Movember: de bigode e bolas para a saúde completa masculina

Do câncer de próstata, o movimento se expandiu para falar sobre câncer testicular, saúde mental e o sedentarismo masculino

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Asm selo png
  • 130x50 jpg

Nota do editor: Já repararam na gravata azul que o PapodeHomem adotou nesse mês de novembro? Se no mês passado, o outubro rosa, colocamos o nosso logo com uma coloração rosácea, agora chegou o novembro azul, o mês de atenção à saúde masculina.

Link YouTube

Com o início do mês de novembro, bigodes começam a crescer tanto em faces nuas quanto na mídia em todo o mundo até dia 30.  Pelo menos é essa a expectativa do #Movember (“moustache” + “november”) para chamar a atenção dos homens para a importância dos cuidados preventivos com relação saúde. Este é o terceiro ano que escrevo para o PapodeHomem sobre este projeto. No primeiro, abordei o câncer de próstata. No segundo, o câncer testicular.  

“Putz, mas é uma daquelas campanhas para falar de doença?”. Não, é “uma daquelas campanhas” para falar sobre qualidade de vida, sempre com leveza e bom humor, apesar da seriedade do assunto. Independente de gênero, muitas pessoas não gostam de ser lembradas que doenças existem.

Quando se trata dos homens, este percentual cresce drasticamente, afinal fomos criados para sermos “fortes como touros” e “essas coisas de médico são chatas, tomam muito tempo e dão trabalho”.

Para quem ainda não conhece a história, o Movember começou em um pub na Austrália, em 1999, como uma ação entre amigos.  Foi, de fato, um concurso de bigodes no primeiro ano, mas virou fundação em 2003, já alinhada a uma causa social. Tornou-se movimento mundial em 2010 e, hoje, é o maior financiador da pesquisa do câncer de próstata, além de apoiar fundações voltadas para o câncer de próstata em 13 países.

Link TED

E apesar de ter começado com um único tema, o câncer de próstata, o Movember se expandiu para contemplar o câncer testicular, a saúde mental e o sedentarismo.  Sobre saúde mental, recomendo fortemente a matéria do Guilherme Nascimento sobre a Masculinidade Tóxica, aqui mesmo no PdH, que faz um apanhado perfeito para muitas das questões nesta área.

Apesar dos bigodes estilosos terem voltado à moda em algumas tribos urbanas, a ideia é que toda vez que alguém lhe pergunte “que raio de projeto de bigode é esse?”, o Mo Bro tenha a oportunidade de contar o que há por trás destes pelos.

O slogan da campanha de 2015 é “Move”.

Como desafio ao longo de novembro, todos os participantes se comprometem não apenas com o cultivo do bigode (tendo a cara lisa no primeiro dia, é bom lembrar), mas também com a introdução de alguma atividade física por 30 minutos todos os dias. As Mo Sistas que leem este artigo podem fazer o mesmo (sem a parte do bigode, claro) e estimular parceiros, parentes e amigos, fazendo valer umas das chamadas do Movember, que é Ajude os homens a serem mais felizes, mais saudáveis e ter maior longevidade”.

Todo mundo ganha com isso, certo?

Vem com a gente, cara

Segundo o médico Dráuzio Varella, quem não faz ao menos 30 minutos de exercício por dia está vivendo de forma errada. Esta afirmação pode soar exagerada para alguns, mas o Dr. Dráuzio não está sozinho: uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition de janeiro deste ano, alerta que o sedentarismo tem sido consistentemente associado ao aumento do risco de mortalidade, independente do índice de massa corpórea. Foram 334 mil entrevistados, entre homens e mulheres, de 10 países europeus, acompanhados durante 12 anos – provavelmente a maior e mais completa pesquisa do gênero.

O que se quer dizer com isso é que, apesar de todas as doenças atreladas ao sobrepeso, a mortalidade dos sedentários é o dobro, por exemplo, da que atinge os obesos moderadamente ativos – aqueles com uma atividade física leve de três a cinco vezes por semana. O mesmo trabalho também chegou à conclusão que 20 minutos de caminhada diária reduzem de 16 a 30% o risco de morte prematura, o que me parece um ótimo custo-benefício, não?

Sedentário é aquele que gasta menos de 2.200 calorias por semana. Eu estou entre eles (mas pronto para mudar!). Talvez você. É muito importante ter em mente que a atividade física não precisa ser complexa para oferecer benefícios à saúde. Leia de novo: 20 minutos de caminhada, e não corrida, reduzem de 16 a 30% o risco de morte prematura.

Comece com 30 minutos por dia, no primeiro mês, para o corpo se adaptar à novidade e vá aumentando gradualmente. Estudos dizem que no quinto mês as chances de desistir diminuem consideravelmente – um novo (e saudável) hábito foi criado. Também faz diferença, em casa ou no trabalho, usar a escada para subir um ou dois andares. No metrô ou no shopping, ignore escadas rolantes e esteiras.

A vida é mais fácil quando você escolhe a escada. Clique na imagem e veja

Trabalhei, não tem  muito tempo, em uma empresa instalada em uma estrutura  enorme  com três andares. As pessoas tinham o hábito de tentar resolver tudo por email ou telefone, sem sair de seus lugares. Eu, por outro lado, com frequência ia ao encontro de quem precisasse discutir qualquer assunto importante – e isso várias vezes ao dia. O saldo era positivo em muitos sentidos, incluindo o melhor entendimento das necessidades por meio de uma comunicação mais eficiente e agilização dos processos. Acredite, aproximadamente metade das mulheres e 40% dos homens que trabalham em escritórios andam menos de 30 minutos, no total, durante todo o expediente.

É provável que você já saiba, mas é sempre bom reforçar: quando você adota uma atividade física regular, o corpo e a mente agradecem. Muitos pensam apenas na perda do peso, mas temos as questões cardiovasculares, os níveis de colesterol e de glicose no sangue, a resistência muscular e a flexibilidade de tendões e ligamentos. Tudo é otimizado. E se não bastassem os benefícios para o corpo, a mente também agradece, pois, ao mesmo tempo, aliviamos o stress, combatemos a depressão, melhoramos o humor e a autoestima, além de clarear as ideias – só para listar o básico.

Quer você deixe crescer ou não com um bigode (se deixar crescer é mais divertido, eu garanto), junte-se ao Movember e faça a sua parte. Antes de qualquer coisa, você ajuda cuidando de si mesmo. Lembre-se da orientação da aeromoça: quando caem as máscaras de oxigênio, coloque primeiro a sua, depois ajude a pessoa ao lado, caso ela precise.

Dê uma olhada nos links sugeridos. Refresque a memória caso já tenha passado pelos textos do PapodeHomem na época em que foram publicados. No mais, compartilhe. Compartilhe este texto, o site do Movember, outros artigos pertinentes à saúde do homem. Tenha a certeza de que, de alguma forma, você estará fazendo a diferença.


publicado em 03 de Novembro de 2015, 15:02
2d009006f96d3b000e36fc960cb3cdb8?s=130

Marcelo Ivanovitch

Trabalha com planejamento estratégico, é nerd e filósofo de botequim. Em 2013 foi o seu primeiro Movember. Justificava que a cara de cafajeste era por uma boa causa até dizerem que ela sempre esteve lá, só faltava o bigode.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: