A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

Horário eleitoral gratuito 24h

O jornalista Alberto Dines, ex- editor do Jornal do Brasil e diretor do Grupo Abril em Portugal, costumava utilizar a seguinte frase em suas aulas:

"A sociedade é maior do que o mercado. O leitor não é consumidor, mas cidadão. Jornalismo é serviço público, não espetáculo."

Atente-se ao final da afirmação de Dines: "Jornalismo é serviço público, não é espetáculo". Pois bem. Jornalismo é a mais nobre ferramenta de serviço público. Portanto, utilizá-lo a favor da sociedade retratando e denunciando os podres existentes ao nosso redor torna-se a essência do jornalismo. E algo relativamente simples. Basta publicar o que necessita ser de conhecimento geral.

Certo?

Talvez num mundo perfeito.

E, como já ficou bem claro, não estamos num mundo perfeito. Essa meta torna-se utópica a partir do momento que o dono dos veículos são pessoas que fazem parte de um ciclo de corrupção. E mais: utilizam a voz forte e de massa para interesse próprio.

Exemplos assim existem aos montes. Seicentos e trinta e oito páginas de exemplos, pra ser mais exato.

Sarney Entertainment Television: pelo menos cinco emissoras no Maranhão

Foi o que o Ministério da Comunicação divulgou há alguns dias. Uma lista com os nomes dos donos de rádios e TVs do Brasil. Entre os citados estão 56 deputados e senadores que são sócios ou têm parentes no controle das emissoras. Pela legislação brasileira, qualquer político pode ser sócio ou proprietário de emissoras de rádio ou TV. Contudo, não pode exercer o cargo de gerente – o que não impede qualquer influência na veiculação de conteúdo.

A proibição total de influência dos políticos nos meios de comunicação seria o primeiro passo. Mas, segundo o ministro das comunicações Paulo Bernardo, é um ato inviável. Sem contar na dificuldade de fiscalização dos veículos. “Infelizmente, num universo de quase 10 mil concessões, é impossível fiscalizar tudo. Agora, porém, alguém poderá acessar a lista na sua cidade e descobrir que a rádio local é registrada no nome de um laranja”, disse o ministro em entrevista a Folha de S. Paulo.

Veja a lista completa aqui.

Nota do editor: José Sarney, presidente do Senado e aliado do Governo Federal, é proprietário de ao menos cinco veículos no Maranhão. O mesmo Sarney que, entre 1985 e 1990, executou uma enorme distribuição de concessões em troca de apoio.


publicado em 13 de Junho de 2011, 11:30
File

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura