Como se transforma a paternidade no Brasil? Faltam apenas 5 dias para o PAI: Os desafios da paternidade atual.
Compre já o seu ingresso!

5 filmes para confiar no potencial do Coringa de Jared Leto

Pra comprovar o talento, intensidade e loucura que o ator promete pra estreia de Esquadrão Suicida nesta semana

Além de maravilhoso, Jared Leto é multi-tarefas: canta, dirige, atua. Em tudo o que faz, prova que talento é um dom nato.

Prestes a viver um dos papéis mais desafiadores e esperados de sua vida –ninguém menos que o Coringa – em Esquadrão Suicida, que estreia no próximo dia 04, Leto ainda gera dúvidas nos fãs que não superaram o antecessor, Heath Ledger, que cumpriu seu papel com excelência em Batman: O Cavaleiro das Trevas.

Enquanto o veredito não sai e por acreditar que Jared Leto se sairá maravilhosamente bem no papel do psicopunk, como boa fã separei alguns filmes que me perturbaram e me fizeram confiar ainda mais na versatilidade e cuidado do ator na hora de encarnar um papel tão peculiar quanto esse.

Filmes intensos, loucos e bem interessantes para nos rendermos ao talento de Leto.

Réquiem Para um Sonho – 2000

Do visionário Darren Aromofsky, o filme é daqueles que te deixa agoniado, tenso e maravilhado ao mesmo tempo, já que nos é apresentada uma estética bem elaborada, mostrando bem o drama dos protagonistas.

A temática abordada é o mundo das drogas, na qual Jared Leto é um jovem viciado em heroína que vai ao fundo do poço. A atuação de Leto é tão intensa que você nunca vai querer chegar perto de droga alguma.

O Quarto do Pânico – 2002

Vivendo um ladrão novato e calculista, Jared Leto e sua equipe invadem uma casa totalmente segura. Jodie Foster e Kristen Stewart vivem mãe e filha que se trancam em um quarto onde conseguem ver tudo em que os ladrões estão fazendo pela casa. O destaque de Leto fica para a frieza e insanidade que seu personagem se mostra ser no meio a conflitos com seus comparsas. Com certeza uma atuação memorável.

Capítulo 27 - O Assassinato de John Lenon – 2007

Provando ser um ator que se entrega mesmo ao papel, Jared Leto engordou cerca de 28 quilos para viver Mark David Chapman, o homem que matou John Lennon. A atuação dele é tão brilhante e perturbadora que dá pra esquecer por alguns momentos o rosto por trás daquela figura bizarra que Leto se tornou. É nesse filme que você consegue ver todo o talento do ator, sendo reconhecido com o prêmio de melhor desempenho no Festival de Zurique, em 2007.

Sr. Ninguém – 2009

Quem já viu pode achar o filme um pouco bizarro, já que se trata de uma ficção cientifica um pouco difícil de acompanhar. Leto é Nemo Nobody, um pai de família que acorda em 2092, com 118 anos de idade. Ele é o único mortal em um mundo de seres imortais.

Esse filme merece destaque pela atuação psicótica e perturbadora do ator que envolve questões que você pode se identificar. Outro destaque é pela famosa risada sarcástica digna de um bom Coringa.

Clube de Compras Dallas – 2013

Se você ainda não viu, está perdendo uma das atuações mais brilhantes do ator. Ele vive a transexual Rayon, que sofre com aids e se junta com o durão Matthew McConaughey para financiar remédios contrabandeados para dentro dos Estados Unidos.

Sua personagem é tão sensível e perturbadora que você acaba se apaixonando por ela. Leto teve que emagrecer diversos quilos para entrar na personagem que lhe rendeu seu primeiro Oscar de ator coadjuvante no ano seguinte.


publicado em 02 de Agosto de 2016, 11:00
13460792 1224305250914963 536862948 o

Talita de Alencar

Talita Alencar, jornalista, fotógrafa, sagitariana, cinéfila e autora do Banal e Genial. Não confia em pessoas que não tenham sonhos e ambições. Ainda sonha em casar com o Adam Levine.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura