Convite: vamos nos encontrar no Ibirapuera, nesse domingo?

A gente se encontra no Ibirapuera, faz um pouco de atividade física e depois senta em roda pra conversar. Topa?

Ler é muito legal e útil. A gente sabe que aprende muito adicionando mais conteúdo à nossa bagagem cultural.

Textos como os da Mentoria PdH, do Frederico Mattos com a coluna ID ou da Camila Simielli com a coluna de estilo, os do Eduardo Amuri com a sua coluna sobre dinheiro ou os do Alberto Brandão, falando sobre a vida em geral, são sempre enriquecedores e trazem perspectivas que somam, nos ajudam a melhorar diversos aspectos.

Mas só a leitura não é o suficiente.

Sem a prática, ler se torna um hábito inócuo, apenas acúmulo de informação, como quem guarda objetos antigos num quarto empoeirado.

Mas mesmo quando colocamos em prática, isso também tem uma limitação. Sozinhos não vamos muito longe. Perdemos a motivação, nossos compromissos se tornam frágeis e, com o tempo, vamos desistindo ou nos afastando daquilo que nos faz bem.

A prática, sem uma rede de suporte, é muito mais difícil de se manter.

Vimos isso operando desde os idos da Cabana do Papo de Homem, que era um grupo online que reunia homens do Brasil inteiro com esse interesse na transformação. Duas vezes por ano acontecia o Encontro Nacional da Cabana, quando vários homens vinham de todo lugar para participar de atividades como exercícios físicos, palestras sobre assuntos diversos, praticar meditação, dançar forró, mas também pra efetuar uma troca cara a cara. Até hoje ainda existe um grupinho de Whatsapp, mantido pelos próprios participantes e sem vínculo de trabalho conosco. Ou seja, a relação entre eles se manteve e eles seguem se apoiando, independente do PdH.

Já que estou saudosista, eis um jovem Eduardo Amuri, ainda sem barba e dando seus primeiros passos como consultor financeiro em uma palestra que ele deu lá em 2012, em um Encontro Nacional da Cabana. 

Ainda nesse período, não era raro a gente se reunir de maneira mais informal pra meditar, praticar sparrings ou fazer o que chamávamos de rodas de embate (uma prática na Cabana que lembra uma espécie de Mentoria PdH feita presencialmente).

Link Youtube | O primeiro não foi registrado, mas esse é o vídeo do 2º Cabana-Do, um evento que foi guiado por Alberto Brandão, autor da casa que vocês conhecem bem, e pelo Gil Eanes Vivekananda, professor de Wing Chun, amigo e também autor esporádico por aqui. Depois desses experimentos, convidamos dois grandes professores estrangeiros para mais Cabana-Do, o Cemil Uylukçu e o Yasin Mengüllüoglu. Os vídeos que produzimos com eles são incríveis também, vale ver.

Com essa experiência nas costas, quando lançamos o percurso "23 Dias para um Homem Melhor", tentamos incentivar a criação de grupos, como parceiros de jornada. Soubemos que algumas pessoas estavam efetivamente compartilhando suas descobertas e acompanhando uns aos outros em seus avanços. E, a pedidos da própria comunidade, o experimento dos 23 dias terminou com um encontro que lotou a casa do Papo de Homem, no qual as pessoas saíram de lá com o olho brilhando e energia renovada. Foi sensacional!

Eu acho essa uma das melhores fotos da história do PdH :)

E lá se vão 3 anos.

De lá pra cá, começamos a apostar cada vez mais em encontros presenciais. Fizemos eventos maiores e mais elaborados como o Homens Possíveis e o PAI, mas também algumas sessões de cinema na antiga casa do PdH e encontros esporádicos, aqui e ali.

Pra nós, é bastante evidente como encontrar as pessoas no mundo real, olho no olho, faz toda a diferença. É uma materialização da visão e constrói laços poderosíssimos com potencial transformador muito mais real.

Pra quem vem, é um ótimo jeito de conhecer pessoas com os mesmos interesses e pra gente, dá um super gás. 

Acreditamos que os benefícios são muitos pra gente se encontrar só quando rola um grande projeto ou marco. Daí que agora decidimos simplificar esses encontros pra torná-los mais frequentes.

Então, anota aí na agenda. O encontro vai ser nesse domingo agora, 06/05, queremos ver vocês às 09 da manhã no Ibirapuera.

Quais atividades vamos fazer?

Com falei aqui em cima, a proposta é simples. 

Queremos começar a manhã fazendo uma pequena corrida pelo Ibirapuera, com uma sessão de exercícios. Depois, devemos meditar um pouco e, em seguida, engatar uma roda de bate-papo mediada pelo Guilherme Valadares.

A ideia é que tudo dure uma manhã.

A roda de papo vai ser sobre o quê?

Como vocês já devem estar carecas de saber, o Guilherme Valadares é o fundador do Papo de Homem, vem fazendo palestras pelo Brasil falando sobre masculinidade pra todo tipo de gente.

Ele vai conduzir uma roda de papo sobre masculinidades, um papo sincero sobre o que é ser homem hoje, quais obstáculos e dificuldades enfrentamos, quais nossas riquezas e forças, os potenciais esquecidos e caminhos para cultivarmos qualidades em nós mesmos e em nossos amigos.

Quanto custa?

Nada. Pode vir. :)

A gente quer conhecer quem está por aí, correr, passar a manhã no parque e conversar.

Então, como faço pra participar?

Pra gente saber quem vem e pra nos organizarmos, pedimos que, se você vier, coloque seu nome e e-mail no form aqui embaixo

Pedimos apenas duas coisas:

  1. que se cadastrem apenas se tiverem certeza que vão aparecer e;
  2. que sejam pontuais.

Não vamos levar microfone nem nada, vai ser algo mais leve e informal. Então, por limitação de recursos e espaço, vão ser apenas 15 vagas.

E vamos convir que seria estranho uma tropa estilo Forrest Gump correndo pelo Ibira, né? ;)

O form fica ativo até a noite da quinta-feira.

Na sexta de manhã vamos enviar um e-mail de confirmação. Pedimos que nos confirmem, ainda na sexta, se vão poder comparecer, pra dar tempo de passar a vaga adiante caso não role mais, beleza? 

Com tudo devidamente avisado, eis o form:

Link Google

Está na hora da revisão

Texto demais e quer ir direto ao ponto? Aqui tudo o que você precisa saber.

Onde: Av. República do Líbano, 1181, Ibirapuera, portão 7. Vamos ficar esperando, o Guilherme e eu, ali na antiga Serraria, aquela parte coberta. 

Data e Horário: Domingo, 06/05, às 09:00 da manhã. (Pedimos que sejam pontuais)

Quanto custa? Nada.

Como faço pra ir? Preenche esse form, pra gente te esperar por lá. 

* * *

E aí, vamo? 


publicado em 30 de Abril de 2018, 00:05
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura