Nós não estamos sozinhos

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Asm selo png
  • 130x50 jpg

Não é melodrama não.

Não sei se todos os leitores vão pensar da mesma forma, mas eu há muito me esqueci da importância dos meus pais na minha sobrevivência nesse mundão de meu deus. Não a parte de me ajudar quando eu estava começando a trabalhar, nem na época que eles pagavam o meu colégio, antes ainda de eles me levarem no shopping sábado a tarde e estarem lá pra me buscar no começo a noite.

Faz, provavelmente, mais de uma década que eu não penso no quão fundamental foi a presença dos meus pais quando eu era garoto, meninote, fedelho, em tempos que eu não fazia mais que, sim, sobreviver. Acordava, ganhava ajuda deles e dormia.

Era isso, não era? Me alimentar, ir e vir, tomar banho e trocar de roupa. Se não fossem os meus pais, o que seria?

É engraçado porque é tão básico, tão elementar que acaba não fazendo parte dos nossos agradecimentos.

Uma coisa levou a outra. Eu vi essa série de ilustras feita pelo artista residente em Paris, Andry Rajoelina, chamada Justice Families (em tradução livre, "famílias da justiça"), em que ele desenha grandes heróis dos quadrinhos (basicamente os clássicos da Marvel e DC) sendo pais ou, ainda bem novos, tendo ao lado uma figura muito importante para o que eles ainda haveriam de ser.

tumblr_mscw7ymdjm1s2w5cto1_500
tumblr_mscw7ymdjm1s2w5cto2_500
tumblr_mscw7ymdjm1s2w5cto3_500
tumblr_mscw7ymdjm1s2w5cto4_500
tumblr_mscw7ymdjm1s2w5cto5_500
tumblr_mscw7ymdjm1s2w5cto6_500
tumblr_mscw7ymdjm1s2w5cto7_500

Poderia ser só mais uma shot apresentando tudo isso, mas acabou que eu transformei essa publicação em um pequeno agradecimento.

Pai, mãe, obrigado por me ajudarem, lá no comecinho, a sobreviver.

Não deve ter sido fácil.

Extra:

breaking_dad_petit

Não é bem um herói, mas muita gente vai vibrar com o Heisenberg.


publicado em 25 de Outubro de 2013, 08:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: