Montadoras, respeitem seus fanáticos! #Volkswagen FAIL

Há muito mais por trás da marca de um fabricante de automóveis do que seu mero logotipo.

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Há muito mais por trás da marca de um fabricante de automóveis do que seu mero logotipo.

O motorista comum percebe um automóvel como um simples meio de transporte. Com sorte, adquirem seu veículo buscando status e conforto. Esse consumidor seria incapaz de entender o fanatismo e fervor com que apaixonados por engenharia automotiva podem defender sua marca de preferência.

Grande parte dos fabricantes de automóveis estampam em seus produtos uma impressão digital que sutilmente identifica sua escola de engenharia. São pequenos detalhes e peculiaridades que não passam despercebidos pelo verdadeiro entusiasta. Essa impressão digital é uma reunião de conceitos, idéias, know-how de engenharia e marketing que foram sendo aprimorados ao longo de histórias de sucesso.

É através de apaixonados como nós que determinada marca passa a habitar um terreno tão subjetivo, que nenhum valor de mercado nos diria o quão importante ela é para nós. Através de sua história, seus acertos, talvez seus erros, um fabricante de automóveis pode vir a ser venerado e cultuado tal como se fizesse parte de nossas vidas, como se fosse nossa religião.

amante-carro
É paixão.

Não fosse assim, não existiriam incontáveis clubes de proprietários e admiradores de um automóvel específico, ou de seu fabricante, espalhados pelo mundo.

A Volkswagen fez parte da minha vida. Aprendi a dirigir em um Fusca, que também foi o primeiro carro do meu pai, do meu avô... Ainda lembro da nosssa Parati 1.6 dourada, a geração I. Era uma guerreira, não quebrava por nada! Um tempo depois era lançada a belíssima linha Gol geração II. Na época lembro de ter dito para o meu pai que seria um sonho comprar a nova Parati com o então poderoso motor AP 1.8.

Um tempo depois tal sonho se concretizaria e meu primeiro carro viria a ser uma querida Parati Atlanta 1.8. No dia de vendê-la gastei um tanque de combustível rodando por aí enquanto me despedia daquele carro de quem tanto sinto saudades. Os VWs continuaram a habitar minha garagem. A Volkswagen faz sim parte da minha história e da minha paixão por automóveis. E, como bom fanático que sou, também freqüento uma comunidade de admiradores da marca, a Volkspage.net.

Lendo as notícias em nosso fórum, me deparo com algo raro por lá, uma crítica muito forte ao posicionamento da Volkswagen do Brasil em relação a um Blog.

A discussão acalorada havia iniciado após um post do amigo Flávio, que já entrevistamos por aqui. Flávio Gomes entitulou sua pesada análise da postura da atitude da VW como:

"SEM NOÇÃO DO RIDÍCULO"

O texto comentava a emissão de uma notificação extra-judicial feita pelo departamento jurídico "de uma montadora de origem alemã" ao Blog do Irmão do Décio. Para quem não conhece o excelente trabalho do Edu, o designer no comando do blog, convido-os para visitá-lo. O "Irmão do Décio" possui mão cheia, abusa do talento e criatividade para projetar releituras de clássicos do mundo automotivo.

ruralrural-decio
A Rural original, e a releitura para 2010. Compraria?

chevrolet-veraneio-72chevrolet-veraneio_viatura
A clássica Chevrolet Veraneio em versão Camburão!

Conforme explicado pelo Edu, foi com profunda tristeza e indignação que suas incríveis releituras de clássicos VW não seriam mais publicadas em seu Blog. Como o designer bem lembrou, jamais havia sido feito um único sequer uso depreciativo de tal marca. Pelo contrário, suas releituras eram homenagens à alguns dos brilhantes trabalhos da montadora de Wolfsburg, que tanto colecionaram elogios de seus fãs em décadas passadas.

Me custa crer que a querida VW trataria com tanto desdém seus fiéis admiradores, que defendem seu nome sem ganhar por isso um tostão ou sem receber qualquer procuração. No final das contas, talvez sejamos ingênuos e inocentes nutrindo um saudosismo por uma história de sucesso que nunca teve nada a ver com respeito à seus entusiastas, apenas com lucro de suas vendas.

A notícia se espalhou de forma viral pela blogosfera. Em poucas horas diversos blogueiros publicavam críticas ao episódio sem medir palavras:

Volkswagen x O Irmão do Décio , por Luis Nassif

Não tardou para que o ocorrido chegasse às páginas do prestigiado portal da Revista Quatro Rodas:

VW notifica blog por 'uso indevido de imagem' (atualizado às 20:10)

Em todos os espaços de discussão criados, a repercussão foi a pior possível. A grande massa de internautas expressava em seus comentários revolta e repudio diante de tal atitude. Vários mencionavam estar enviando mensagens para a própria Volkswagen.

Eis que um dia depois a Revista Quatro Rodas e o blog do Flávio publicam uma retratação e pedido de desculpas por parte da VW. Segundo a empresa, tudo não teria passado de um mal entendido.

Segue trecho do artigo na Quatro Rodas:

Segundo a VW, seu departamento jurídico faz um monitoramento constante da internet para checagem de possíveis usos indevidos da marca. A notificação teria, então, sido encaminhada automaticamente de forma indevida.
A Volkswagen reconhece o engano e garante que não houve nenhuma violação de direito de imagem nos projetos do designer. "A Volkswagen respeita a liberdade de expressão e não há porque impedir a publicaçao de seus trabalhos", disse o assessor de imprensa Gilberto Santos. "Entraremos em contato com ele para esclarecer essa situação."

Mal-entendido, então?

Fico feliz em saber que a montadora alemã voltou atrás em relação à sua posição completamente incoerente, mas pergunto se teria sido diferente caso não houvesse tamanha repercussão na blogosfera. Começo a questionar a dimensão e importância que os blogs conquistaram como formadores de opinião.

Alguém ainda discorda que as empresas precisam se antenar cada vez mais com blogs e seus leitores?

Bem, o que importa nesse momento é que o trabalho do Edu não precisará ser interrompido. Se você estiver lendo isso Edu, peço que não venda seu VW e nem deixe de nos presentear com suas belas releituras de nossos amados Fuscas, Karmann-Ghias, Brasílias...

Aliás, fanático por Puma que sou, não poderia deixar de compartilhar por aqui a releitura dos modelos GT, GTS e GTB S2:

Puma GTBPuma GTB (1)Puma_c
(nenhum desses existe como você os vê na foto, foram todos repaginados)

fonte: aqui e aqui

Reitero o convite, acessem o Irmão do Décio. Conheçam todo o talento do cara, é dos raríssimos blogs que de fato produz conteúdo único, vale entrar na lista de todo homem.


publicado em 01 de Maio de 2009, 01:21
3861595431ec39c257aee5228db3092a?s=130

Rodrigo Almeida

Engenheiro, apaixonado pela vida e por qualquer coisa com um motor potente, nostálgico entusiasta de muitas daquelas boas coisas que já não mais se fazem como antigamente.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: