Como se transforma a paternidade no Brasil? Faltam apenas 5 dias para o PAI: Os desafios da paternidade atual.
Compre já o seu ingresso!

Dos teatros da vida

Cena 1 – O Impossível

- Justo você, que não gosta de mim, despertou meu amor.

- Mas eu gosto de você. Muito.

- Eu sei. Tento mudar a verdade pra me sentir melhor. Melhor seria se fosse o oposto.

- Por quê?

- Ia doer menos.

- Dor não se mensura.

Anatomia da dor.

- Gosto de pensar que sim.

- Você pensa demais.

- Só queria entender.

- Se fosse pra entender, não teria o valor que tem.

- Fácil pra você dizer.

- Acha que não dói em mim também?

- Sei que dói. Só é uma dor diferente.

- Já disse que dor não se mensura.

- Nesse momento, a minha é a maior de todas.

Cena 2 – O Imperfeito

- Eu quero.

- Mas não pode.

- Uma coisa não anula a outra.

- Não quero pensar nisso. O que não tem remédio, remediado está.

- Por que você foge tanto?

- Sou eu que acabo me dando mal. Mais na cara, impossível.

- Eu me dou mal também. Nesse momento estou me dando muito mal.

- O teu ‘eterno’ é efêmero demais. Quando viu, já não existe mais.

- Você fica medindo o tempo e não a intensidade...

- Eu fico medindo até onde dá pé pra mim.

- Eu te seguro. Se não der pra atravessar, eu te coloco de volta na borda.

- Não entendeu que você já está sufocando. No máximo, vai me levar junto.

- Seria ruim morrer comigo?

- Não quero.

- Seria?

- Não. Mas não quero.

- Você pensa demais...

- Você pensa de menos...

Cena 3 – O improvável

- Não pensei que poderia ser com a gente.

- Quase que passa o tempo de descobrir.

- Não tem tempo pra isso.

- Gosto da dramaticidade.

- E agora?

- Sei tanto ou menos que você.

- Como vai ser daqui pra frente?

- Não sei! Tinha tudo planejado de um jeito diferente.

- Ah, é?

- Tinha. Não parecia nada correto, mas estava tudo meio que traçado.

- Eu queria. Não dizia nada, mas queria.

- Eu também. Mas era muito confuso ver aqueles planos tomando outras formas.

- Outras formas...

- As tuas.

- Novo mundo?

- Mundo novo.

Para o bem ou para o mal, os momentos de incerteza rendem as conversas mais bonitas.


publicado em 02 de Julho de 2010, 15:47
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura