INCREÍBLE (incrível, inacreditável, extraordinário)

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

“Celebro mi destino
de sentir como siento,
de vivir como vivo,
de morir como muero.”
Atahualpa Yupanqui

Improvável, excessivo, este mundo por onde vamos carece de realidade. Crer nele é um descuido.

Nos falamos, nos vemos, tocamos as coisas, e é incrível que isto seja possível. Que os bebês saibam sorrir. Que haja rochas pelo céu com um trajeto previsível. Que chova, que faça sol e que o calor seja suficiente. Que sejamos diferentes, que nossos rostos não se repitam. Que haja coisas inexistentes: as possibilidades, os algarismos, a música, a fé, a estética, a memória assombrosa e os sonhos. Que meu nome (esta palavra com que me chamam) e meu sangue talvez sigam e sejam o peso de outro. Neste mundo tão diverso, que eu seja isso, assim. Que eu esteja aqui, que eu escreva e me sinta repentinamente surpreso.

E há uma grande impostura em minha vida: imagino que se eu hesitar por um instante apenas, se desfará algum tipo de equilíbrio delicado que nos sustenta. A verdade é que não importo. Sou esta coisa qualquer que surgiu há pouco e já vai desaparecer, que será esquecida, que sorri e finge não ter medo. (No momento seguinte, tudo continuará bem, improvável, excessivo.)

***

(Este texto apareceu originalmente no Não2Não1, blog sobre relacionamentos mantido pelo nosso Gustavo Gitti.)


publicado em 08 de Fevereiro de 2012, 08:03
Ww jpg

Fábio Rodrigues

Trabalha em espaços onde se pode aprender como melhorar as relações, cultivar o mundo interno e florescimento humano — sem oba-oba, com os pés no chão do cotidiano. Coordenador do lugar, tutor no CEBB Joinville, professor do programa Cultivating Emotional Balance, artista visual, pai do Pedro.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: