Memórias do Brasileirão (12): Gol de goleiro aos 52 minutos

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Vivara130x50 jpg
  • Selo dorel jpg

Enquanto todos os jogadores estão de férias, a gente continua prestigiando seus grande feitos na história do Campeonato Brasileiro de Futebol.

No 12º episódio de nossa série, tem gol de cabeça de goleiro aos 52 minutos, título do São Paulo nos pênaltis em 1977, virada do Fluminense aos 49 do segundo tempo e rebaixamento do Corinthians.

1977 - Atlético Mineiro 0 x 0 São Paulo | O favorito sucumbe

Link YouTube

A diferença técnica entre o time do Atlético Mineiro e os demais que disputavam o Brasileirão de 1977 era abissal.

Prova disso foi que o time terminou nove pontos à frente dos outros times. Mas naqueles tempos o que valia era a final. Como o regulamento previa jogo único na casa do time de melhor campanha, coube ao São Paulo decidir no Mineirão. No banco tricolor, uma velha raposa do futebol brasileiro, Rubens Minelli, com toda a tarimba que faltava ao adversário, o desconhecido Barbatana.

Nitidamente o São Paulo entrou para anular o técnico e poderoso time mineiro, utilizando uma marcação forte e muita intimidação, quando o meia Ângelo, do Galo, teve os ligamentos do joelho rompidos pelo são-paulino Neca, e depois foi pisado pelo meia Chicão, que teria gritado: “Isso é para você aprender a ser covarde”.

No fim, o São Paulo segurou o ímpeto atleticano e o goleiro Waldir Perez usou da catimba para enervar os batedores do Galo. Resultado: 3 pênaltis atleticanos chutados para fora e o São Paulo conquistava seu primeiro campeonato brasileiro.

1999 - Vitória x Vasco: 5x4, 2x2 e 1x1 | Quartas de finais eletrizantes

Link YouTube

Os playoffs protagonizados por Vasco e Vitória no ano de 1999 foram insanos.

No 1º jogo, no Barradão, o Vasco, em sua época de glória, abriu 2 x 0, tomou a virada, foi buscar o empate duas vezes, levou o 5º gol, e no final, Juninho Pernambucano perdeu um pênalti. No segundo jogo, o Vasco precisava vencer, e saiu na frente. Eis que o Vitória perde um pênalti, mas em seguida empata. Agora o Vasco tinha um pênalti a seu favor, mas Viola perde. O Vitória vira o jogo, e a eliminação vascaína parece inevitável, mas Donizete salva a pátria, forçando o terceiro jogo.

Novamente o Vasco precisava vencer para se classificar. Em um jogo tenso, parecia que as pretensões vascaínas estavam se concretizando quando Mauro Galvão abre o placar no segundo tempo. Mas uma cobrança de falta perfeita de Baiano deu a vaga ao Vitória. No final, o Vasco perdeu um gol inacreditável em falha de Fábio Costa. Com isso, o Vitória seguia em frente.

2003 - Ponte Preta 1 x 1 Flamengo | Se o goleiro não resolve lá atrás, resolve na frente

Link YouTube

Gol de goleiro já é algo comum nos dias de hoje, graças a Rogério Ceni e outros discípulos, mas o que aconteceu neste jogo foi sensacional. O Flamengo vencia a Ponte em Campinas e a pressão da Macaca era incrível. Até o goleiro Lauro se lançava ao ataque para tentar o empate.

Aos 52 minutos do segundo tempo, um escanteio para a Ponte. A bola cruzada na área encontra a cabeça do goleiro Lauro, que fulmina Julio Cesar e empata o jogo para a Ponte Preta.

De arrepiar.

2005 – Fluminense 4 x 3 Santos | Virada tricolor no final

Link YouTube

O Fluminense brigava pelo título no ano de 2005 e ficou marcado pelas grandes viradas que protagonizou naquele ano. A mais espetacular foi contra o Santos, em Volta Redonda.

Após sair perdendo por 2 x 0, dois chutes de fora da área, de Arouca e Petkovic, igualaram o placar para o Flu. Numa falha do goleiro Kleber, Basílio colocou o Peixe na frente, 3 x 2. Ao tentar cruzar uma bola na área santista, Leandro acaba encobrindo o goleiro e empata.

E aos 49 do segundo tempo, quando tudo parecia definido, Gabriel coloca finalmente o tricolor em vantagem, desta vez definitiva.

2007 - Grêmio 1 x 1 Corinthians – A Fiel no abismo

Link YouTube

O balcão de negócios escusos que o Corinthians se tornara em 2005 pode ter rendido o título brasileiro daquele ano, mas os desmandos da administração Dualib cobrariam um preço dois anos mais tarde.

Com um time medíocre, muito abaixo das tradições do clube, o Corinthians chegava à última rodada de 2007 dependendo de resultados para não cair para a série B. Mas nem a sua parte o Timão fez, empatando com o Grêmio em Porto Alegre, com a vitória do Goiás sobre o Internacional (ironicamente o time que perdera o título pro Corinthians em 2005 em virtude das partidas anuladas devido ao escândalo da arbitragem).

O Corinthians abria um capítulo triste em sua história, caindo para a segunda divisão.


publicado em 03 de Janeiro de 2010, 04:01
7375567d0f2c379b7588ce618306ff6c?s=130

Mauricio Garcia

Flamenguista ortodoxo, toca bateria e ama cerveja e mulher (nessa ordem). Nas horas vagas, é médico e o nosso grande Dr. Health.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: