversar reminiscências sobre o passado com outras pessoas melhora seu relacionamento com elas e deixa os dois mais felizes.

Via Como ser feliz: um novo enfoque para conseguir a vida que você quer:

Os pesquisadores descobriram que a reminiscência a dois ou em grupo – compartilhar memórias com outras pessoas – é conectada a muitas emoções positivas, tais como alegria, realização, surpresa, contentamento e orgulho.

(Para as 8 coisas que você pode aprender com as pessoas mais felizes no planeta, clique aqui.)

Certo, a viagem mental para o futuro e para o passado já estão melhorando seu humor. E agora chegamos a nosso destino final.

Esta última é esquisita... mas pode se revelar a mais poderosa de todas, no fim das contas.

3) Viagem no tempo para… o presente?

Certo, isso não soa muito excitante. Mas é a base dessa coisa de mindfulness que todo mundo hoje fala tanto.

Os especialistas chamam isso de “saborear.” Você pode achar que está vivendo no presente – mas está fazendo tudo errado.

Como funciona?

Quando aquela especialista em felicidade Sonja Lyubomirsky estudou as pessoas mais felizes do mundo, o que ela descobriu?

Que essas pessoas saboreiam os prazeres da vida e buscam viver o momento presente.

Mas o que significa “saborear”? Significa entregar toda sua atenção para as coisas ao seu redor nesse momento.

Via Felicidade: desvelando os mistérios da prosperidade psicológica:

O componente principal do saborear efetivo é a atenção focada. Ao separar um tempo e colocar o esforço em apreciar o lado positivo, as pessoas de fato acabam vivenciando mais bem-estar.

Focar-se no lado positivo e apreciar essas coisas leva a um aumento de felicidade em menos de uma semana.

Via Extasiado: a atenção e a vida focada:

A um grupo foi pedido que se focassem em todas as coisas alegres que pudessem encontrar – os raios de sol, flores, pedestres sorrindo. A outro grupo se pediu que observassem coisas negativas – pichações, lixo, faces emburradas. A um terceiro grupo se pediu que apenas caminhassem. Ao fim da semana, quando o bem estar de todos os participantes foi novamente testado, apenas aqueles que haviam deliberadamente focado coisas positivas estavam mais felizes do que antes do experimento.

O que fazer:

Aquela xícara de café pela manhã? Aquele encontro rápido com um amigo? Deixe o telefone de lado. Não pense no passado ou no futuro. Pare, vá devagar, e aprecie este momento como ele é.

Parece brega? Só fazer isso já diminui a depressão e aumenta a felicidade.

Via Como ser feliz: um novo enfoque para conseguir a vida que você quer:

…Em todos estes estudos os participantes a quem se pediu que praticassem o saborear de forma regular mostraram aumento significativo na sua felicidade e redução da depressão.

(Para aprender como 5 post-its podem deixar você mais feliz, confiante e bem-sucedido, clique aqui.)

Certo, viajantes no tempo, vamos fazer um resumo geral e encontrar o ingrediente mágico que todas essas coisas tem em comum…

Resumo

Sentindo-se para baixo? Apenas lembre-se de “viajar no tempo.” Aqui as três formas de fazê-lo:

  1. Antecipe: agende algo divertido com um amigo. Quando você estiver para baixo, lembre o que está marcado.

  2. Seja nostálgico: mantenha uma foto de uma pessoa amada em seu bolso, ou converse reminiscências com essa pessoa.

  3. Saboreie: na próxima vez em que estiver fazendo algo de que gosta, foque bem sua atenção nisso. Não viaje no tempo – fique totalmente presente.

E sabe por que mais essas três coisas são ótimas? Porque nos dão esperança.

Elas nos dão esperança com relação ao futuro, nos lembram da esperança que tínhamos no passado, e revelam a esperança presente agora a seu redor nesse mesmo momento.

Isso não é uma platitude de cartão de aniversário. Há ciência por trás da esperança.

A pesquisa mostra que seu nível de esperança é um índice melhor para realização futura do que alta inteligência, notas ou personalidade. Na verdade prevê sua nota na prova da OAB melhor do que o ENEM.

Via Sem qualidades: a redefinição da inteligência:

…Kevin Rand e seus colegas descobriram que a esperança, mas não o otimismo, previa melhores notas na prova para praticar o direito, muito mais do que as notas na faculdade e os escores do ensino médio.

E, é claro, a esperança deixa você feliz.

Via Sem qualidades: a redefinição da inteligência:

Philip R. Magaletta e J. M. Oliver mediram a esperança, a autoeficácia e o otimismo, e descobriram que a esperança está muito acima dos outros veículos como indicadores.

Todos precisamos da esperança. E um pouco de viagem mental no tempo é uma forma barata de fazer esse sentimento especial surgir em nossas vidas. Como uma vez disse Allan K. Chalmers:

O que é essencial para a felicidade: algo para fazer, algo para amar, e algo por que ter esperança.

 


publicado em 26 de Dezembro de 2015, 00:05
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: