A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Cuide-se: 18 maneiras comprovadas de ajudar a curar a ressaca

Dicas testadas para se livrar daquela sensação conhecida no dia seguinte à bebedeira

Se você perguntar a qualquer médico qual a melhor forma de prevenir uma ressaca, a resposta curta dele certamente será: não beba. Uma vez que o álcool entra no nosso corpo, é difícil não ter nenhum efeito colateral.

Mas hoje em dia, muitos médicos já estão defendendo uma nova abordagem para este tipo de problema e a resposta longa deles certamente passará por beber moderadamente, minimizar os efeitos, se alimentar bem, não exagerar.

Mais do que a palavra de um especialista, porém, problemas relacionados a questões de saúde que envolvem hábitos ou comportamentos só são solucionados se houver consciência e força de vontade do indivíduo (um certo orgulho bastante torto, de ser capaz de ingerir quantidades obscenas de álcool, faz parte da formação da identidade de muitos homens).

Para que esse processo seja facilitado, ajuda muito se houver informação disponível. Quanto mais você conhecer as causas e consequências da ingestão de bebida alcoólica, maior a chance de você escolher cuidar do seu corpo.

É cumprindo essa missão que resolvemos traduzir essas dicas sobre como curar (ou evitar) a ressaca que a revista Cosmopolitan reuniu. Para ajudar mais ainda, elas estão divididas entre antes, durante e depois da bebedeira.  

Antes de beber

1. Coma um açaí

Segundo o criador da Hangover Heaven, uma clínica médica móvel com sede em Las Vegas que oferece tratamentos intravenosos no local para pessoas que sofrem de ressaca, um grande engano que as pessoas cometem é achar que a ressaca é só sobre desidratação quando, na verdade, a maioria dos sintomas está associado a inflamações e estresse oxidativo.

Para evitar isso (ou minimizar) a melhor maneira é ingerir antioxidantes presentes em frutas como romã e açaí, mas na verdade praticamente qualquer fruta (ou suco com casca) ingerida algumas horas antes de beber vai ajudar.

2. Coma um hambúrguer ao invés da salada

Quando estamos numa festa em que há ingestão de bebida alcoólica, é muito comum que comparemos nosso desempenho etílico com o dos demais. Porém, no dia seguinte, mesmo tendo tomado as mesmas doses que seus colegas, é provável que os efeitos em cada um sejam bem diferentes.

Isso acontece porque a ressaca está associada à capacidade do corpo de metabolizar o álcool e essa capacidade depende de muitas coisas, entre elas sua alimentação. Sobre isso, a diretora do programa de pesquisa sobre álcool da Universidade de Loyola, Elizabeth Kovacs, recomenda que você coma carne (preferencialmente vermelha) antes de beber.

Segundo ela, a carne contém carboidratos, proteínas, gorduras e uma alta concentração de aminoácidos e vitamina B que vai ajudar a processar os subprodutos indesejados do álcool.

3. Descanse

Outra motivação muito comum para tomar alguns drinks é beber para relaxar, mas o que se recomenda para evitar a ressaca é justamente o contrário: relaxar para beber.

A ideia de tirar uma soneca antes de ir pra balada te parece estranha? Brochante? Pois saiba que estar com o corpo descansado vai ajudar a aumentar sua imunidade e aguentar os efeitos colaterais da ingestão de álcool.

Enquanto você bebe

4. Evite o Champagne

O champagne que nós adoramos tomar em viradas de anos ou grandes celebrações nada mais é do que um vinho branco que contém gás, e esse gás ajuda a acelerar a absorção do álcool fazendo com que você fique bêbado mais rápido. O problema é que a velocidade com que você bebe e fica alcoolizado também está associada ao grau da sua ressaca no dia seguinte.

5. Tome um isotônico

Uma dica que você provavelmente já conhece é que tomar água entre as doses ajuda a combater a desidratação e, consequentemente, a ressaca e a dor de cabeça do dia seguinte. Porém, água de coco ou isotônicos, como Gatorade, funcionam ainda melhor.

Eles repõem os fluídos e também os eletrólitos (nutrientes que você perde quando bebe). Portanto, se tiver um isotônico à mão, alterne cada drink com um deles e você ficará bem. Mas se não tiver, vá de água mesmo.

6. Evite os cigarros

Para quem fuma, é praticamente impossível beber e não fumar, mas saiba que a combinação entre cigarro e bebida provoca ressacas bem piores.

Um estudo publicado no Journal of Studies on Alcohol and Drugs mostrou que a ressaca daqueles que fumaram e beberam quando comparada com aqueles que só beberam (a mesma quantidade) foi significativamente mais forte e isso significa mais dor de cabeça, mais náuseas e vômitos.

7. Prefira os destilados transparentes

Às vezes pagamos mais caro por aquela bebida diferente, colorida, que pisca(!), mas cachaça, vodka e gin, destilados transparentes, contém menos toxinas e impurezas do que os escuros, como whisky e rum.

8. Misture com suco ao invés de refrigerante

Um simples suco não vai evitar que você tenha ressaca (a menos que você substitua aquelas 10ª cerveja por ele e, nesse caso, qualquer coisa ajuda), mas como sucos de frutas e vegetais contém vitaminas, eles vão ajudar mais do que um refrigerante que contém gás.

9. Lave bem as mãos

Beber muda a forma como seu sistema imunológico funciona, então se você for exposto a algum vírus enquanto bebe, você estará mais propenso a se infectar, ter uma reação mais intensa e tomar mais tempo para se recuperar. E se há uma coisa que piora a ressaca, são sintomas de gripe como febre, dores musculares e arrepios.

10. Não tente economizar no preço

Pagar mais por uma bebida tem duas consequências.

Em primeiro lugar, quanto mais caro um destilado for, por exemplo, é provável que ele tenha passados por mais filtradas que retiram uma série de impurezas que vão "cobrar o preço da economia" no dia seguinte.

Em segundo lugar, quando você paga caro por uma bebida, a sua relação com ela muda. É provável que você passe mais tempo apreciando-a e dando tempo para que seu corpo lide melhor com a quantidade de álcool ingerida.

11. Mantenha-se ocupado

A pior maneira de beber é ficar em pé, parado, com garçons enchendo seu copo o tempo inteiro (quando não, ficar sentado). Se você se movimenta enquanto bebe, além de estar queimando calorias e mantendo seu metabolismo alerta, você quebra o ciclo destrutivo de estar constantemente dando goles e mais goles.

Portanto, aproveite que você está confraternizando e proponha um jogo, coloque uma música pra dançar. Sei lá, só não vale drinking games. E não se esqueça de tomar água ou aquele isotônico que eu te falei. Também não é para ficar mais desidratado.

Antes de dormir

12. Não exagere na água

Ao contrário do que pode parecer, ingerir água demais depois de beber e antes de dormir não vai te ajudar. A dica é tomar um ou no máximo dois copos d'água e deixar um terceiro ao lado da cama para tomar na manhã do dia seguinte.

Tomar muita água antes de dormir pode atrapalhar sua noite de sono, seja em qualidade ou em quantidade, e se tiver que optar por uma coisa ou outra, o descanso vai ajudar você a se recuperar mais rápido do que um copo a mais de água.

13. Use uma máscara de dormir

Agora que você já sabe que dormir bem pode te ajudar, absorva também essa informação: o álcool atrapalha a segunda fase do seu sono, o que geralmente ocorre quando o sol já está nascendo (supondo que você vai dormir bem tarde na noite em que decide beber). Sendo assim, apesar de você não conseguir controlar a qualidade do seu sono, pelo menos você pode tentar minimizar as influências ambientais, deixando o quarto bem escuro e silencioso.

14. Tenha um anti-inflamatório em mãos

Uma coisa que o médico entrevistado disse é que anti-inflamatórios (qualquer coisa que contenha ibuprofeno) ajuda a combater as inflamações que o álcool causa. Porém, muito cuidado com essa dica: exagerar na medicação é sempre prejudicial e, além disso você deve estar muito atento para que o remédio não contenha acetaminofeno, caso contrário você pode provocar sérios danos no seu fígado e rins.

Uma boa alternativa é recorrer a anti-inflamatórios naturais, como o gengibre.

Na manhã seguinte

15. Não tente adiar a ressaca

Não precisa consultar nenhum especialista para saber que beber mais para evitar a ressaca só vai te fazer ter uma ressaca ainda pior depois, certo? Sim! Os efeitos da ingestão de álcool são cumulativos e, portanto, beber três noites seguidas é pior do que beber duas e assim por diante.

16. Coma ovos

Os ovos são uma ótima fonte de cisteína, o que ajuda a quebrar uma toxina causadora de dor de cabeça que é produzida quando o corpo digere o álcool. Mas de nada vai adiantar se você misturar os ovos com bacon, presunto, mortadela ou qualquer outra coisa que te vier na cabeça. Prefira um ovo frito simples ou uma omelete seca e colha os resultados.

17. Beba água com gás

Lembra quando a gente disse que o champagne e os refrigerantes iam te atrapalhar na hora que você estivesse bebendo porque o gás que essas bebidas contêm fazem você absorver o álcool mais rápido? Pois bem, aqui o princípio é o mesmo, só que absorver o álcool mais rápido agora é algo desejado.

De maneira geral, qualquer bebida gaseificada vai ajudar, mas refrigerantes podem conter outras componentes que vão atrapalhar. Então, para não ter erro: vá de água com gás.

18. Evite chás de ervas

Não, aquele chazinho da sua avó, receita de família, não vai ajudar nessa hora. Na verdade ele vai é atrapalhar. Isso porque o chá provoca o efeito justamente contrário das bebidas gaseificadas: ele atrasa o processo de absorção do álcool.

Esse é um daqueles raríssimos casos em que um refrigerante pode ser melhor do que um chá.

***

Fica esperto, rapaz. Se cuida!

Mecenas: Natura Homem

Oito em cada dez homens reconhecem que cuidam pouco da própria saúde e gostariam de mudar. Sermos capazes de cuidar de nós mesmos, com carinho, é uma das maneiras de estar preparado para estender aos outros essa atenção e afeto.

Natura Homem acredita que existem tantas maneiras de exercer as masculinidades quanto o número de homens que existem no mundo. O importante é ser você, por inteiro.

Natura Homem celebra todas as maneiras de ser homem.


publicado em 14 de Outubro de 2017, 00:05
Breno franca jpg

Breno França

Editor do PapodeHomem, é formado em jornalismo pela ECA-USP onde administrou a Jornalismo Júnior, organizou campeonatos da ECAtlética e presidiu o JUCA. Siga ele no Facebook e comente Brenão.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura