Katy Perry e os caminhos da curiosidade feminina...

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Nunca escondi meu fascínio pela psiquê feminina. Até porque entendendo melhor o modus operandi do “inimigo”, você pode usar muito disso a seu favor.

Algo que sempre me intrigou sobre as fêmeas é a sensibilidade ao toque, e como elas o fazem abertamente. Inclusive com elas próprias. Enquanto nós machos, quando crianças, só tocamos os outros pra dar porrada e fazer falta no futebol, elas estão de mãos dadas, se abraçam, se acariciam...

mente-masculina
A mente masculina e seus caminhos, em infográfico auto-explicativo.

Bom, vocês já imaginam onde quero chegar, não é? Ainda mais depois do artigo do Pablo, das cachorras que escrevem suas histórias de alcova para o Dr. Love, e dos romances “neo-nelsonrodriguianos” da Clarisse. São maravilhosos os caminhos pelos quais a curiosidade feminina pode levar. Não consigo esconder que me fascinam. Ora, sou um ser humano, tarado por fazer mulheres delirarem de prazer, e quero usar as armas que elas também usam. É crime querer dar prazer a uma mulher?

A primeira vez que ouvi a frase “ninguém sabe tocar uma mulher como outra mulher” eu confesso que fiquei meio pasmo, até pela pressão da sociedade conservadora que nos cerca. Evoluí até defender minha tese atual, que “toda mulher é uma lésbica (ou bissexual) em potencial”. Embora seja rechaçado de pronto ao jogar tal frase de cara, se exponho argumentos aos poucos – afinal, é que nem deixar uma mulher excitada, você vai gradualmente aquecendo-na – acabo convencendo a maioria, ou pelo menos deixo alguma curiosidade.

A mistura “curiosidade” + “sensibilidade” em mulheres é nitroglicerina pura. Duas mulheres se beijando ou algo mais conseguem trazer um quê estratosférico de sensualidade, e isso não tem preço.

Para exemplificar, trago a história da responsável por essa deliciosa tempestade mental minha. Seu nome é Katy Perry, uma americana sensual e lindíssima.

Katy

É uma americana de 23 anos, nascida na Califórnia. Filha de dois pastores evangélicos, foi criada ao som de música gospel e cantando na Igreja. Mas como certos instintos humanos não podem ser suprimidos, a própria Katy admitiu que não era uma cristã típica, e fez, segundo ela mesma, “muitas coisas erradas” em sua adolescência.

Ela começou a trabalhar com música em 2004, e foi uma celebridade da era da Internet, pois seu single de maior sucesso surgiu na loja do iTunes e depois em seu MySpace. Este single, inspiradíssimo, em apenas dois meses subiu de 76º para 1º na parada da Billboard americana, e atingiu o topo das paradas em mais de 20 países.

A música ilustra bem o comportamento, os conflitos, as experiências e as sensações das garotas ao descobrirem o quão bom é o fruto proibido. Chama-se “I kissed a girl” (Eu beijei uma garota), e segundo Katy, fala sobre “a beleza mágica de uma mulher”.

Confiram o vídeo abaixo:

katy-perry

https://www.youtube.com/watch?v=NoKPi8xtyjA

A letra traduzida:

Isso nunca foi o que planejei

Não foi minha intenção

Eu fiquei tão corajosa, bebida na mão

Perdi a discrição

Não é o que estou acostumada

Apenas quero experimentar você

Eu estou curiosa por você

Chamou minha atenção

Eu beijei uma garota e gostei disso

O gosto de seu brilho de cereja

Eu beijei uma garota, apenas para experimentar

Eu espero que meu namorado não se importe

Parecia tão errado

Parecia tão certo

Não significa que eu esteja apaixonada essa noite

Eu beijei uma garota, e gostei disso

Não, eu sequer sei o seu nome

Isso não importa

Você é meu experimento

Apenas a natureza humana

Não é o que as certinhas fazem

Não como elas devem agir

Minha cabeça ficou tão confusa

Difícil de obedecer

Eu beijei uma garota e gostei disso

O gosto de seu brilho de cereja

Eu beijei uma garota, apenas para experimentar

Eu espero que meu namorado não se importe

Isso foi tão errado

Isso foi tão certo

Não significa que eu esteja apaixonada essa noite

Eu beijei uma garota, e gostei disso

Nós garotas, somo tão mágicas

Pele macia, lábios vermelhos, tão 'beijáveis'

Difícil de resistir, tão tocáveis

Muito bom para negar isso

Não tem grande problema, é inocente

Eu beijei uma garota e gostei disso

O gosto de seu brilho de cereja

Eu beijei uma garota, apenas para experimentar

Eu espero que meu namorado não se importe

Isso foi tão errado

Isso foi tão certo

Não significa que eu esteja apaixonada essa noite

Eu beijei uma garota, e gostei disso

Não sei quanto a vocês, mas eu fiquei fascinado com a idéia toda, com toda a condução desta, que uma mísera fagulha de curiosidade pode, se bem trabalhada, levar a possibilidades infinitas. Usemos a imaginação.

Obrigado pelo brainstorm, Katy. Você é linda demais. E inspiradora, tenho muito o que aprender com isso. Mas infelizmente o cara que está dormindo ao lado dela no fim do vídeo é o seu atual namorado, Travis McCoy.

E vocês, o que acham? Especialmente as meninas!


publicado em 20 de Setembro de 2008, 21:04
7375567d0f2c379b7588ce618306ff6c?s=130

Mauricio Garcia

Flamenguista ortodoxo, toca bateria e ama cerveja e mulher (nessa ordem). Nas horas vagas, é médico e o nosso grande Dr. Health.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: