Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O fracasso nosso de cada dia | Melhores comentários da semana

Nessa semana, o que mais se falou foi sobre nossa miséria pessoal e social

A semana foi repleta de fracassos. E a gente não podia deixar passar batido.

Talvez eu fale só por mim, mas, na semana que Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos, fracasso é, na minha humilde opinião, a palavra que melhor define o que veículos de comunicação andaram fazendo.

Começando por isso então, no artigo que publiquei sobre a (falta de) influência da mídia (tradicional) nas eleições americanas, Trump provou que é um frasco de nitroglicerina com uma espécie de poder de Midas e fez tudo pegar fogo. Fora críticas pela minha piadinha inicial, tem muita coisa interessante lá onde se tornou nosso pequeno espaço de conversa sobre o fato mais importante da semana.

Mas aproveitando a deixa das polêmicas e, provocações à parte ;), o fracasso assumiu uma forma muito mais literal em algum de nossos artigos. Teve o meu excesso no texto sobre vegetarianismo prontamente apontado pela NaT. Teve um monte de gente decretando fracasso amoroso coletivo no texto da série Curta PdH. Teve chuva de autocríticas sobre a escolha de nossos próprios conteúdos no texto sobre comportamento em redes sociais. E teve muito mais, dentre os quais, os principais comentários selecionados abaixo.

Em Respostas para as dúvidas mais comuns sobre disfunção erétil, por Breno França

Em "eu, mereço", por Alex Castro

Em O futuro do conteúdo: falta demanda ou um novo modelo de negócio?, por Gabrielle Estevans

Em Quando você fracassa, por Luciano Andolini


publicado em 11 de Novembro de 2016, 16:08
Breno franca jpg

Breno França

Editor do PapodeHomem, é formado em jornalismo pela ECA-USP onde administrou a Jornalismo Júnior, organizou campeonatos da ECAtlética e presidiu o JUCA. Siga ele no Facebook e comente Brenão.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura