O ruim que é Bom! 14 Filmes para ver de galera e se divertir a beça

Porque nem só de filme premiado vive nossa felicidade

  • Nossos atuais Mecenas:
  • Selo dorel jpg
  • Vivara130x50 jpg

É com imenso prazer que retorno, mais uma vez, hasteando o bastião da sabedoria nas pilastras da galhofa, agora com uma lista aniquiladora de pequenas grandes pérolas da sétima arte.

Filmes em que pode ter faltado um pouco de orçamento, um teco de roteiro, mas, jamais, de modo algum, a emoção para fazer estalar nossos intrépidos corações!

“Qual é a lógica de querer ver filme ruim, parceiro?”
(disse o boleiro que vai no estádio ver jogo do Norusca)

“Que isso, gosto mesmo é de Tarkovsky, Jodorowsky, sai fora. Dune Doc, nossa, monstro.”
(falou o cara que teve um porre inesquecível de Askov)

“Mano, se for blockbuster, gosto de enredo, roteiro, sacada, manja? (declamou o Joe com cavanhaque do Homem de Ferro)

Pois é irmão. Muitas vezes não é a qualidade que pauta nossas decisões, muito menos a inteligência. Em muitos momentos, o que nos move de verdade é o que eu chamo de TSE (Tesão Sagrado da Existência), que são aquelas pequenas coisas que, desafiando a lógica, conquistam nossos corações e melhores memórias. Elas são feitas de instintos, não de razões.

É aquela decisão estúpida de não almoçar quando for jantar rodízio. De pedir pizza doce de banana. De pagar plano de academia de um ano. Embora os feitos heróicos sejam grandes momentos de nossa vida, são os erros que nos fazem dividir gargalhadas entre amigos, portanto, na vida, não seja o curador do self service. Salada a a gente pega de garfada, irmão.

Voltando aos filmes, separei aqui o fino do entretenimento obscuro. Aquele filme pra ver com os camaradas da república ou com o casal de amigos que adora moscar na sua casa de sábado a noite. O tipo de filme em que a namorada do seu bróder vai tramar a teoria toda zuada dela, você vai mandar o Sherlock em alguma obviedade e, provavelmente, seu amigo em silêncio é o único que tem alguma pista de que raios está  acontecendo naquela bagaça.

Importante dizer que recomendo assistirem estes filmes sem ler sinopse ou nada semelhante. Pense comigo: você vive lendo resenha do Netlfix e isso não muda nada as bombas que você escolhe. Agora você irá confiar neste que vos fala, é hora de colocarmos os algoritmos no lugar deles, pelo menos hoje, pelo menos desta vez, o Bem venceu.

Prepare-se! nervos ficarão à flor da pele. Dúvidas brotarão entre pipocas. Protagonistas imbecis serão xingados e, principalmente, você terá uma noite e tanto com seus amigos e estas pérolas do Cinema:

1. A visita

Em  M. Night Shyamalan (leia-se Shalamalála) nós confiamos!

O diretor exaltado em Corpo Fechado e Sinais, e execrado em A Vila, vem jantando tudo neste suspense "tensíssimo" sobre netinhos que vão visitar seus queridos avós até que coisas muito tenebrosas surgem para triscar seu cu de susto (desculpe o palavreado. Estamos entre amigos).

2. Contratiempo

Você já vê que o filme é presença quando lê o nome mandando um sotaque gringo.

Com uma trama mais escorregadia do que o Bruxo em tempos de Barcelona, prepare um caderninho pra anotar quantas vezes você se ligou de tudo que estava rolando (e errou bruto).

3. À Beira Da Loucura

Antes de enfrentar dinossauros com aquela cara de funcionário público de recesso, Sam Neill armava altas confusões enfrentando um escritor de terror que estava prevendo o... Apocalipse. 

(Papai...)

4. Dark Skies

Felicity é uma mãe feliz, seu marido é um vacilão de bom coração, seu filho um zikinha bacana. Eles não contavam que teriam visitantes sombrios e mortais os aguardando na cozinha.

Várias. Vezes.

5. O Convite

Sua ex-mulher convida seus amigos, você e sua nova namorada para um jantar. Torta de climão? (que gíria é essa, parça?). Antes fosse.

Prepare-se para tentar não se sufocar com a sensação de “mano que que tá acontecendo” que crescerá insanamente em seu peito.

6. Rota Da Morte

É natal (o que já dá +3 em diversão), e uma família normal está na estrada quando, de repente, se perdem no caminho.

Eles não devem sair do carro. É escuro. É nebuloso. Eles vão sair do carro. Vixi.

7. Better Watch Out

 

É natal (você sabe...) e um bom garoto e sua babá estão sozinhos quando alguém bate na porta. Eles não devem abrir. Eles vão abrir. Vai ser fofo, vai ser “mentira mano!”, vai ser o filme de natal que você merece e não sabia.

8. El Dia De La Bestia

Porque nome de filme espanhol não se traduz, se fala no puro estilo.

O melhor do humor negro dos anos noventa: um padre deve evitar que o Tinhoso reencarne na Terra e, ao seu lado, somente o Jeff Goldblum genérico e um metaleiro virjão from hell.

9. El Bar

Uma galera está em um boteco enquanto o tempo fecha lá fora, tiro porrada e bomba e, então,  silêncio total.

O primeiro a tentar sair toma um tiro na cabeça. Eles não têm muito tempo. Nem são muito inteligentes. E ponto extra para a protagonista feminina muito bem escrita.

10. Eu Não Sou Um Serial Killer

No melhor estilo “ame ou odeie”, a única coisa certa é que estamos diante de algo que não esperamos e não teremos um filme de sustos aqui.

John é um jovem perigoso e, em meio a várias mortes ao seu redor, está em dúvida se é ou não um serial Killer.

11. Dominados Pelo Ódio

Uma gangue de criminosos toma de assalto uma casa. Tudo parece normal entre vítimas e mocinhos, até descobrirmos que o líder da gangue é... A mãe deles.

Parece tosco, mas é delicioso. Ponto extra pela treta épica final.

12. Train To Busan

Personagens que nos apegamos, adrenalina, comédia, drama. O melhor filme de zumbi da década.

Fim.

13. Os Espíritos

Você sabe que o filme é bom quando o nome do protagonista é marcante. Michael J. Fox é o charlatão Frank Bannister, nesta que é uma das pérolas escondidas do diretor de O Senhor dos Anéis, Peter Jackson.

Mas não tema. Ao invés do roscão do Frodo sofrendo e fazendo terapia o filme todo, temos aqui uma aventura divertida e tensa, com o melhor que a Sessão da Tarde já produziu.

Perfeito pra assistir comendo bolinho de chuva com calda de chocolate. (eu sei que você não faz bolinho de chuva, isto é comida de mãe)

14. Os Sete Suspeitos

Misto de comédia com suspense de assassinato. Dos filmes que já não podem mais ser feitos hoje em dia, sem nunca soar ingênuo, Os Sete Suspeitos é a vitória da despretensão.

Um alento em tempos sombrios e realistas e que ganhará pontos extras para todos aqueles que já jogaram Detetive.

Bônus: seriados para se ver em bando

The Sinner

Jessica Biel no auge (??) em um enredo que te coloca toda hora à prova. Não se trata do clássico “quem matou”, mas sim, do curioso “porque matou”.

Você errará todos os palpites, palavra de quem errou e aguarda companhia para se sentir mais inteligente (ponto extra para a atuação de Bill Pullman, que é o ator que mais tem a ver com o próprio nome que eu já vi. A proximidade entre ele e um pão de forma é quase metafísica. Não se trata de ter um rosto “pão de forma”, ele tem uma personalidade “pão de forma”. Nunca vimos nada igual, eu sei, é aterrador).

The Handmade´s Tale

Abriremos uma exceção para falar de algo que não tem nada de tosco.

A melhor série do ano e, provavelmente, a mais sufocante da década. “Handmade´s” é um conto assustador de como seria se um país laico fosse dominado e governado por uma religião. Uma crítica ferrenha ao radicalismo e ao bem maior coletivo acima da liberdade individual. Veja, espalhe a palavra e, prepare-se: você ficará aterrorizado.

E, com isto, chegamos ao fim de mais uma lista que aqueceu nossos espíritos. 

Então, tal qual sua tia compartilhadeira de correntes do Whatsapp, não deixe a chama se apagar. Bora lá pros comentários indicar seu filme tosco do coração.

Nada de sinopse. Só uma frase arrebatadora e é isso. Que os jogos comecem!

Como sempre, espero ter sido útil ou, ao menos, divertido!


publicado em 29 de Dezembro de 2017, 00:00
11304492 1107811912567819 865753018 n

Bruno Passos

Pintor e dono da Conto Figueira. Ama livros, filmes, sol e bacon. Planeja virar um grande artista assim que tiver um quintal. Dá para fuçar no Instagram dele para mais informações.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Nossos atuais Mecenas: