Felicidade é fazer sexo; infelicidade é ficar no computador

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Quais são as coisas que te fazem ficar feliz? E as que você dificilmente está feliz enquanto está fazendo?

Se você for como a maior parte das mais de 5000 pessoas do mundo inteiro que participaram de uma pesquisa da Universidade de Harvard (ou, chuto eu, como a maioria das pessoas médias do mundo), o título desse texto deve estar fazendo muito sentido agora.

De maneira simplista, a pesquisa foi feita da seguinte forma: os participantes baixaram um app de iPhone (hoje disponível para o grande público) que apitava em intervalos aleatórios, perguntando o nível da felicidade da pessoa e o que ela estava fazendo. Como não necessitava da presença real dos participantes, a pesquisa conseguiu incluir pessoas de diversos locais, culturas e idades.

Ainda assim, os resultados apresentaram algumas consistências bem claras.

Geralmente estamos felizes quando fazemos exercícios físicos, estamos em alguma situação de socialização ou claro – transamos. Por outro lado, as atividades com maior incidência de baixa felicidade eram a viagem casa-trabalho-casa, os momentos de descanso, os momentos de trabalho e o uso aleatório e inerte do computador em casa.

:)

Além desses pontos, a pesquisa ainda perguntava aos participantes o quanto a sua mente estava dispersa – "viajando" – ao fazer as atividades, e esse foi o maior ponto da pesquisa: seja por causa ou efeito, geralmente estamos infelizes nos mesmos momentos em que as nossas mentes estão vagando a esmo. Ao contrário, ficar com os pensamentos focados no aqui e no agora é um grande fator de satisfação e felicidade.

Não à toa. Quando estamos na cama com alguém que de quem gostamos, nem sequer conseguiríamos nos preocupar com o futuro ou remoer o passado. O sexo é provavelmente o momento no qual a nossa mente mais foca no aqui, no agora e em nada mais. Ao socializarmos, isso também acontece. Conversar (especialmente com quem não conhecemos muito bem) é algo que puxa tanto a nossa concentração para o momento presente que é até um truque conhecido para combater sono em excesso.

Já quando estamos à toa no computador, o que estamos fazendo? Geralmente divagando, chafurdando pelo passado e e projetando o futuro das nossas vidas e das vidas dos outros. Se a presença no presente é um fator indicativo para a felicidade, estamos mesmo fodidos enquanto rolamos o infinito do Facebook/Twitter/9GAG/Reddit/Pinterest.

:(

Então volto à pergunta que abriu o texto: quais são as coisas – especialmente as não óbvias – que você geralmente se percebe feliz, ou triste, enquanto faz?


publicado em 26 de Novembro de 2012, 16:42
File

Fabio Bracht

Toca guitarra e bateria, respira música, já mochilou pela Europa, conhece todos os memes, idolatra Jack White. Segue sendo um aprendiz de cara legal.\r\n\r\n[Facebook | Twitter]


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: