O jeito profissa de lavar a louça: 8 dicas práticas

Incluindo fórmula pra salvar panela queimada

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

Eu gosto de lavar louça. Sempre brinco que deveria fundar uma religião inteira baseada em lavar pratos, panelas e talheres. É sério. Os templos teriam pias metálicas gigantescas nas paredes, as louças sujas viriam às centenas em carrinhos de compra e ficaríamos horas esfregando e enxaguando peças de cerâmica e aço inox.

Deixando a brincadeira de lado, lavar louça me traz para um nível bem profundo de introspecção. O prolongado período imerso numa tarefa repetitiva me permite pensar sobre vários aspectos da vida, é um tempo sem distrações e com bem foco controlado.

Muitos dos textos que já escrevi para o PapodeHomem surgiram esfregando panelas.

Mas não é para todo mundo que limpar prato sujo tem esse clima romântico, para a maioria das pessoas é uma tarefa nojenta e incômoda, que deve ser feita de forma rápida e com o menor esforço possível.

Pode parecer bobagem, mas a maioria dos caras cresceu num cenário onde lavar louça não fazia parte do seu quadro de responsabilidades, e quando já estão morando sozinhos acabam cometendo erros, fruto da pouca experiência e falta de orientação.

1. Junte e organize tudo antes

Esse é um dos meus maiores erros e repito com muita frequência. Assim que acabo de lavar a  louça sento no sofá e encontro copos e pratos esquecidos no canto.

Isso é algo que todo mundo já percebeu, mas eu cometo tanto esse erro que achei importante reforçar como primeiro ponto. Antes de começar a lavar sua louça, faça uma inspeção pela casa procurando tudo de sujo que encontrar, inclusive aproveitando para jogar fora restos de embalagens e recolher os lixos menores.

Também separe tudo por tipo, organizando toda bagunça da pia: empilhe os pratos, junte os talheres e separe os copos - que a essa altura já devem estar cheio d'água para ir soltando a sujeira. Também aproveite para raspar a comida dos pratos e os excessos das panelas.

2. A ordem muda tudo

Este é o ponto deste texto, é a ideia que faz tudo ficar mais simples. O conceito é óbvio: as coisas mais complicadas e sujas ficam por último, as mais fáceis primeiro.

Faça dois ciclos de lavagem, ensaboando antes para deixar o detergente penetrar e amolecer a sujeira mais grossa, e só depois volte enxaguando e esfregando com mais força os itens mais sujos.

Considerando o critério de mais fáceis para os mais complicados, há uma ordem mais comum de ser seguida: copos, talheres, pratos, panelas e potes, liquidificador, panelas queimadas.

3. Copos

Sempre que forem colocados na pia já devem ser preenchidos com água, evitando que o líquido grude no fundo e fique mais difícil depois. Evite também despejar o detergente diretamente dentro do copo, fazer isso pode deixar um cheiro forte mesmo depois do enxágue.

Se for secar os copos com pano de prato, seque apenas o lado de fora. O pano dentro do copo pode deixar um odor desagradável.

4. Talheres

Talheres são simples e podem ficar de molho dentro das panelas ou copos que já estarão cheios d’água, para ajudar a soltar os pedaços mais duros. Caso ainda esteja muito difícil de limpar, basta deixar de molho em água quente.

5. Pratos

Para os pratos também não tem muito segredo, o material costuma ser bom de limpar e pouco aderente. A maior parte da sujeira vai sair com o detergente agindo por algum tempo antes de ensaboar.

Se algum dos talheres estiver mais difícil de limpar, jogue para o final da fila enquanto o sabão age por mais tempo.

6. Panelas e potes

Deixe as panelas e potes sujos no fundo da pia, recebendo água e espuma que vão caindo enquanto lava as outras coisa, isso ajudará a amolecer a sujeira. Em caso de resíduos mais pesados nas panelas, pode ser necessário ferver água por alguns minutos para soltar melhor.

Uma das estratégias mais interessantes para evitar lidar com louça difícil é criar o costume de lavar os utensílios assim que forem usados. A sujeira ainda não secou e a lavagem é muito mais simples.

7. Liquidificador

Alguns modelos de liquidificador permitem soltar as lâminas e lavar individualmente, mas caso não seja possível, bata um pouco de água com detergente e depois enxague. Água quente pode resolver o problema das sujeiras mais difíceis.

8. Panelas queimadas

Quando deixamos a panela queimar e os resíduos acabam colados no metal o problema fica um pouco mais sério, sendo mais difícil de limpar usando apenas sabão, detergente e água.

 

Uma das dicas mais eficientes para remover esse tipo de sujeira é o uso do limão, preenchendo de água até cobrir todas as marcas e adicionando umas três rodelas de limão, fervendo por algum tempo. Se nada mais der certo, ferver bicarbonato de sódio com água deve resolver o problema.

***

Esse é o sonho!

Lavar louça não tem muito segredo, mas algumas boas dicas são capazes de agilizar o processo e tornar tudo mais simples, evitando transtorno e até recuperando panelas que talvez fossem para o lixo.

Se você tem sua dica de como tornar o processo mais rápido e eficiente, compartilhe conosco e enriqueça ainda mais este texto.


publicado em 15 de Abril de 2017, 00:05
12596172 10153389055960906 1551523976 n

Alberto Brandão

É analista de sistemas, estudante de física e escritor colunista do Papo de Homem. Escreve sobre tudo o que acha interessante no Mnenyie, e também produz uma newsletter semanal, a Caos (Con)textual, com textos exclusivos e curadoria de conteúdo. Ficaria honrado em ser seu amigo no Facebook e conversar com você por email.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: