Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Ninguém resolve nada antes do carnaval | Janeiro foi foda

O mês de janeiro costuma funcionar como uma espécie de limbo. É um período no qual as coisas caminham mais ou menos devagar, quando nada está muito definido e a resposta geral para qualquer coisa é "vem de novo depois do carnaval". Isso acaba forçando um movimento de olhar para dentro, um pensamento de "e agora?" Pois foi mais ou menos neste clima que o QG esteve neste comecinho de ano.

Tivemos muitas reuniões tentando redefinir quais seriam nossos rumos e metas em 2013. Conversamos principalmente sobre a importância de cada um dos pilares nos quais o PapodeHomem está embasado: conteúdo, comunidade e transformação.

Além disso, fizemos uma força-tarefa, reunindo todo o time presente no QG para pensar os projetos especiais de 2013. Então, mais do que nunca, o PdH está trabalhando em conjunto. Conteúdo, comercial, design, vídeos, tecnologia, todo o time integrado para foder os formatos e estruturas de tudo o que já fizemos até aqui.

Estamos preparando um novo documento de diretrizes para os novos autores, pois queremos deixar ainda mais claro que o PapodeHomem não é uma revista, que não estamos apenas pensando objetivos e problemas de revista. Queremos enfatizar o aspecto humano, de rede, de contato, de percurso e construção positiva como fatores centrais daquilo que fazemos.

A Cabana também está passando por um momento de reformular toda sua própria forma de atuação. Já começaram o projeto de um novo site, do zero, de abertura às mulheres e de transição para se tornar também um local físico.

Se em 2013 conseguirmos nos manter com esse foco e integração, pode esperar que vem coisa muito boa por aí.

Como de costume, fizemos aquela seleção maneira com os posts mais visitados do mês de janeiro.

Queremos saber, o que vocês mais gostaram de ver por estas bandas no último mês?

E, claro, como andam seus projetos para 2013?

1. A gênese social do garanhão e o mito da buceta-troféu, Leitora Anônima (45,937)

Uma colega de trabalho tem uma filha de 18 anos que recentemente arrumou um namorado com quem está cogitando fazer sexo. A mãe me relatou ter pedido à filha que pense muito bem antes de“se entregar” ao rapaz, pois, segundo ela, a moça ainda virgem possui um bem muito precioso que lhe permitirá escolher o melhor dos homens: o hímen.

2. Antimanual do sexo oral, Francesinha (29,224)

Não faltam guias e dicas infalíveis para enlouquecer homens e mulheres com o sexo oral. As revistas femininas estão fartas desses materiais, com seus encartes lacrados e conselhos de especialistas que parecem nunca ter dado uma boa chupada na vida. Além de trazer o passo a passo, muitas dão nomes ridículos a técnicas esdrúxulas que se colocadas em prática correm mais o risco de fazer brochar do que gozar.

3. O mal é a falta de atenção, por Alex Castro (28,196)

Você não é uma pessoa boa que tem péssima memória e é muito distraída. Sua péssima memória e sua extrema distração são sintomas de seu profundo desinteresse por tudo que não diga respeito a você.
Duvido que esqueça os nomes dos vice-presidentes da empresa que vão decidir sua próxima promoção. Duvido que esqueça o endereço daquela loira gostosa que te deu mole na praia.

 4. Como usar uma camisa decentemente | Dicas úteis, por Bruno Passos (26,449)

Durante tempos apanhei para descobrir como começar a usar camisas e não parecer um novo almofadinha. Queria só as qualidades positivas que ela poderia me oferecer, entre elas estar alinhado e elegante. Seria possível não me tornar mais um tiozinho em ascensão?

5. A mulher brasileira e a nudez para além da pele exposta, por Camila Cornelsen (25,848)

Eu gosto de observar. Gosto de ver como as pessoas gesticulam, falam, olham, posam. Dentro desse universo gigante sempre me despertou a curiosidade o corpo nu. E junto com esta curiosidade veio também a dificuldade em compreender os porquês dos mistérios e tabus em torno da nudez. Por que temos tanta vergonha de mostrar o corpo? Por que vergonha de ver outro corpo nu?

6. Pornografia no Japão, por Daniel Oshiro (23,524)

7. Bom dia, Christiane Kroll, por Jader Pires (17,533)

Ah… a pequena Christiane Kroll. Uma pena só ter achado um vídeo que valha a pena, de um jeito ou de outro.
Começamos o ano sem nudez, sem tirar a roupa, só acompanhando, sob a alcunha de voyer, a linda menina deixando ser fotografada. Ela é toda meiga e toda danada, com uma noção plena do que ela pode fazer olhando feio pra um homem. Ela sorri e faz ficar como uma menininha a mercê de qualquer empreitada. Olhando sério, mete um medo danado, uma imposição de quem afirma, só mexendo a face, que sabe bem o que quer e de quem quer.

8. A checagem da porra  | # ID 7, por Frederico Mattos (17,368)

“Pessoal do PdH, namoro há 4 anos, sou considerada bonita pelos homens e muito gostosa pelo meu namorado. Mas há uns 3 meses ele começou a não fazer mais questão de transar comigo, sendo que até então ele era bem tarado.
Agora sinto um desinteresse dele em relação ao sexo. Ele não é gay e sempre foi do tipo pegador. Eu malho, sou toda durinha, tenho peitão, bundão e por onde passo mexem comigo.
Acredito que ele não esteja me traindo, pois esse fim de semana, quando rolou um sexo meia boca, saiu uma porra igual iogurte. E se a porra não tá rala, é porque ele não tá comendo ninguém e nem tocando punheta.
O que pode estar acontecendo? Obrigada!”

9. Não seja sincero, seja honesto, por Alex Castro (17,046)

Poucas coisas podem ser mais honestas do que saber a hora de engolir em silêncio sua sinceridade.
Sinceridade é coisa de criança de seis anos que chama a tia de gorda.

10. Ele presta, só não quer namorar você, por Porcelana (14,220)

Cansei de contar quantas vezes ouvi uma amiga dizendo que tal cara não prestava porque havia dado um fora nela. Seguindo a regra social mais adequada, eu concordava e tentava sempre inflar o ego da amiga. Quando uma amiga está magoada, não é o melhor momento de jogar a verdade.

Escolha do editor: "O que aprendi com as artes marciais", com Cemil Uylukçu

No dia posterior ao 3º Cabana-Do, já mais descansados, tivemos uma bela conversa com o Sifu Cemil Uylukçu. Ele nos falou sobre várias de suas impressões e experiências como praticante e como professor de artes marciais. A Luiza de Castro registrou tudo e depois editou este vídeo, que agora compartilhamos com vocês.

Link YouTube | Coloque em tela cheia e seja feliz

Não esqueçam de dar uma olhada e assinarem nosso canal no Youtube. Estamos postando novos vídeos semanalmente e o feedback é essencial para aprimorarmos o que estamos fazendo.


publicado em 22 de Fevereiro de 2013, 13:43
Avatar01

Luciano Andolini

Cantor, guitarrista, compositor e editor do PapodeHomem nas horas vagas. Você pode ouvir no Spotify. Também escreve no Medium e em seu blog pessoal. Quer ser seu amigo no Facebook e Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura