Guia PdH para o Brasileirão 2009

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

E novamente, a bola vai rolar para o Campeonato Brasileiro. Que este ano promete, com a presença de craques como Ronaldo Fenômeno, Adriano, Fred, e outros.

A Papo de Homem orgulhosamente traz a vocês o prognóstico deste que vos escreve, e vamos ver se dessa vez eu acerto, pois ano passado dei muita bola fora.

1. Brigam pelo título:

Internacional - Faz um primeiro semestre impecável, tem um time ajustado, e conta com Nilmar e D´Alessandro em grande fase, além da jovem revelação Taison. Decepcionou ano passado, mas venceu a Copa Sulamericana, manteve a base, o treinador e a estrutura, e mesmo sem Alex, este ano promete.

São Paulo - Só o fato de ser o atual tricampeão credencia o tricolor paulista ao tetra. Muricy continua firme e forte, e bons reforços como Washington e Arouca, além da boa fase do atacante Borges e a manutenção de Hernanes, dão força ao time. Resta saber se a ausência de Rogério Ceni até Agosto terá impacto na campanha.

Cruzeiro - Manteve o técnico, a base do ano passado, faz ótima campanha na Libertadores, e conta com a força de jogadores como Ramires, Wagner e o atacante Kléber (que só precisa controlar os nervos). Passeou no Campeonato Mineiro, e é fortíssimo candidato ao título do Brasileirão.

Corinthians - A campanha no Paulistão desse ano mostrou a força do time, que se não tem tantos grandes craques, mostrou uma competitividade enorme. Mano Menezes tem o time nas mãos. Entra na lista de favoritos por causa de um certo Ronaldo, que se em forma, faz toda a diferença.

2. Brigam pela Libertadores:

Palmeiras - Um começo de ano espetacular, uma queda de rendimento que custou a eliminação no Paulistão e quase a eliminação na Libertadores. Keirrison começou arrebentando, mas a fonte recentemente secou. O time é irregular, mas vai dar trabalho. E tem Luxemburgo no banco, que se botar as peças para funcionar, pode sonhar com o título.

Grêmio - Depois da campanha ruim no Gauchão e a demissão de Celso Roth, o auxiliar Marcelo Rospide colocou o time no eixo e classificou para a segunda fase da Libertadores com a melhor campanha. Tá certo que a fragilidade do grupo ajudou (Boyacá Chicó, Universidad do Chile e Aurora não são lá o que se pode chamar de timaços), mas Rospide deixou um time bem azeitado para (provavelmente) Paulo Autuori. Destaque para a sólida defesa, com Victor, Leo e Réver.

Sport - Faz brilhante campanha na Libertadores desse ano, onde não perdeu fora de casa, inclusive para a atual campeã LDU. Nelsinho Baptista tem o time nas mãos, que passeou no Pernambucano. O veterano Paulo Baier e o jovem atacante Ciro são os destaques num time que tem tudo para chegar a Libertadores novamente.

image

3. Bloco Intermediário:

Flamengo - Pode até brigar por Libertadores como no ano passado, se uma conjunção improvável de fatores acontecer, pois poderá perder vários jogadores importantes, como Ibson, Leo Moura e Juan, além da aposentadoria do capitão Fábio Luciano. Se isto não acontecer, e Adriano provar que quer voltar a jogar bola, o Flamengo pode lutar pela Libertadores. Caso contrário, fará figuração ou mesmo luta contra o rebaixamento.

Santos - É um time frágil, que foi até longe no Paulistão desse ano, graças ao bom trabalho de Vágner Mancini e aos gols de Kleber Pereira. Se Madson continuar com o futebol que apresentou no Paulista, e especialmente se o jovem Neymar vingar, vai dar trabalho, especialmente na Vila Belmiro.

Botafogo - O Botafogo tem um time bom e entrosado, do meio campo para a frente. Porém, a falta de bons reservas e uma defesa não tão confiável, para uma competição longa como o Brasileirão, coloca o time no bloco intermediário. Poderá perder Maicosuel no meio do campeonato. Caso contrário, este tem tudo para reeditar o bom futebol que apresentou no Carioca.

Fluminense - É um time que contrata muito. E mal. Exceção feita à Fred, nenhuma das outras vingou, incluindo Thiago Neves. Perdeu muita força em relação ao time vice-campeão da Libertadores ano passado, Conca e Thiago Neves (este último sairá em breve) não conseguiram emplacar esse ano, e Parreira terá muito trabalho pela frente.

Atlético Mineiro - Fazia uma boa temporada até a semana desastrosa que culminou com a goleada para o Cruzeiro na final do Mineiro e a derrota para o Vitória no jogo de ida da Copa do Brasil. Leão foi demitido e Celso Roth veio para o seu lugar. Com toda essa instabilidade, e a julgar pelos últimos anos, nem os gols de Diego Tardelli tirarão o Galo do bloco intermediário.

Coritiba - Fez uma boa campanha no Brasileiro do ano passado, mas esse ano, não conta mais com Keirrison. Marcelinho Paraíba vem fazendo gols, mas não é a mesma coisa. No banco, conta com Renê Simôes, que liderou o time no acesso à série A em 2007. Deve dar trabalho no Couto Pereira.

Atlético-PR - O campeão paranaense de 2009 não mudou muito em relação a 2008. Rafael Moura vem balançando as redes, mas para um time que lutou para não cair, é pouco. Briga por Sul-Americana, mais pela dificuldade que os adversários têm em vencer na Arena da Baixada.

Goiás - Cliente assíduo da série A, sempre revelando alguns jogadores, reabilitando outros mais experientes, e fazendo alguns artilheiros do campeonato (Tulio, Dill, Dimba, Souza). Deve fazer figuração, como sempre.

4. Brigam para não cair:

Vitória - Ano passado o rubro-negro fez boa campanha, chegando até a ser candidato à Libertadores. Porém não repôs os jogadores que perdeu ano passado, como Marquinhos e Willians. Ramon e Jackson são experientes, mas numa competição longa, isso pode pesar.

Náutico - O Náutico nos últimos anos vêm sempre escapando da degola na última rodada, e este ano, as coisas parecem que não serão diferentes. A derrota por 3 x 0 para o Internacional em pleno Estádio dos Aflitos, pela Copa do Brasil, mostrou que, se o time bobear, pode cair feio.

Santo André - Vem de boa campanha na série B do ano passado e no Paulistão desse ano, onde brigou até o final pela vaga. Mas é um time limitado e que se apóia em veteranos como Marcelinho Carioca, Gustavo Nery e o volante Fernando, de 42 anos. No máximo briga por uma Sul-americana, mas deve se preocupar é com o rebaixamento mesmo. Como fator adicional, vendeu alguns jogos onde era o mandante para as cidades de Londrina e Cascavel, no Paraná.

Avaí - De volta a série A após 30 anos, o campeão catarinense confia no trabalho do técnico Silas e da mesma base que lhe rendeu o acesso ano passado. Alguns reforços desconhecidos vieram, mas pode ser pouco para permanecer na série A. Lembrando que no único ano que o arqui-rival Figueirense resolveu não contratar jogadores mais experientes para o Brasileirão, ano passado, caiu.

Barueri - Um exemplo de competência fora dos gramados, o time, com apenas 8 anos de futebol profissional, já está na elite paulista e brasileira. Estevam Soares tem como principais peças o goleiro Renê, o meia Flávio e os atacantes Pedrão (artilheiro do Paulistão 2009) e Basílio, aquele mesmo. Pode dar algum trabalho, mas a princípio briga contra o rebaixamento.

E você, quais são seus palpites para o Brasileirão 2009?

--

ps: e eu não poderia perder essa piada, "Cadê o Vasco??"


publicado em 08 de Maio de 2009, 02:01
7375567d0f2c379b7588ce618306ff6c?s=130

Mauricio Garcia

Flamenguista ortodoxo, toca bateria e ama cerveja e mulher (nessa ordem). Nas horas vagas, é médico e o nosso grande Dr. Health.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: