Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Minha primeira reunião de condomínio

Hoje, pela primeira vez, participei de uma reunião de condomínio.

Lá pelas tantas a pauta foi o valor das multas e advertências. Questionei:

— Ok, mas pra onde vai esse dinheiro?
— Para a conta corrente do condomínio – ponderou o presidente da mesa, sem dar muitos detalhes de como esse fundo é realmente utilizado.

Foi então que argumentei:

— Por que não fazemos uma comunicação anunciando que o valor da multa será revertido em doações esporádicas para instituições de caridade? A seleção das ONGs podem ser feitas de acordo com o período do ano. No inverno, por exemplo, podemos adquirir agasalhos e levar ao Lar do Idoso. Em agosto, comprar material escolar para crianças carentes que vão entrar no segundo semestre do ensino fundamental.
Isso é bastante comum em grandes empresas e agremiações esportivas. O custo doado diminui o peso na consciência. E se engana quem acha que isso reflete negativamente no impacto da multa. A sensação de ajudar quem precisa devido um erro é tão complexa que se transforma em uma marca. Muitas vezes, um elo na mudança das atitudes.
Sem contar que fazendo isso, transformando o valor da multa em uma ação filantrópica, mudaremos o clima de guerra que há entre alguns vizinhos. Viver sabendo que todos, em conjunto, auxiliam a sociedade de algum modo é um acréscimo na nossa convivência. É um modo nobre de o condômino, mesmo sem notar de maneira tão clara e imediata, pagar a multa e não ficar totalmente transtornado com a despesa.

Fez-se um sonoro silêncio.

Eu esperava isso:

Mas ganhei foi isso:

Logo em seguida todos caíram na gargalhada.

Assim terminou a minha primeira reunião de condomínio.


publicado em 16 de Abril de 2012, 22:14
File

Fred Fagundes

Fred Fagundes é gremista, gaúcho e bagual reprodutor. Já foi office boy, operador de CPD e diagramador de jornal. Considera futebol cultura. É maragato, jornalista e dono das melhores vagas em estacionamentos. Autor do "Top10Basf". Twitter: @fagundes.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura