A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

O que rolou de melhor na San Diego Comic-Con 2017

A maior convenção de quadrinhos e cultura pop dos Estados Unidos monopoliza a atenção de aficcionados do mundo todo e bomba as redes sociais por quatro dias

Você neófito no meio nerd ou simplesmente um curioso mais perceptivo deve ter notado que nos últimos dias (notadamente entre os dias 20 e 23) houve uma enxurrada de notícias a respeito de filmes, séries, quadrinhos etc.

Mera coincidência? Ora, como diriam Sherlock e Mycroft Holmes, o universo raramente é tão indolente. Há uma explicação chamada San Diego Comic-Con (SDCC)!

CCIBanner_v3.png

Criada no ano de 1970 por um grupo de fãs de coisas que hoje denominamos "nerd" ou "geek" (dos quais destacam-se Shel Dorf, Ken Kruger e Richard Alf), a Comic-Con de San Diego foi resultado da reunião de várias outras convenções amadoras de quadrinhos organizadas na década de 1960, entre elas a mais "oficial" New York Comic-Con, realizada pela primeira vez em 1964 e que até hoje rivaliza em importância com a edição de San Diego.

Em 1970, ela contou contou com cerca de 100 participantes, mas a coisa cresceu rápido. Dez anos depois eram 5 mil e hoje mais de 150 mil pessoas comparecem todos os anos a esse ponto de peregrinação nerd. Tudo isso fez com que ela se tornasse a maior convenção de quadrinhos e cultura pop do mundo segundo o próprio Guinness. Para se ter uma ideia, o Prêmio Eisner, uma espécia de Oscar dos quadrinhos, é entregue anualmente em San Diego durante a Comic-Con em meio a mais de 700 eventos que vão desde a exibição de filmes e trailers até conferências acadêmicas sobre o assunto, preenchendo a programação dos quatro dias.

sdcc.JPG

Mas se ao contrário do esperado, sua timeline não estava bombando com assuntos nerds nesses últimos dias (me segue no Facebook e isso nunca mais vai se repetir), não se preocupe. Aqui vai um resumo das coisas mais legais que rolaram por lá na minha modesta perspectiva.

DC Comics

dc_comics_publicitantes.png

Lar de ícones como Superman, Batman e Mulher-Maravilha a editora anunciou que Frank Miller, autor de obras que marcaram de forma indelével toda a indústria dos quadrinhos, está trabalhando em Superman: Ano Um, referência ao clássico de Miller, Batman: Ano Um, que, assim como fez como o Homem Morcego, contará o início da carreira do Homem de Aço.

Além disso houve um teaser sobre a comemoração de 25 anos do selo Vertigo, que revolucionou o mercado de quadrinhos mainstream dos Estados Unidos com obras mais autorais sob a batuta de Karen Berger. O que será que vem por aí? Vamos aguardar.

vertigo-comics-logo.jpg

Marvel

Já na Casa das Ideias, lugar onde Stan Lee e Jack Kirby reinventaram o conceito de super-herói, o alvoroço se dá por conta do escritor Mark Waid, que assumirá as histórias do Capitão América. A Marvel passará por uma reestruturação com a volta de personagens clássicos ao lado de suas novas versões (polêmicas sobre diversidade e representatividade à parte) e Waid já provou todo respeito pela Era de Ouro e Prata dos quadrinhos no clássico O Reino do Amanhã.

marvel.jpg

Alan Moore

O mago que revolucionou a indústria dos quadrinhos com obras como Watchmen anunciou sua aposentadoria da 9ª Arte no ano passado, mas isso não vai acontecer até que conclua sua obra A Liga Extraordinária, com o último arco The Tempest, remetendo à obra homônima de Shakespeare, que focará no mago Próspero.

moorealan.jpg

Ducktales

Aí vem um furacão… Se você tem cerca de 30 anos é provável que a música de abertura desse desenho tenha vindo à sua mente na voz do eterno Bozo, Luís Ricardo. Mas você ficou sabendo que vão fazer um remake? Veja a prévia que foi divulgada na Comic-Con.

Link Youtube

Prêmio Eisner

Já a maior premiação da indústria dos quadrinhos, que existe desde 1988, mas foi abraçada pela organização da Comic-Con em 1990, também teve seu espaço de destaque. Com várias categorias que reconhecem o trabalho de roteiristas, desenhistas, editores e ainda dão voz para os fãs, a premiação estabelece um selo de qualidade na produção de quadrinhos norte americanos e acaba determinando o que será impresso em outros países, como o Brasil, por exemplo. Neste link você pode conferir a lista completa dos indicados e dos ganhadores e ter uma ideia do que está prestes a chegar por aqui.

eisner-award-banner.jpg

Trailers

Ao todo foram cerca de 90 minutos só em trailers, e você pode conferir todos aqui. Ok, não tem tempo para tanto? Aqui vão os que eu considerei melhores ou mais relevantes.

  • Os Defensores

Link Youtube

  • Liga da Justiça

Link Youtube

  • Stranger Things (2ª temporada)

Link Youtube

  • Star Trek: Discovery

Link Youtube - audaciosamente indo onde nenhuma série da franquia esteve: Netflix.

  • Krypton

Link Youtube - sim, teremos uma série contando as aventuras do avô do Superman em seu planeta natal.

  • Doctor Who (especial de natal)

Link Youtube - é a despedida de Peter Capaldi como Doutor

***

E então, o que acharam? Certamente cometi alguma injustiça, então deixe aí nos comentários o que faltou nessa minha seleção e vamos seguir a conversa.

That’s all folks.

***

Esse texto faz parte da parceria editorial entre o PapodeHomem e os Quadrinheiros. A partir de julho, estaremos publicando dois artigos originais por mês, pra você, sempre às sextas-feiras, mas quem quiser mais é só conferir o site e o canal no Youtube deles. Vale.


publicado em 28 de Julho de 2017, 00:05
Bruno andreotti png

Bruno Andreotti

Aficionado por super-heróis em geral desde a série estrelada por Adam West e mais ainda pela mídia na qual nasceram, os quadrinhos. Escreve periodicamente sob pseudônimo de Nerdbully no blog Quadrinheiros, com canal e podcast.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura