Estamos procurando um autor para escrever sobre saúde do homem no PdH! Topa? Mais informações aqui.

O que fazer quando não há o que fazer? | Curta PdH #11

Envelhecer, sem perder a ternura

Não tenho muita experiência em envelhecer. Faço isso há pouco mais de 30 anos e, certamente, algumas pessoas poderiam falar sobre com muito mais propriedade que eu.

De olho, assim, pelo exercício da observação, me parece que ficar velho (ou maduro) é um processo de eterna barganha e aceitação com as próprias condições, limitações, papéis e frustrações. Muitas vezes a vida nos dá rumos inesperados, e a gente fica assim, se mexendo em areia movediça até aceitar, de fato, a impermanência de tudo.

Deixando a filosofia de boteco de lado, “Café com Leite” é um filme que traz, de um jeito muito sensível, entre outras questões, essa, à tona. Dirigido por Daniel Ribeiro o curta mostra a história de Danilo e Marcos, um casal de namorados que precisa mudar alguns planos devido aos novos papéis que precisam assumir.

Uma das coisas que mais gosto desse filme é a direção. As cenas te convidam a, pouco a pouco, entrar na vida desses personagens em seu estado mais “puro”, dividindo conflitos e emoções com eles. Criando uma identificação forte.

Sem mais delongas, o filme:

Link do Youtube

E vocês, já passaram por alguma situação da qual achavam não estavam preparados? Compartilhem.

Bom filme e até semana que vem!

***

Curta PdH é um espaço sobre filmes de curta duração e grande relevância. Filmes que ajudem a entrar em contato com diferentes imagens, narrativas e vivências, que permitam em algum grau que nossa visão de mundo seja ampliada.


publicado em 23 de Janeiro de 2017, 14:00
File

Paulo Leierer

Escreve e dirige (tirou sua carta em 2003). É apaixonado por cinema desde que viu "Esqueceram de Mim" e morre de vergonha de escrever em terceira pessoa.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura