Cai o último reinado do UFC

St-Pierre, Anderson Silva, Jon Jones, Ronda Rousey e José Aldo. Nenhum dos campeões conseguiu permanecer no topo

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Asm selo png
  • 130x50 jpg

O UFC ganhou grande repercussão nos últimos anos graças a alguns atletas que viraram campeões de visibilidade. Eles atraíram fama e fortuna, acumularam vitórias e inimigos, conquistaram o respeito e a admiração de muitos.

Mas com a queda de José Aldo no último final de semana, nenhum desses reinados continua de pé. Georges St-Pierre, Anderson Silva, Jon Jones, Ronda Rousey e Aldo caíram um após o outro.

Veja como aconteceu a derrocada de cada um deles.

Georges St-Pierre

Ele alegou não aguentar mais a pressão e a fama.

De todos os citados, St-Pierre foi o único que não precisou perder o cinturão para ter o reinado finalizado. O canadense anunciou em dezembro de 2013 que faria uma pausa na carreira e que, portanto, abriria mão de seu título por conta própria.

Com isso, o cinturão dos meio-médios (até 77kg) foi disputado entre Johny Hendricks e o atual campeão Robbie Lawler.

Dois anos depois, St-Pierre da indícios de que quer voltar a lutar, mas muitos duvidam dele.

Anderson Silva

Spider retornou e foi novamente derrotado por Weidman.

Dias após o anúncio da retirada de St-Pierre, caía o segundo trono.

Anderson Silva era tido como imbatível dentro de sua categoria e tinha uma maneira própria de lutar. Foi então que, de guarda baixa e fazendo brincadeiras durante a luta, Spider foi parado por Chris Weidman.

O americano bateu o brasileiro e defendeu o título dos médios (até 84kg) – inclusive contra o próprio Anderson Silvaaté ser derrotado pelo atual campeão Luke Rockhold no evento 194.

 

Jon Jones

Suspenso depois de provocar um acidente de carro e fugir do local.

Depois que Anderson Silva foi derrotado, aumentaram os adeptos da tese de que Jon Jones era o melhor peso por peso do UFC. O americano atropelou adversários defesa após defesa de cinturão, mas a sua hegemonia também chegou ao fim.

E assim como St-Pierre, Jones não perdeu o cinturão numa luta, mas teve o título retirado contra sua vontade.

Envolvido em polêmicas fora dos ringues, o campeão dos meio-pesados foi suspenso e teve o cinturão confiscado pelo UFC. O título que estava em aberto foi disputado por Anthony Johnson e o atual campeão Daniel Cormier.

Depois de altos e baixos, parece que Jones está próximo de um retorno aos octógonos e pode ser direto em uma luta pelo cinturão. Resta saber se ele estará preparado para retomar seu lugar de destaque.

Ronda Rousey

Ronda tomou esse chute e muito mais na luta contra Holm.

Ela virou um fenômeno do UFC e a queridinha de Dana White. Responsável por elevar a luta feminina a um novo patamar, Ronda tinha um cartel invejado por qualquer marmanjo.

Mais do que isso, a americana sobrava nas lutas contra as mais diversas adversárias e reforçava a sensação de estar num patamar inalcançável.

Mas aí veio Holy Holm e desbancou o mito. Curiosamente, numa luta onde a atual campeã foi superior a Ronda durante todo o combate.

A derrota ainda muito recente foi inquestionável, mas já estamos próximos de ver uma revanche entre as duas.

 

José Aldo

Ele ainda acertou esse soco, mas já estava caindo pra derrota.

Se você consultar o ranking dos peso por peso do UFC verá que José Aldo ainda figura na liderança, mas ele já não é mais campeão dos peso pena (até 66 kg).

Depois de uma fratura na costela ter adiado o confronto com o irlandês Conor McGregor, o título foi dividido. Aldo era o campeão linear. McGregor o campeão interino. Meses de recuperação depois, a luta tão aguardada aconteceu.

Aconteceu? Bastaram 13 segundos para que o soco do irlandês entrasse na guarda de José Aldo e o último reinado original do UFC caísse por terra.

Um cartel lindo com mais de 10 anos de invencibilidade agora conta com uma derrota cruel, mas já há quem defenda uma revanche entre os dois.

 

Agora pairam várias dúvidas no ar. Quem é o melhor peso por peso do UFC? Ronda, Aldo, Jones, St-Pierre retornarão aos seus postos? Ou estamos definitivamente presenciando o nascimento de uma nova geração de campeões?

Palpites e sugestões são sempre bem vindos nos comentários.


publicado em 14 de Dezembro de 2015, 20:52
Breno franca jpg

Breno França

Editor do PapodeHomem, é formado em jornalismo pela ECA-USP onde administrou a Jornalismo Júnior, organizou campeonatos da ECAtlética e presidiu o JUCA. Siga ele no Facebook e comente Brenão.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: