Guloso

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Olá a todos!

Estou aqui porque sou candidato ao cargo de Dr. Gourmand!

Bom, como todos por aqui já têm a insígnia de doutor - me perdoem a ousadia - mas eu já escolhi pra mim esse codinome, caso tudo dê certo e se não houver problema em fugir do inglês.

Voltando ao assunto, para aqueles que já estão se perguntando “ué, não seria gourmet?”. Bem, calma, a palavra está certa mesmo. E fica aí a dica de vocabulário francês: a tradução de gourmand é guloso.

cozinhando
Adora comer? Que tal aprender a cozinhar.

Por falar nisso, Dr. Love, me corrija se eu estiver errado, mas acho que falar umas palavrinhas em francês enquanto prepara um jantar decente pra gata pode render uma bela digestão a dois na cama (ou quem sabe até na mesa da cozinha mesmo, por que não?).

Posso garantir que essa coluna vai ajudar vocês a exercerem práticas de conquistas pelo paladar e que só vai ser homossexual se você quiser cozinhar para outro homem.

Voltando a questão de vocabulário, afinal, o que é um gourmet?

É um chef de cozinha? Não necessariamente. O gourmet é uma pessoa com paladar fino e aguçado, capaz de decifrar nuances de sabores e aromas da comida.

Se você se enquadra no grupo dos que acham que alguém falar sobre “o toque sutil do limão siciliano” já é estranho e que “o aroma secundário do grafite em um vinho” parece uma verdadeira viagem provocada por drogas alucinógenas, é para você que eu quero escrever!

Eu sou um cara que adora comer e aliado a minha faculdade de gastronomia há um curso prático que já fiz, posso me dizer um entendido do assunto, pelo menos o suficiente para trazer algumas dicas interessantes para você. Seja você aquele que já sente-se a vontade em frente a um fogão ou você que ainda nem notou que manteiga é diferente de margarina.

E agora, pra finalizar o artigo deixo aqui uma receita. Não simplesmente uma relação de ingredientes e verbos, mas um verdadeiro passo-a-passo com os detalhes que vão fazer a diferença e que ninguém teve saco pra te explicar.

Senhores, digam olá ao Molho Sugo.

“Porra, receita de molho?” É, olha só como ele é base de várias receitas:

1. Com salsichas, basta um pão e o acompanhamento que quiser (milho, batata palha, pasta de alho e por aí vai) pra fazer um ótimo dogão pra comer vendo um jogo na TV.
2. Experimente trocar o saquinho de tempero do seu Miojo por esse molho. Na próxima, experimente trocar o Miojo por um macarrão de verdade (desses que cozinham em 8 minutos, sem segredos). Isso, com calma, passo a passo, sem pânico...
3. Frite um bife e um ovo, coloque um por cima do outro, acrescente nosso molhinho 1001 utilidades e você acaba de preparar um bife a cavalo!

Então vamos aos detalhes que fazem a diferença: comecemos logo nos ingredientes – use extrato de tomate e não genéricos como molho Pomarola.

A diferença é que o extrato é bem mais concentrado, deixando o molho que você vai preparar muito mais gostoso que o industrializado da Pomarola (Pomarola é uma marca!). E por falar em marcas, prefira o extrato da Elefante, o preço compensa a qualidade.

cozinheiros
Você queimou o molho, seu tapado!

Os demais ingredientes, não têm segredo:

- 1 dente grande de alho (todo mundo sabe diferenciar dente e cabeça de alho né? Não vá confundir...),

- ¼ de cebola,

- óleo,

- sal

- e orégano.

Enquanto descasca o alho, deixe a panela aquecendo. Coloque um fio de óleo (não exagere, é só pra melar o fundo da panela!) e pique o alho bem picado pra poder amassar com uma colher na panela ou use um amassador de alho.

amassador-alho
Isso é um amassador de alho

Passe o alho pra panela e deixe dourar por 1 minuto, de olho pra ele não queimar, senão tem que recomeçar do zero, porque alho queimado tem gosto horrível.

Adicione a cebola picada – atenção: nunca inverta essa ordem alho-cebola, pois a cebola libera água – e deixe por mais 2 minutos, aproximadamente. Acrescente o extrato de tomate e deixe ele refogar, mexendo sempre, pois é isso que vai dar o sabor ao molho.

Use a lata vazia do extrato e coloque aproximadamente 1 lata e 1/3 de água no molho. Com uma colher de chá, vá adicionando sal aos poucos, mexendo e provando até achar o ponto certo.

O último passo é o orégano, que você não vai simplesmente jogar na panela, vai colocar uma colher de chá na palma da mão e esfregar com as duas: isso vai liberar muito mais o aroma do condimento.

Taí, detalhes simples que vão deixar seu jantar de hoje com um “Hmmm” de diferença...

P.S.¹: Sobre o aroma secundário de grafite, ele existe mesmo, é identificado pelo “gourmet especializado em vinhos”, o somelier.

P.S.²: Se for o caso, falo sobre a manteiga e a margarina na próxima.

P.S.³: E-mails e perguntas para dr.gourmand@gmail.com!


publicado em 02 de Fevereiro de 2008, 13:06
File

Dr. Gourmand

Apaixonado pela boa mesa.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: