Homens possíveis: quebrando as prisões masculinas — convocação para nosso evento especial em 17/12

Um encontro para tratar de maturidade emocional, masculinidades, saúde do homem, relações de parceria, trabalho e dinheiro. Vamos mostrar caminhos práticos, oferecendo o melhor dos dez anos de experiência do Pdh. Vem! Serão só 75 convidados.

Homens se juntam apenas ao redor de futebol, dinheiro, bebida…?

E se também nos encontrássemos para nos desafiar a construir relacionamentos melhores, trabalhar com mais satisfação, ativar o corpo, treinar uma mente menos ansiosa?

Essas perguntas foram parte do eixo que inspirou a criação da Cabana PdH, em 2008. Um espaço coletivo de transformação para homens. Durante cinco anos, mais de 2500 deles passaram por lá e participaram de uma comunidade que aspirava cultivar uma vida mais satisfatória.

Aqui um antigo vídeo e uma imagem resumindo o que vivemos por lá:

A Cabana em uma imagem

A Cabana morreu e se transformou n'o lugar, um espaço de transformação para além de qualquer gênero, quando nos demos conta de que as questões mais profundas abordadas por nós não eram exclusivas do masculino. Não fazia sentido manter todo aquele ouro restrito.

Entretanto, nos últimos três anos, os ecos por trás daquela comunidade de homens foram ganhando mais força. Aqui e ali surgiam pedidos, às vezes como brincadeira, outros com seriedade. Nos grupos de whatsapp dos remanescentes, nos encontros presenciais que ainda aconteciam no PdH, em emails e até em nossa caixa de comentários, esses pedidos (e críticas) se tornaram cada vez mais frequentes.

"E aí, quando vamos ter um espaço pros homens se encontrarem novamente?"

"Aqueles encontros me ajudaram pra caralho! Não vai ter mais?"

"Vocês criticam vários aspectos da masculinidade, mas quando é que vamos falar sobre as coisas boas ou mostrar mais caminhos sobre como mudar? Não dá só pra falar mal!"

O chamado para que um espaço dedicado aos homens ressurja é claro. E atinge seu pico em um ótimo momento.

Ao longo de 2015 e 2016, articulamos a maior pesquisa brasileira sobre a relação entre os gêneros, escutando mais de 20.000 pessoas e atravessando três estados — eu estive em praticamente todas as etapas do projeto. Foi um esforço conjunto entre PdH, ONU Mulheres, Grupo Boticário, Questto Nó Research, Zooma, Monstro Filmes e mais uma série de especialistas. 

O resultado é o documentário "Precisamos falar com os homens?", com divulgação internacional. E ainda vamos publicar, em breve, um relatório mapeando alguns dos principais gatilhos e rotas para a transformação dos homens.

Pois a pesquisa se focou também em investigar algumas das maiores prisões masculinas — e a intensidade de cada uma nas diferentes regiões do Brasil —, identificadas por nossa equipe após anos de imersão e estudo nas trincheiras e subterrâneos da masculinidade.

É hora do convite para um encontro especial: "Homens possíveis: quebrando as prisões masculinas"

Imagem: Felipe Franco | Escultura e camisa vestindo a escultura: Bruno Passos (sim, além de pintor e estilista, ele é escultor)

Desde o surgimento do PdH e da própria Cabana, até hoje, amadurecemos em inúmeros aspectos. Nossa rede é mais ampla e capaz. Nossas hipóteses foram testadas ao longo do tempo, erramos e acertamos bastante. Temos maior confiança no que podemos oferecer e centenas de relatos atestando os benefícios de uma outra visão do que é ser homem.

Para celebrar os 10 anos de vida do PdH, faremos um evento com nosso melhor. Um presente para a comunidade, feito à mão, escutando as demandas de vocês.

Esse encontro será um dia inteiro focado em prisões chave dos homens, juntando teoria e prática, nos baseando no que escutamos na pesquisa com as mais de 20 mil pessoas e também em nosso tato acompanhando o dia a dia do portal — não nos esquecendo das valiosas lições acumuladas ao longo do projeto "23 dias para um homem melhor".

Vamos abordar assuntos como:

Masculinidade: o que é ser homem hoje? O que os homens em diferentes regiões do Brasil pensam sobre isso? Como cultivar uma noção mais ampla de masculinidade pode beneficiar suas escolhas, seu cotidiano e suas relações — ainda que você deseje seguir fazendo o que já faz hoje?

Relações de parceira: como desenvolver relações nas quais o movimento de um beneficia o movimento do outro? Porque tantos homens se sentem cada vez mais sozinhos, mesmo cercados de amigos ou em uma relação amorosa que julgam satisfatória?

Maturidade emocional: dizem por aí que os homens são mais simples do que as mulheres, o que é um grande mito. Será que precisamos errar por anos e décadas até amadurecer? Como evitar que emoções como raiva, medo, ansiedade, orgulho e ciúme causem tantos danos em nossas vidas? Como cultivar um equilíbrio emocional cada vez mais sustentável?

Sexualidade: quais os maiores receios dos homens, que não confessam nem para os melhores amigos? Como ir além de obstáculos como obsessão por sexo ou medo dele? Quais caminhos podemos explorar para uma sexualidade mais plena, confiante e tranquila?

Saúde do Homem: a maioria dos homens adoece em silêncio, presos na ideia de que "macho aguenta tudo, ir ao médico é só quando estiver morrendo". Quais os hábitos que tornam a saúde dos homens mais vulnerável? Por que eles vivem 7 anos a menos do que as mulheres? Quais atitudes tomar já para garantir mais qualidade de vida, independente de sua idade?

Dinheiro: a busca por sucesso financeiro e profissional é uma das maiores pressões enfrentadas pelos homens, por vezes reforças por eles próprios, pelas mulheres e pela estrutura social. Como desenvolver uma relação mais lúcida e satisfatória com o dinheiro? Como romper padrões nocivos? Como não se sentir preso em

uma vida de sofrimentos apenas para pagar as contas no final do mês?

Especialistas já confirmados (dois ainda a confirmar):

Fred Mattos

Psicólogo provocador, autor dos livros "Relacionamento para Leigos" e "Como se libertar do ex". Oferece cursos e palestras sobre maturidade emocional, comunicação não-violenta e relacionamentos amorosos.

Adora contar e ouvir histórias de vida. Nas demais horas cultiva a felicidade, lava pratos, oferece treinamentos online em A Mente Humana, escreve no blog Sobre a vida e no portal PapodeHomem — no qual foi autor de alguns dos textos mais marcantes sobre nossa visão, como "Solidão Masculina" e "Sexo, dinheiro, força e poder: as prisões masculinas" (ambos têm mais de 10k compartilhamentos, mas um problema recente em nosso código apagou isso).

Eduardo Amuri

Foto tirada no TEDxUdescJoinville (vídeo completo aqui)

Em suas próprias palavras, "me interesso pela relação do homem com o dinheiro e busco entender como o potencial financeiro pode ser utilizado para transformar nossas vidas.

Além das questões econômicas, me interesso também por explorar a ideia de que empresas podem ser construídas e reestruturadas de maneira mais humana e menos quadrada, beneficiando quem produz e quem consome.

Presto consultoria financeira para famílias, autônomos e pequenas empresas, cuidando também da gestão do Papo de Homem e do Lugar."

Mais sobre ele por aqui.

Guilherme Valadares

Estou ali no meio, esse foi o encontro final do "23 dias pra um homem melhor", uma noite linda

Tenho me dedicado a pesquisar e escrever sobre masculinidades há dez anos. Fundei o PdH (onde atuo como gestor e editor-chefe), co-fundei o lugar (espaço de transformação coletiva) — além de iniciar outros quatro ou cinco projetos de negócio que falharam horrorosamente.

Sou professor certificado do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Membro do Comitê #ElesporElas da ONU Mulheres. Co-criei e produzi o documentário "Precisamos falar com os homens?". Fui escolhido bolsista do programa Jornalista de Visão, do Instituto Ling.

Nos últimos anos tenho palestrado e conduzido imersões sobre jornalismo compassivo, comunidades digitais benéficas, empreendedorismo digital, gênero e masculinidades, para empresas, marcas, pessoas, coletivos e quem mais me convidar. E atualmente tenho tido enorme alegria ao escrever pequenas ficções no Instagram.

* * *

Restam ainda dois nomes a confirmar! Aguardem, vamos anunciar em breve.

Dia, horário e como garantir seu ingresso (temos apenas 75 vagas):

Data: 17/12/16 (sábado)

Horário: 9h às 17h

Valor do ingresso, que é parcelável em até 10x: R$150 (por conta de vários pedidos da comunidade, mantivemos o preço de R$150, mesmo após 12/12, ao invés de R$198)

Você pode comprar seu ingresso aqui, sem complicação.

Perguntas & respostas:

O que exatamente vai acontecer?

Teremos cinco especialistas convidados. Cada um deles com 1 hora — sendo 30 minutos de exposição e 30 minutos de conversa por tema, em diálogo direto com os presentes.

Assim como fazemos no PdH, queremos deixar a troca viva.

Será que convido um amigo ou melhor ir sozinho?

Sugiro muito que vá junto de um ou dois amigos que se inspirem pela proposta. Vamos oferecer sementes de mudança e ferramentas, cujo maior benefício surge ao praticarmos com continuidade. 

E essa continuidade fica bem mais fácil de se alcançar quando não estamos sozinhos. Ao caminhar juntos, andamos mais rápido.

Esse é um evento só para homens hetero de barba?

Não. Sei que às vezes o PdH passa essa imagem, mas não mesmo.

O evento é focado no masculino e nas questões dos homens, mas não é fechado para mulheres, elas podem se inscrever. Além disso, não é um encontro heteronormativo. Como vocês estão cansados de nos escutar dizendo, o PapodeHomem não é papo de hetero, todas as pessoas e orientações sexuais serão muito bem-vindas.

Adorei tudo! Mas não tenho dinheiro, posso ir?

Se você deseja de coração e sente que esse encontro pode impactar sua vida, escreva um email para pinho@papodehomem.com.br , com o assunto "Homens possíveis", contando de sua situação, por que não tem o dinheiro nesse momento e por que gostaria de participar. Vamos selecionar 5 pessoas como "bolsistas".

Dinheiro compra um bocado de coisas, mas brilho no olho e motivação autêntica vão além, nos levam a lugares nos quais dinheiro algum alcança.

Não moro em São Paulo. Vocês vão transmitir online ou permitir que pessoas de outros estados possam ter acesso ao conteúdo de algum modo?

É uma possibilidade.

Se uma quantidade suficiente de pessoas manifestar interesse, podemos considerar esse caminho, já que ele envolve custos consideráveis. Caso você seja um desses, deixe seu email e nome no formulário abaixo:

Isso se conecta com uma série de novidades que estamos preparando para 2017. ;-)

Onde garanto meu ingresso mesmo?

Aqui, é bem rápido. E até dia 12/12, o valor é reduzido. Lembrando, o valor é parcelável em até 10x.

* * *

Seguimos nos comentários e nos vemos lá, pessoal!


publicado em 01 de Dezembro de 2016, 12:56
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura