Homens em progresso: uma conversa sobre masculinidade nos dias de hoje

Uma série de nove vídeos traz conversas sobre novas e velhas possibilidades para a masculinidade

  • Nossos atuais Mecenas:
  • 130x50 jpg
  • Asm selo png

Uma marca de desodorante. Foi preciso uma tentativa de propaganda para trazer essa série bonita de conversas sobre masculinidade Men In Progress, disponibilizada no YouTube em 9 pequenos vídeos de nem três minutos.

Papos super importantes com pessoas bem distintas, de homens barbados a jogadores fortes e pessoas transgêneros e com o corpo mirradinho e brancos e negros e asiáticos.

Perspectivas sobre o masculino, sobre ser homem, as liberdades e travas da masculinidade. Importante, engraçado e próximo de todos os homens.

Vem cá ver. 

1. A imagem do corpo

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês 

O grande tabu masculino.

Aqui os homens discutem as possibilidades do corpo masculino, do costumeiro ato de se exercitar para ter peito e braços maiores ao pensamento de que, se você é gordo, provavelmente deve ser algum tipo de pervertido ou alcoólatra.

Mas também tem o oposto, o relato de um garoto bem magro e a pressão que vinha da própria mãe ao reclamar com ele "você é um anoréxico!" e as dores de outro garoto ao começar a se exercitar demais para ganhar músculos.

2. Masculinidade

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês

"Eu venho questionando toda a minha masculinidade". Essa parte é bem boa, com conversas sobre tipos de masculinidade e os homens se dando notas de 0 a 10 na escala de masculindade, apontando homens que seriam modelos de masculinidade (de Russel Brand a Arnold Schwarzenegger).

E um apontamento que também é importante foi levantado: o de que não se pode mais, hoje, ser um estereótipo de masculinidade, que há, hoje, uma "obrigação" em ser delicado e saber lidar com as próprias emoções, que você tem que ser um cara que sabe cuidar dos filhos, mas que tem, ainda, que saber trocar os pneus do carro quando necessário. 

É bonito demais ver essa confusão recente, por conta de imaginar que a conversa agora está posta e não tem mais volta.

3. Tal pai, tal filho

Link YouTubedá pra ativar legendas em inglês

— Pai, se eu não tivesse nascido, como teria sido?

— Bom, eu provavelmente ainda teria cabelos.

Aqui temos o provável vídeo mais bonito da série, apresentando sensações de homens quando tiveram seus filhos e perguntas abertas de filhos mais velhos pros pais.

Eles falam de momentos bonitos, de quando o filho apresentou o primeiro namorado, de como ele gosta da atual namorada do garoto, de uma situação embaraçosa que envolvia o vestiário da piscina e o pai passando reto fingindo que não viu nada.

A melhor coisa desse vídeo é ver a reação de pais e filhos ao conversarem e ao abrirem informações de si. A vergonha e os receios, o alívio de ter falado.

Bonito demais.

4. Motivação

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês

Esportes. Disciplina, foco, intensidade, aprender a estudar o adversário, puxar e empurrar coisas, mente pensando na vitória. 

O quarto episódio é bem rápido e muito interessante, mostrando pontos de vista de um boxeador, de um jogador de rugby e mais um entusiasta esportivo sobre a atividade física e competitiva.

Vale perceber aqui a tranquilidade maior nos depoimentos, o lugar confortável de se falar de esportes.

5. Orgulho

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês

Se liga na confusão: "Eu pensava que, se fosse, gay, então eu não poderia jogar rugby". Como se fosse condicional.

Um jogador gay, um homem transgênero, um garoto negro e bissexual, um cara com cara de rockstar que veste roupas femininas. Histórias sobre sexualidade e orientação sexual em relatos. 

6. Apelidos

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês

Teta, unha, sopa, cabeção, barata, ratão, mexerica. Vai, você já teve um amigo com um desses apelidos.

Esse vídeo mostra dezenas de outros. Um cara que tinha o apelido de Ânus. Outro que os amigos chamavam de TAF, que era "gordo" em inglês, ao contrário (fat).

Aqui fica fácil perceber a maneira masculina de aproximação e amizade, na base do xingamento, aquela coisa de que homem se ama de maneiras agressivas.

7. Relacionamentos

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês 

Oh, boy. Perguntas e respostas de relacionamentos em público. Que prato cheio. 

— Eu sou o melhor sexo que você já teve?

— ...

— Ai, cristo.

— ...

— ...

— Sim.

— Uau. Foi bem convincente. 

Pequenas reclamações, segredos abertos, sentimentos machucados: "Eu odeio a sua sopa", "você não escova sempre os dentes", "qual foi a última vez que você mentiu pra mim?", "Você se preocupa mais comigo ou contigo na cama?".

8. Virando homem

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês

O que é ser homem? O que um homem tem de fazer para ser homem?

"O homem é alguém que provê para a família, isso se você tem ou não filhos, você tem uma mãe que te criou e olhou por você, então é sempre bom olhar também pelos teus pais". 

"Eu acho que virei um homem quando eu me divorciei aos 25 anos".

"Eu nem sei o que eu sou ainda".

O que faz da gente um homem?

9. Homens não choram

Link YouTube | dá pra ativar legendas em inglês

"Você já viu o seu pai chorando?".

Cara. Apenas assista.

* * *

Obs.: Este texto foi produzido do outro lado do mundo, no Japão! Estou em viagem na terra do sol nascente e escreverei daqui pelos próximos dias, com a ajuda da Seta Viagens, que me botou aqui. Acompanhem meus próximos artigos lá na minha página de autor.


publicado em 24 de Abril de 2017, 00:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: