Foursquare: diga me por onde andas

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Uma das últimas manias na internet é o tal do Foursquare. Para muitos é apenas mais uma invenção para diminuir ainda mais a sua privacidade na internet. Eu andei testando a ferramenta por várias semanas e cheguei a conclusões bem diferentes.

O que é?

Foursquare é como se fosse um jogo social. Uma vez que você criou seu perfil, você está jogando com todos seus amigos (que também participam da rede). O conceito: cada lugar que você visitar, você acessa o Foursquare, pelo seu celular, e da check in naquele lugar.

Ta, e qual a graça de sair por ai dizendo pro mundo: "ei, estou no Starbucks" ou "Fui ao cinema"? Parece tão inútil quanto utilizar o twitter pra dizer tudo que você está fazendo, porém, existem várias possibilidades da ferramenta que não estão no manual, e é ai que entra toda a vantagem.

É um jogo

Cada vez que você da check-in em algum lugar, você ganha pontos. Seja por visitar o lugar pela primeira vez, seja da distância do último lugar que deu check-in, ou ainda se você vai direto para ele. Durante toda a semana você e seus amigos vão acumulando pontos e na segunda-feira o placar reseta e começa de novo.

Então pra que ganhar pontos? Pra nada. É apenas um mecanismo do jogo para estimular as pessoas a utilizarem mais da ferramenta. E o pior: funciona muito bem isso.

Além disso, existem badges (medalhas), que são presenteadas aos usuários que conseguirem algumas coisas específicas como "voltar 20 vezes no mesmo lugar", "descobrir 3 lugares diferentes com uma cabine fotográfica", e por ai vai.

Essas são as "famosas" medalhas

E o último conceito importante no jogo é a idéia do mayor (prefeito). Esse é aquele cara que mais frequenta um determinado lugar. Tirando a sua própria casa, já parou pra pensar que lugares da sua vizinhança você frequenta bastante, ou ainda mais do que qualquer pessoa da cidade?

E isso é o Foursquare, mas calma, se resumirmos só a isso você está desperdiçando todo o potencial dele. Mais do que um simples jogo social, ele pode trazer inúmeras possibilidades.

Descubra lugares novos

Você entra numa loja, puxa o celular e da 'check-in'. Na hora aparece um alerta dizendo: "Gustavo Gitti foi no Restaurante Saco-Roxo aqui nessa mesma rua e disse: 'muito bom pra quem quer comer bem e está com pressa'. Pra uma saída despretensiosa pra comprar meias, você acaba indo ver o tal restaurante, gosta e come bem.
Dei check in e já recebi uma sugestão

Por conta de apenas funcionar em celulares com GPS, um recurso excelente é poder descobrir lugares próximos da sua casa ou de onde estiver com facilidade. Só nessa semana eu descobri 2 restaurantes japoneses a menos de 2 quadras de casa apenas olhando no Foursquare o que tem perto. Não só isso, mas ele também pode te sugerir lugares próximos que amigos seus já visitaram.

E quem ganha com isso? Todo mundo. Assim como a maioria esmagadora das pessoas normais nesse mundo, eu considero muito mais a opinião de alguém que eu conheço do que de algo que eu simplesmente li na internet. E isso ajuda bastante. Imagine que uma saída para comprar cerveja possa resultar numa descoberta de lugares legais, uma balada boa ou ainda uma simpática casa de chás? Só isso já vale o fato de todo lugar que vou, eu apertar o "check-in" e eventualmente escrever o que acho daquele lugar.

Juntar as pessoas, de verdade

Você volta ao Restaurante Saco-Roxo para um rápido almoço. Ao abrir o Foursquare, um dos lugares próximos que indica é a casa de um amigo seu. Na hora já pensa: "será que ele ta de bobeira e ainda não almoçou?". Uma breve ligação (ou consulta no Foursquare pra ver se ele ta em casa) e você arrumou companhia para um solitário almoço: e ele também.
Ia pedir uma coca-cola, mas sugeriram um milk shake. No fim das contas fez o maior sucesso.

Uma das grandes mudanças no mundo nos últimos 15 anos foi em como as pessoas se relacionam umas com as outras. Antigamente não tínhamos celulares, internet, MSN, SMS e outras formas de comunicação tão impessoal. Embora possamos hoje conversar com estranhos ou encontrar amigos de muitos anos atrás em diversas redes sociais, ainda assim, as pessoas continuam cada vez mais distantes (que levante a mão alguém que nunca usou o msn para falar com alguém que está na mesma casa ou ambiente de trabalho).

Uma das possibilidades fantásticas que vi no Foursquare é justamente poder trazer um pouco mais do contato olho-a-olho com os amigos no dia-a-dia. A situação descrita acima aconteceu quase dessa maneira esses dias, exceto que, eu já tinha companhia pro almoço e o Foursquare indicava que a pessoa em questão estava bem longe de onde eu estava.

Almoços grátis

Você foi tantas vezes ao Restaurante Saco-Roxo que o Foursquare lhe nomeou mayor daquele lugar. Por acaso estão oferecendo drinks grátis pra quem tiver o título e várias visitas a um lugar divertido lhe renderam um excelente bonus a sua ida.

Vários estabelecimentos ao redor do mundo já começaram a usar o Foursquare pra recompensar aqueles clientes que sempre voltam. Existe uma lista imensa de lugares que dão drinks, entradinhas e outros brindes pra quem for 'mayor' do lugar ou tiver por exemplo, voltado 10 vezes ali durante o mês. Já outras marcas grandes, como o Starbucks, criaram badges especiais pra quem frequenta muito a rede. E não são só lugares ligados a comida e bebida que estão apostando na ferramenta como uma possibilidade, mas também outras como Intel, HBO, Warner Bros, etc. Quem ganha com essa? Todo mundo.

Por favor, me roubem

Anunciou que não estava em casa...

Embora a idéia de compartilhar sua localização e gostos pela internet possa trazer todos os benefícios acima, muitos criticam a idéia por conta da falta de privacidade e outros incômodos que isso possa gerar.

Uma dessas foi a iniciativa doPlease Rob Me (Por favor me roubem), um site que pegava as informações dos usuários no Foursquare e listava todos que não estivessem em casa. A idéia é alertar os usuários que expõe demais sua vida na internet e estão sujeitas a serem roubadas a qualquer momento.

Independente de poder trazer problemas desse tipo, ainda acredito que o Foursquare tenha muito a acrescentar, claro que, tomando alguns cuidados, como não disponibilizar o endereço de casa pra ninguém. E pra fechar, deixo a pergunta pros leitores: "vocês já usaram o Foursquare? e acham que ela pode ser útil com todas as sugestões de uso acima? (ou ainda outras)".


publicado em 31 de Março de 2010, 14:42
91fbfbc90492fb923241c8ba72ec2b3b?s=130

Gus Fune

Hacker de viagens, se tem wi-fi pode ter certeza que ele ainda chega lá se já não foi. Trabalha de qualquer canto cuidando da Epic Awesome e fazendo suas próprias regras.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: