A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Dica de uma balada quente

Dentre tantas coisas imperdíveis para se fazer, é difícil selecionar apenas uma. Então vamos fugir do protocolo e indicar um baita programa!

Pense num lugar pra se ir sozinho, com os amigos ou a dois. O prazer é o mesmo, embora acabe tendo um ar mais romântico neste último caso. Uma grande vantagem que vejo é não precisar viajar à Europa, aos Estados Unidos – nem à China, que é hoje a grande moda de tudo – para frequentá-lo. Se existe uma pessoa ou outra que nunca esteve em um, eu desconheço, o que permite sugerir que você é também um privilegiado, isso sem precisar de camarote ou lista VIP.

Certamente já passou muitas vezes por um, sem sequer olhar para o lado e prestar a devida atenção.

Não fecha aos finais de semana, férias ou feriados. Mas fecha cedo, o que pode ser um revés aos amantes da vida noturna. É, portanto, um happy-hour e, como todo, dar uma passadinha por ali ao final de um dia de estudo ou trabalho pode ser um ótimo remédio contra o estresse ou mesmo a tristeza, funcionando como algo que te faça cair na real e ter a certeza de que o mundo dá voltas.

E o melhor ainda está por vir: o preço. É uma pechincha. Não é cobrada entrada nem consumação.

Endereço: logo ali fora, pertinho de você.
Horário de funcionamento: todos os dias, por volta das 18h.
Preço: R$ 0,00.

Vista do Rio Guaiba (Porto Alegre / RS). Mas o lance é achar a sua.

Oferecimento: Vivo On

Para mais dicas imperdíveis como essa, acesse o blog Vivo On.


publicado em 28 de Dezembro de 2010, 08:30
File

Autor Anônimo

Identificação coletiva e anônima, usada por autores ou leitores PapodeHomem que querem escrever artigos ou contar suas histórias sem abrir mão do sigilo.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura