Kiva.org: você emprestaria 50 Reais para melhorar a vida de alguém?

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Dinheiro não traz felicidade, é verdade, mas às vezes a diferença entre ter ou não ter algumas dificuldades na vida é de apenas alguns trocados. E às vezes também é verdade, ao menos em partes, aquela máxima que alguns gurus financeiros desmentem para nos confortar: é preciso ter dinheiro para ganhar dinheiro.

Mas como proceder quando há dificuldades e não há dinheiro que se possa usar para fazer mais dinheiro e superar as dificuldades? Geralmente, o único caminho é um empréstimo.

Aí o pobre trabalhador que não tem amigos ou família com grana para emprestar vai lá tirar dinheiro do banco e depois se fode a 6% de juros. Porque é o único jeito, afinal.

Mas e se não fosse?

Link Vimeo

Não é

O vídeo acima é do site Kiva.org, e dá um bom exemplo do que eu queria explicar.

Pedro é um fazendeiro na Bolívia. Ele tem duas vacas que o ajudam a arar a terra, mas então uma dessas vacas morre. Com isso, ele começa a ter muita dificuldade em manter a produção, o que naturalmente faz com que ganhe menos dinheiro.

Exatamente quando ele precisa de mais dinheiro, passa a ganhar menos -- graças ao próprio problema que ele precisa de mais dinheiro para resolver. Não há saída sem um empréstimo.

Só que o empréstimo com uma grande instituição financeira também não é uma boa opção. Ele vai voltar a ganhar o que ganhava antes, mas agora terá um empréstimo pra pagar.

Isso quando o empréstimo sequer está acessível, o que não é o caso de famílias de renda muito baixa.

Querendo resolver esse tipo de problema, surgiram instituições de microcrédito. Empréstimos pequenos, a juros bem menores e com métodos alternativos de cobrança. Só que essas iniciativas também têm seu próprio problema: de onde eles vão tirar dinheiro suficiente para emprestar a todos que precisam?

É aqui que você pode entrar

Esses dias conheci o já citado Kiva.org. É uma daquelas ideias geniais que me dão orgulho de fazer parte da raça humana.

Tão simples que não preciso de muito mais do que um parágrafo para explicar: as pessoas, coletivamente, que têm alguma grana sobrando (mesmo que pouca) e alguma vontade de ajudar podem emprestar quantias pequenas através do site. Juntas, essas quantias pequenas somam os montantes necessários para resolver os problemas de pessoas como o Pedro fictício da Bolívia, e também como a Liana da Armênia, o Ali do Líbano e centenas de outras.

Por ser um empréstimo sem participação de grandes instituições que visam lucro, os juros para quem pede o dinheiro são infinitamente menores. Esse fato, somado ao fato de que as pessoas que pedem empréstimo através do Kiva geralmente o fazem realmente com o intuito de resolver algum problema e melhorar sua renda, faz com a inadimplência seja quase inexistente.

Assim, os emprestadores recebem seu dinheiro de volta -- e geralmente fazem outro empréstimo, em vez de resgatá-lo de volta, já que ajudar alguém em necessidade é uma das melhores sensações que existem.

Lembra daquela vez que você precisava muito de R$ 2000? Imagina que dezenas de pessoas fizeram uma vaquinha, cada uma dando 25 ou 50 Reais, para levantar o dinheiro para você. Não teria sido incrível? O Kiva faz isso pelas pessoas. Eu acho incrível.


publicado em 22 de Novembro de 2012, 08:42
File

Fabio Bracht

Toca guitarra e bateria, respira música, já mochilou pela Europa, conhece todos os memes, idolatra Jack White. Segue sendo um aprendiz de cara legal.\r\n\r\n[Facebook | Twitter]


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: