Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O melhor vídeo do ParaPan Rio 2007

Se ainda não assistiu esse vídeo, você não sabe absolutamente nada sobre o ParaPan.

Melhor dizendo, a essa altura talvez já saiba que o Brasil foi o grande campeão, com 228 medalhas, das quais 83 foram de ouro. O Canadá, segundo colocado, ficou com 112 medalhas.

As obras podem ter sido superfaturadas, o Pan(sem ser o Para) pode não ter sido perfeito, como nosso amigo Maurício relatou aqui na Papo de Homem. Mas tudo valeu a pena para vermos o espetáculo que nossos atletas paraolímpicos deram nessa edição do evento.

A verdade é que provavelmente 90% dos leitores desse artigo não assistiu nenhuma competição do ParaPan. No máximo já ouviram falar conhecem nosso "tubarão paraolímpico", mas é difícil ir além.

Vou te contar uma coisa, essa turma dá um show de determinação, garra e vontade de se viver.

Dou meus parabéns também à Globo, que fez uma excelente cobertura do evento, especialmente online. Acompanhei diariamente.

Vinheta pra entrar no clima antes do prato principal

 

E deixo com vocês esse vídeo, que não pode receber outro título que não...

Nossos verdadeiros Guerreiros

 

Se você tem um blog, faça um post e ajude a divulgar esse vídeo.

Se não tem, aproveite a próxima ida ao bar com os amigos para um puxar um assunto diferente de futebol e mulheres.

Precisamos levar essa mensagem o mais longe possível. Nossos atletas são um exemplo, eles inspiram, mostram que há muito mais na vida do que reclamar de besteiras.

Links do ParaPan

História das competições Paraolímpicas

Imagens Marcantes do ParaPan Rio 2007


publicado em 19 de Agosto de 2007, 18:22
File

Guilherme Nascimento Valadares

Editor-chefe do PapodeHomem, co-fundador d'o lugar. Membro do Comitê #ElesporElas, da ONU Mulheres. Professor do programa CEB (Cultivating Emotional Balance). Oferece cursos de equilíbrio emocional e escreve pequenas ficções no Instagram.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura