Dar o cu, machista de esquerda e gente boa que mata | Os textos mais lidos de janeiro

Que mês!

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Janeiro foi um daqueles meses a la Juscelino Kubitschek, com 50 coisas acontecendo em 5 semanas (4 e três dias, pra ser honesta). 

O que roubou a cena foi nossa casa de verão, e o conteúdo pegou carona no espírito dessa época do ano tão amada por todos. Ou nem todos, né? Porque haja paciência pra aguentar suor escorrendo, camiseta molhada e cabelo grudando na testa. Fora os amores. Ah, os amores...os romancinhos  de praia que não sobem a serra, por exemplo. Como lidar com eles? Aproveitar o momento e depois voltar pra realidade? Ou investir no sentimento que deixou o sorriso brilhando mais que a sua testa embaixo daquele sol de 40 graus?

A gente não tem uma fórmula, mas tentamos dar uma ajuda nesse texto do João Baldi. E se tudo der errado, também tem um guia prático de como tomar um fora pra você dar uma olhada e fazer o pé na bunda doer menos. 

Por falar em dor, o Jader Pires voltou a escrever sobre cinema esse mês e disse que animais noturnos mostra como é bonita demais nossa tristeza. Se deu pra encontrar algo positivo até em coisas que aparentemente não são nada boas, por que não daria pra fazer o mesmo com essa época chamada verão, não é? O suor escorrendo, a camiseta molhada e o cabelo grudando na testa devem ter suas vantagens. 

Só não deve ser fácil achar.

Enquanto a gente procura, vem ver quais foram os textos mais lidos em janeiro aqui no PdH!

1. Harvard liberou um curso de fotografia completo e gratuito para fazer online, por Luciano Andolini (457.866)

2. Sinais de que eu sou um machista de esquerda, por Luciano Andolini (90.484)

3. Dar cu é bom?, por AzMina (53.252)

4. Casal se reencontra quatro anos depois de terminar | Do Amor #49, por Jader Pires (30.667)

5. Geme que a gente gosta, por Gabriella Feola (27.920)

6. 8 dicas para ter conversas mais significativas, por Willian Costa Souza (18.095)

 

7. Síndrome de Solomon: o medo de se destacar | Tecla SAP #6, por Breno França (16.834)

8. Desculpa, mas gente boa mata, sim, por Luciano Andolini (14.295)

9.  10 livros para 2017 doer um pouquinho menos, por Filipe Larêdo (13.462)

10. E se as próteses para amputados fossem tipo, bonitas pra cacete?, por Jader Pires (13.414)

 


publicado em 06 de Fevereiro de 2017, 21:10
Foto jpg

Carol Rocha

Leonina não praticante. Produziu a série Nossa História Invisível , é uma das idealizadoras do Papo de Mulher, coleciona memes no Facebook e horas perdidas no Instagram. Faz parte da equipe de conteúdo do Papo de Homem, odeia azeitona e adora lugares com sinuca (mesmo sem saber jogar).


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: