Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O que esperar do UFC em 2012

Apesar do evento realizado em 2011 para trazer o UFC de volta ao Brasil, 2012 é o ano que vai marcar por definitivo o retorno do evento. No último ano foram anunciados 12 eventos do UFC no país e, ainda em 2011, já começaram as seletivas para o reality show da Zuffa chamado The Ultimate Fighter.

Link YouTube | Ó só os brucutus da edição gringa. Isso é só pra dar um gostinho do que vem pra cá

O TUF é o Big Brother do mundo da luta. Os lutadores são divididos em dois times, cada time treinado por um lutador profissional já consagrado.  No TUF Brasil, os treinadores escolhidos foram Vitor Belfort e Wanderlei Silva. Os times se enfrentam em lutas casadas entre os lutadores, e quem perder é eliminado do programa.

Toda a tensão entre os times é intensificada pelo stress do confinamento na casa e pelo treinamento intensivo. O reality show gera muita polêmica, uma vez que existe um real clima de competição dentro da casa e todos os problemas entre participantes podem ser literalmente resolvidos na porrada, dentro do octógono.

É muito normal os times pregarem peças uns nos outros, colocando pó de mico na cama, ou fazendo algum tipo de sacanagem que é até incentivada pela produção, para promover o caos dentro da casa. O vencedor do programa recebe uma grande quantia em dinheiro e um contrato para lutar oficialmente no UFC.

Disputas

Nesse ano também teremos o tira teima entre Anderson Silva e o lutador mais odiado pelos Brasileiros, Chael Sonnen. A luta deve acontecer no Brasil. Sonnen, sempre provocativo, vem falando mal dos brasileiros e insultando Anderson em todas as entrevistas que concedeu. Vem sendo associado ao Palmeiras, apenas para criar confusão com o Corinthians, time que patrocina o Aranha.

No último encontro entre eles, Anderson passou por maus momentos dentro da jaula, mas conseguiu finalizar Sonnen com um armlock na posição de triangulo. Nenhum lutador deu tanto trabalho para Anderson Silva, que justificou seu desempenho dizendo que estava lutando com uma costela quebrada (inclusive, Anderson foi advertido pelos médicos a não lutar).

Sonnen pedindo pra sair, mas já era o último segundo

Outra disputa que promete balançar as grades do octógono é a do cinturão dos pesos pesados, entre Junior Cigano e Alistair Overeem. Junior conquistou o cinturão quando atropelou Cain Velasquez no UFC on Fox 1, evento que inaugurava a transmissão do UFC na emissora Fox americana, também marcando a primeira transmissão ao vivo no Brasil pela Rede Globo.

O desafiante, Alistar Overeem, foi campeão do K1 em 2010, o maior evento de luta em pé do mundo. Alistar garantiu sua chance de disputar o cinturão depois de aposentar Brock Lesnar, no UFC 141. Overeem é bastante conhecido pelo seu vigor físico e sua absurda transformação nos últimos anos, que afirma ser resultado do consumo de carne de cavalo.

O UFC de Eike Batista

Devemos ainda ter uma exposição muito maior do UFC no Brasil, não apenas pelos eventos que serão realizados, mas pelo fato de Eike Batista ter adquirido os direitos do evento no país. A popularização do UFC em terras tupiniquins se tornou um grande negócio para o cara. Uma das grandes missões do empresário é transformar o Maracanã em uma arena de esportes, deixando de ser apenas um estádio de futebol.

Quem sabe não teremos um UFC no maracanã ainda este ano?

Agora me diz: e você? O que espera ver no UFC nesse ano? Alguma luta foda? Alguma disputa que acha impossível de acontecer, mas que seria a melhor de ver? Comenta aqui embaixo pra gente discutir isso tudo.


publicado em 26 de Janeiro de 2012, 22:01
12596172 10153389055960906 1551523976 n

Alberto Brandão

É analista de sistemas, estudante de física e escritor colunista do Papo de Homem. Escreve sobre tudo o que acha interessante no Mnenyie, e também produz uma newsletter semanal, a Caos (Con)textual, com textos exclusivos e curadoria de conteúdo. Ficaria honrado em ser seu amigo no Facebook e conversar com você por email.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura