Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O cientista que tinha cerveja infinita em casa

Niels Bohr.

Físico. Dinamarquês. Creditado por avanços mais do que significativos no estudo da estrutura do átomo. Trabalhou muito com mecânica quântica. Membro do time que desenvolveu a primeira bomba atômica. Ativista político. Origem do nome do elemento número 107 da tabela períodica, o Bóhrio.

Chato, né?

Chato pra caralho

Até que ele ganhou o Nobel de Física e, com isso, uma casa ao lado da cervejaria Carlsberg. Com cerveja encanada.

Uma torneira de cerveja em casa, meus amigos. E Carlsberg, ainda! Recompensa por anos de trabalho árduo sendo gênio em uma pesquisa física fundada em parte pela Carlsberg Foundation. Nada mais justo que eles puxarem um cano diretamente da cervejaria até a casa do cidadão. Nada mais justo.

Tipo isso, só que com cerveja. Carlsberg, ainda!

Anos de cálculos por uma torneira de cerveja. E depois dizem que é chato ser cientista.

(Ah, e um Prêmio Nobel também. Mas quem liga?)


publicado em 13 de Novembro de 2012, 16:56
File

Fabio Bracht

Toca guitarra e bateria, respira música, já mochilou pela Europa, conhece todos os memes, idolatra Jack White. Segue sendo um aprendiz de cara legal.\r\n\r\n[Facebook | Twitter]


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura