Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Inside the Syndicate: o mini-doc sobre a Família Yakuza

Depois de 10 meses de negociação, o fotógrafo belga Anton Kusters registrou a rotina da máfia japonesa.

A Yakuza sustenta há décadas o posto de uma das mais tradicionais organizações criminosas do mundo. Entre os principais negócios da família está aquela trinca que os italianos (entre outros) tão bem comercializaram nos Estados Unidos: jogos, prostitutas e e tráfico. A diferença é que os negócios são focados no Japão. E como qualquer coisa organizada no Japão, contam com uma precisão administrativa extremamente rígida e condutas quase incorruptíveis de participação.

A rotina da família sempre despertou a curiosidade do ocidente. Tanto que virou mini-doc nas mãos do fotógrafo belga Anton Kusters. O filme foi veiculado no The Economist e traz detalhes que envolvem os conceitos definidos pelos mais 100 mil membros da Família Yakuza - inclusive, a grande presença na mídia.

A geração se renova 

Questionado como conseguiu permissão para rodar o documentário, o fotógrafo revelou que foram 10 meses de negociação. "Uma negociação tipo ou poior que Kill Bill", afirmou. Você confere a produção aqui:

 

Como diz um comentário no Youtube: "esse vídeo faz as organizações criminosas ocidentais parecerem piadas".


publicado em 24 de Setembro de 2015, 18:45
File

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura