A conversa sobre paternidade é uma das mais importantes do nosso tempo. Venha para o PAI: Os desafios da paternidade atual, discutir e colocar em prática o tema.
Compre já o seu ingresso!

O salmo de John Coltrane

Quem gosta minimamente de jazz vai te dizer que o A Love Supreme está na lista mínima de discos obrigatórios. Foi provavelmente o ápice do saxofonista John Coltrane, um dos principais jazzistas de todos os tempos.

É um álbum musicalmente estrondoso e fisicamente simples, com  apenas quatro canções:

01. Part 1: Acknowledgement

02. Part 2: Resolution

03. Part 3: Pursuance

04. Part 4: Psalm

A obra toda merece uma cuidadosa audição. Mesmo.

Mas, disso tudo, gostaria de ressaltar uma história bem interessante sobre a derradeira parte que, curiosamente, não vi publicada com afinco em outros lugares.

Antes, contextualizando ainda o disco A Love Supreme, lançado em 1965, John Coltrane há havia saído do quinteto/sexteto de Miles Davis (John Coltrane tocou com Miles de 1955 até 1960 para seguir carreira solo) e entrado em uma jornada de busca espiritual. Nada relacionado a religiosidade, já que o próprio Coltrane já havia afirmado que "gostava de todas as religiões", mas sim uma pira espiritual mesmo, de busca do contato com deus e coisas assim. Uma pira dele que não vale, no momento, aprofundar em causas ou efeitos.

Mentira. Vale a pena seguir com os efeitos.

O A Love Supreme é um disco de busca e/ou agradecimento espiritual, "uma ode à fé e no amor em deus". Mas estamos falando de um disco instrumental, sem a real necessidade de evidenciar essas menções. Ao menos não na cara larga.

Voltando ao ato final, temos a música "Psalm", em bom português, "salmo". Nela, Coltrane musicou uma poesia escrita por ele que, embora bobinha em termos literários e questionável no sentido religioso, dá um peso tremendo à canção.

Eu queria muito que o querido leitor desse uma olhada com atenção no vídeo abaixo, que mostra cada sílaba do poema se transformando em notas musicais que se ligam à bateria respeitosa que acompanha:

Link YouTube

Coltrane, se deus realmente existe e te criou, eu também quero agradecer.

Obrigado.


publicado em 09 de Março de 2013, 07:00
13350456 1045223532179521 7682935491994185264 o

Jader Pires

É escritor e colunista do Papo de Homem. Escreve, a cada quinze dias, a coluna Do Amor. Tem dois livros publicados, o livro Do Amor e o Ela Prefere as Uvas Verdes, além de escrever histórias de verdade no Cartas de Amor, em que ele escreve um conto exclusivo pra você.


Puxe uma cadeira e comente, a casa é sua. Cultivamos diálogos não-violentos, significativos e bem humorados há mais de dez anos. Para saber como fazemos, leianossa política de comentários.

Sugestões de leitura