Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

Eu nunca tive um objetivo sequer na vida

Sabe quando as coisas simplesmente não funcionam daquele jeito? Eu sou assim com "objetivos"

Não consigo lembrar de ter um objetivo. Um objetivo de verdade.

Há coisas que eu gostaria de ter feito, mas não fiz porque para mim estaria bom de qualquer jeito. Há metas que seriam legais de bater, mas se eu não as alcançasse não olharia para traz arrependido.

Eu não foco nas coisas dessa maneira.

Eu faço coisas, tento coisas, construo coisas, eu quero progredir, quero tornar as coisas melhores para mim, minha companhia, minha família, meu bairro etc. Mas eu nunca estipulei um objetivo. Simplesmente não é a maneira como abordo as coisas.

Um objetivo é algo que vai embora quando você o alcança. Uma vez que isso acontece, acabou. Você pode sempre definir um novo, mas eu só não funciono em passos como esses.

Quando você passa do primeiro para o segundo, o primeiro ficou para trás. Depois do segundo para o terceiro, o segundo ficou para trás. Eu abordo as coisas continuamente, não em paradas. Eu só quero continuar indo — o que quer que aconteça pelo caminho é simplesmente o que acontece.

Sabe aquele objetivo de subir uma montanha? Figurativamente ou não? Nunca rolou pra mim. Eu só fui indo.

Considero o Basecamp, meu negócio atual, como uma linha contínua desde quando vendo a primeira coisa que me lembro de fazer — um logo por US$50 (que por acaso foi para Andrei Heramischuk — quem diria!). Tinha dezesseis anos ou algo em torno disso na época. Não tinha a meta de fazer dois logos ou de ser capaz de cobrar US$5000 por um logo. E só fiz logos. E depois fiz um software. E depois fiz websites. E agora faço software de novo. Nenhum objetivo no processo que eu me lembre.

Só trabalhei com qualquer coisa que eu estava trabalhando e terminei onde quer que eu esteja. Continuo a abordar o trabalho e a vida da mesma maneira atualmente.

Se eu usei a palavra objetivo, não quis dizer nesse sentido. Foi só a palavra que escolhi, um sinônimo para outra coisa.

Eu gostei muito do que Jim Coudal disse sobre objetivos:

“A razão para a maioria de nós estar infeliz a maior parte do tempo é porque não definimos nossos objetivos para as pessoas que seremos quando os alcançarmos, mas sim para as pessoas que somos quando os definimos.”

Isso basicamente resume para mim. E você?


publicado em 11 de Setembro de 2016, 00:10
Jason fried

Jason Fried

Fundador e CEO do Basecamp. Co-autor do Getting Real, Remote e do bestseller doo New York Times REWORK. Pode ser encontrado no Twitter.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura