Quer dar um tapa no visual mas não sabe por onde começar? Fizemos um curso online de estilo pra isso, o “Mas você vai de chinelo?”. Inscreva-se agora! É gratuito!

Ferrari Land: o pedaço mais italiano da Espanha | Garagem #8

Quer ver um adulto agindo igual uma criança na quinta-série? Pergunte-me como.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 47 nh 1 png
  • Logo havaianas 130x50 png

Um dia desses em minhas andanças pelo Instagram vejo um vídeo de dois mecânicos adultos usando câmaras de pneus como estilingue um contra o outro.

Na legenda, o questionamento: será que um dia a quinta série sai da gente?

Bom, depois da minha última viagemm acredito piamente que ela nunca irá nos abandonar.

Descobri isso lá na Espanha. Poucos quilômetros depois de Barcelona, fica o segundo maior parque da Ferrari no mundo. Anexo a um complexo de três parques da PortAventura fica a Ferrari Land. Como você deve imaginar, o parque atrai entusiastas de carros e aventura de todos os cantos do mundo.

É para lá que fui, junto com a minha família, passamos um dia todo pelos parques. O que não falta são brinquedos bons e shows musicais – mas aqui vamos falar mais da cereja do bolo na minha opinião a Red Force.

A atração é simplesmente a mais alta e mais rápida montanha russa de toda a Europa. Se isso não bastar anota: Aceleração brutal de 0 a 180km/h em apenas 5 segundos. Em seu ponto mais alto chegamos em 112 metros de altura antes do mergulho – e tudo ao som dos motores de alto desempenho da marca.

Link Youtube

Olha, eu já estive nos parques de Orlando, então, achei que estava preparado para o que viria a seguir, só achava.

Um detalhe muito importante para nossa história é que o parque abre seus portões pontualmente às 10 horas da manhã. Logo após esse momento, 99,9% das pessoas ali presentes se encaminham para a Red Force. Porém, eis que no meio do caminho encontramos: Marta.

Não a jogadora de futebol premiada mas esta Marta aqui de baixo.

Tão perto e tão longe ao mesmo tempo

Ela rapidamente nos avisa que, apesar dos parques já estarem abertos, todas as atrações só começam a funcionar às 10:30. Logo, nos resta esperar a liberação de entrada e reparar um pouco nas demais pessoas ao meu lado. A esmagadora maioria são adultos ali, pois as famílias costumam chegar mais tarde ou passear nos outros parques do complexo antes de ir para a Ferrari Land.

Fico imaginando que, como seres desenvolvidos e adultos, tudo ocorrerá na maior tranquilidade apesar de estarmos todos um pouco ansiosos.

Cara! Quando essa moça libera a entrada, é literalmente a largada de uma corrida maluca. Todo mundo sai correndo como se não houvesse amanhã. Adultos com mais de 40 anos correndo como se o parque fosse fechar nos próximos 30 segundos, pessoas pulando bancos e pessoas. É divertido de ver, porém, cansativo de correr. A entrada da Red Force não é exatamente perto. Chegamos todos ofegantes. Posso dizer que chega até a criar um clima para a montanha russa em si. Correr desesperadamente até ela com 120 pessoas ao seu encalço é bastante empolgante.

Esse capô vermelho é o museu da Ferrari

Virando a primeira esquina à esquerda, nos deparamos com o belíssimo museu da fabricante e também ao elevador duplo, porém, confesso que passei correndo por eles e só depois voltei para tirar a foto.

Ao meu lado, nessa primeira volta estava a minha irmã – que correu também, sabe? – porém, pelos meus cálculos ficamos entre os 20 primeiros. Por uma enorme benção do destino conseguimos ficar na tão especial primeira fileira do carro. Para começar a frente do carrinho é semelhante aos carros de Fórmula 1 e apenas os dois passageiros do primeiro banco recebem óculos de proteção – vai que aparece algum pássaro pelo caminho.

Procure agir normalmente ao chegar nesta parte

São pouco mais de 30 segundos de passeios mas a descarga de adrenalina é inacreditável. Para uma comparação, o Bugatti Chiron de 1500 cv de potência faz de 0 a 200 Km/h em 6,5 segundos. Nós fomos ainda mais rápidos.

A altura que chegamos beira o surreal e a descida parece não terminar mais, mesmo com a alta velocidade. Tem até uma arquibancada para os espectadores assistirem a “largada” de cada passeio.

Vale demais a pena ir até lá, mesmo que seja só para andar nesta montanha russa. Te garanto ela é ainda mais radical do que parece quando falo. Sabe aquele empuxo de avião decolando? Coloca isso vezes 100 para em seguida subir até 112 metros e despencar de lá de cima. Confesso que saí de lá arrepiado e quase babei.

Eu e minha irmã Luma com novos penteados feitos a 180 km/h

Baixada a adrenalina e saindo do carrinho foi legal ver a cara das outras pessoas. Todas sorrindo e animadas – pelo visto não fui o único que babou. Depois de umas duas voltas na Red Force, saiba que o parque oferece diversas outras atrações que foram feitas para atrair também famílias e, principalmente, crianças.

São vários simuladores que te colocam no meio de uma corrida de carros. Tem um espaço para um Pit Stop cronometrado, carros elétricos em uma pista aberta infantil. O elevador até que é legal, porém, nada demais. Temos os já tradicionais restaurantes e lojinhas.

Infelizmente, na época que eu viajei, o Euro estava a R$4,70. Então, entrar na lojinha foi mais para passar vontade mesmo ou deixar um rim em troca de uma lembrança.

Uma camiseta sai pela bagatela de 99 Euros
Para quem curte passeios mais calmos

Ficamos ainda mais um dia na região de Tarragona que tem belas praias e um clima todo especial de cidade pequena. Se você pretende visitar a Espanha, siga meu conselho – depois de museus de palácios e jardins reserve um dia de parque. Juro que se tiver a oportunidade voltar ao velho continente com absoluta certeza, irei novamente na Ferrari Land. Porém, desta vez, com tênis de corrida bem amarrado. Quem sabe, na próxima eu ganho dos meus novos amigos de quinta série.

Você também gosta de parques de diversão? Também acredita que muitas vezes os adultos se divertem mais do que as crianças neles?

Conta pra gente nos comentários.

P.S: No próximo texto vamos para o mundo das duas rodas e dos amantes de motores V2.

É claro que fui de novo, porém, a foto ficou péssima

 


publicado em 28 de Agosto de 2018, 00:00
Avatar jpg

Lucas Rizzollo

Jornalista especializado em carros e motos. Nascido com gasolina nas veias e fanático pelo o assunto desde sempre. Quando não está lendo ou escrevendo joga Poker e também Futebol Americano. Você pode seguir no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: