Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Everything is a Remix, até o iPhone

Já falamos outra vez sobre essa verdade: ninguém é criativo de verdade. A série Everything is a Remix é um lembrete disso.

Para quem não sabe, aqui vai a explicação direto ao ponto que o Jader Pires montou para nós:

Kirby Ferguson é um diretor, roteirista e montador americano que atualmente trabalha em uma série de quatro webvídeos com o intuito, não de desmistificar nomes atrelados a grandes feitos considerados inéditos ou únicos, mas sim de desmistificar o seu pensamento de que grandes coisas acontecem de lugar nenhum.
Intitulado Everything is a Remix, o documentário é dividido em quatro partes (três delas já disponibilizadas) e conta como todas as coisas que admiramos hoje em dia na chamada cultura pop (música, cinema, tecnologia) são nada mais que cópias de outras coisas que deixamos de admirar (ou não admiramos por não ter a mesma visibilidade).
O mesmo ocorre com o mito das invenções e seus considerados inventores geniais. Não que todos os grandes nomes da ciência e tecnologia não são, de uma forma ou de outra, grandes mentes fazendo grandes coisas, mas considerar uma ideia inventiva, algo único, pontual e genuíno, é equivocar-se demais.
Os seus heróis não são criativos

Já há mais de um ano que o último saiu. Agora, Kirby Ferguson avançou e liberou mais um episódio, dissecando o processo de criação e composição do iPhone.

O minidoc passa por toda a história do não-smartphone da Apple, desde sua concepção e abuso de metáforas de design com materiais do mundo físico, até sua atual renovação e empréstimo de recursos antes copiados e posteriormente melhorados por outras empresas e sistemas operacionais.

Link Vimeo

Nota do editor: nesse vídeo ele também anuncia que está trabalhando em uma nova série, chamada "This Is Not a Conspiracy Theory". Só assinar o mailing e ficar ligado. 


publicado em 17 de Dezembro de 2013, 07:19
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura