Enchentes em Santa Catarina: Convocação da tropa

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

image

Para os que estão chegando de Marte trago uma triste notícia: Santa Cataria enfrenta uma das maiores tragédias naturais da história do Brasil.

UPDATE: Mobilização do PapodeHomem com outros blogs para doações ao Fundo da Defesa Civil de Santa Catarina. Clique aqui.

As chuvas que têm castigado o estado há 60 dias provocam enchentes, desmoronamentos, explosões de gasodutos e muito caos.

Enquanto escrevo esse artigo, quase uma centena de corpos já foram encontrados.

Alguns números

Até o presente momento a Defesa Civil catarinense informa que 54.039 pessoas ficaram desalojadas e desabrigadas, sendo 22.952 desabrigadas e 31.087 desalojadas, e 1,5 milhão de pessoas foram afetadas. Oito cidades estão isoladas: São Bonifácio, Luiz Alves, São João Batista, Rio dos Cedros, Garuva, Pomerode, Itapoá e Benedito Novo.

itajai2itajai
Imagens pra quem vive na web e não tem idéia do quão grande é a urgência

Decretaram estado de calamidade pública as cidades de Blumenau, Gaspar, Rio dos Cedros, Nova Trento, Camboriú, Benedito Novo e Pomerode. Outras sete estão em situação de emergência: Balneário de Piçarras, Canelinha, Indaial, Penha, Paulo Lopes, Presidente Getúlio e Rancho Queimado.

Na medida em que o Exército avança nas áreas atingidas, mais corpos são descobertos. Até o final dessa tragédia, ainda ficaremos muito mais chocados do que já estamos. A população enfrente sede, fome, lepitospirose e obviamente falta de abrigo. Muitas famílias perderam
no final de semana absolutamente todo o patrimônio que construíram ao longo de uma vida e o caos não para aí. Saques estão sendo registrados em toda a região e poucos policiais puderam ser mobilizados para impedí-los.

biguacugaspar

Li há pouco que cerca de 20 policiais tentaram impedir a invasão de um supermercado mas foram atropelados pela turba. O estoque do estabelecimento foi levado em 4 horas. Relembro: muitas vezes as pessoas não têm o que comer, nem onde comprar.

Oportunistas chegam a cobrar mais de 3 reais por um pão francês e R$10 por um litro de leite. Desnecessário informar que a polícia não está mais preocupada com o policiamento ostensivo que coibe a criminalidade.

 imageimage
Quem vai resgatar o resgate?

Tenho um amigo em Blumenau e ao perguntarmos para ele como estava a situação, a resposta foi a seguinte.

Depoimento de quem está em Blumenau...

"Tá muito foda, casas desabando toda hora, pessoal morrendo, falta de água, luz elátrica, pessoal separado do resto de Blumenau porque os morros caíram, e só com helicópteros pra chegar lá, muita gente perdendo tudo, só com a roupa do corpo. A cidade tá totalmente destruída, gasolina aqui agora 4 reais, 3 reais o pãozinho, sim UM pãozinho. Tem gente se aproveitando da situação.

Ta triste pra kralho a situacao aqui. A minha sorte, é que eu moro longe do centro, um bairro afastado e aqui esta sussegado. tenho agua de poco e luz tambem.

Mas eu faço parte da minoria. Pra terem noção, meu amigo mora no segundo andar perto da Proeb, faltava 1 metro pra água chegar no segundo andar!!!

Mas o foda, nem foi a agua em si, mas os desbarrancamentos!!!!"

Sem mais delongas estamos convocando você a parar de lamentar e tomar alguma atitude. O blog http://allesblau.net reúne informações para quem procura parentes, notícias sobre a situação na região e principalmente tudo o que você precisa saber para ajudar.

Acesse logo e faça a sua parte. Nós do Papo de Homem gostamos de pensar que fazemos a diferença. Espero que nossos leitores possam pensar o mesmo.

Repetindo, http://allesblau.net . Se tiverem outros links úteis, deixem nos comentários.

Outros blogs divulgando o assunto:

Uhull

Sétima Arte

Diarinho na Chuva

Pensar Enlouquece

Para doações diretas:

doacoes-blumenau

 

UPDATE: Mobilização do PapodeHomem com outros blogs para doações ao Fundo da Defesa Civil de Santa Catarina. Clique aqui.


publicado em 26 de Novembro de 2008, 12:55
3861595431ec39c257aee5228db3092a?s=130

Rodrigo Almeida

Engenheiro, apaixonado pela vida e por qualquer coisa com um motor potente, nostálgico entusiasta de muitas daquelas boas coisas que já não mais se fazem como antigamente.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: